Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Lordstown

Foxconn vai produzir automóveis em Lordstown, mesmo que seja sem a Lordstown Motors

Imagem
Foxconn confirma que ainda vai usar a fábrica de Ohio, nos EUA, para a produção de automóveis elétricos enquanto enfrenta uma disputa com a Lordstown Em disputa com a Lordstown Motors, a Foxconn confirmou que a fábrica localizada em Lordstown, Ohio, nos Estados Unidos, vai produzir automóveis elétricos. A marca responsável pela produção dos smartphones da Apple confirmou que investiria US$ 170 milhões na Lordstown Motors, mas esse dinheiro logo foi retido pela Foxconn, o que iniciou o rompimento das relações entre as duas empresas. Vale destacar que a marca da picape Endurance tinha vendido a fábrica que estava em seu nome para terminar de financiar o projeto da picape. Junto com a venda da fábrica para a Foxconn, ainda existiria esse investimento por fora, além de confirmar que produziria a Endurance para a marca na fábrica. No entanto, criou-se um imbróglio entre as empresas. Agora, a Foxconn veio a público confirmar que a unidade vai produzir veículos elétricos. A empresa pode aca

Lordstown pode estar próxima da falência a medida que impasse com Foxconn continua

Imagem
Com sinais cada vez mais claros de falência, Lordstown ainda luta contra a Foxconn e alega cerca de 30 razões diferentes sobre as condutas da dona da fábrica  Virou uma novela. A Lordstown é uma marca que nasceu na mesma cidade onde produz a picape Endurance, em Lordstown, estado de Ohio, Estados Unidos. É nessa fábrica que a General Motors até alguns anos o Chevrolet Cruze para os norte-americanos, mas desde o fim da produção do sedã e hatch médio, a marca vendeu a unidade fabril para a Lordstown Motors, que queria produzir uma picape na unidade. Para financiar o projeto da Endurance, a marca vendeu a fábrica como a condição de produzi-la na fábrica. É aí que entrou a Foxconn, de uma maneira mais reduzida para essa explicação. Como nova dona, a Foxconn tinha que produzir a picape e ajudar em seu desenvolvimento. Com o projeto finalizado, a produção começou, mas não durou muito tempo. De acordo com a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos, a Lordstown confirmou que a Foxc

Lordstown retoma produção da Endurance com a Foxconn e fecha parceria para pós-venda

Imagem
Lordstown confirma novas parcerias e retomou a produção da picape Endurance em abril deste ano, enquanto encontra solução para o seu pós-venda A Lordstown confirmou uma parceria para a produção da sua picape Endurance, que foi retomada em abril deste ano, mas sem muitos detalhes revelados. A empresa também passou a receber novos pedidos pela picape e fez novas parcerias para encontrar solução para o pós-venda da marca, já que nesse momento a Lordstown não tem capacidade de construir concessionárias por conta da sua situação financeira. Isso ao menos deve garantir que os primeiros consumidores tenham um pós-venda digno para realizar serviços. Sem revelar informações de quando que a produção foi retomada na fábrica de Lordstown, Ohio, Estados Unidos, a marca de mesmo nome da cidade onde é produzida a picape, passou por uma interrupção por conta de problemas relacionados com a qualidade dos produtos, que são produzidos pela Foxconn, desde que essa passou a produzir a picape (após a fábr

Lordstown interrompe a produção da Endurance e procura novo parceiro que não seja a Foxconn

Imagem
Casamento entre a Lordstown e a Foxconn já tem primeiras rusgas e marca quer encontrar novo parceiro para a produção da sua picape Endurance nos EUA A Lordstown demorou tanto tempo para iniciar a produção da sua picape Endurance que depois que começou a produzir, surgiram novos problemas. O azar da startup norte-americana começou depois que a empresa recolheu 19 unidades da Endurance de consumidores e interrompeu a produção até encontrar problemas nas unidades. A mudança ocorreu depois que foram relatados problemas relacionados com desempenho e qualidade de alguns componentes. Vale lembrar que, a Endurance é produzida pela Foxconn. A unidade de Lordstown, em Ohio, Estados Unidos, era da Lordstown Motors, mas precisou ser vendida para a Foxconn para levantar investimentos para a finalização do projeto da picape. Em troca, a Foxconn produziria a picape para a marca norte-americana. O chamado de recall envolvido com unidades da picape tinham “um problema específico de conexão elétrica q

Lordstown recebe sinal verde para produzir e entregar primeiras unidades da Endurance

Imagem
Após início da produção, Lordstown consegue licença Agência de Proteção Ambiental dos Estados Unidos para vender sua picape Endurance A Lordstown conseguiu a licença de vender a picape Endurance nos Estados Unidos. A marca enfrentou um longo processo até o início da produção da picape e agora está com tudo pronto para início das entregas da Endurance após conseguir as licenças da Agência de Proteção Ambiental, bem como do Conselho de Recursos Aéreos da Califórnia. Com isso, as primeiras unidades já começaram a ser entregues aos seus proprietários, sendo mais uma picape elétrica no mercado norte-americano. “Estou muito orgulhoso da equipe da Lordstown Motors e da Foxconn EV Ohio por seu trabalho árduo, coragem e tenacidade para alcançar este marco. Estamos muito entusiasmados por começar a entregar veículos aos nossos clientes de frotas comerciais.” , disse o CEO da Lordstown, Edward Hightower. A marca ainda sofre com problemas com a baixa produção do primeiro lote, de 500 unidades.

Foxconn compra pouco mais de 18% da Lordstown e terá direito a decidir planos

Imagem
Parceiras, Foxconn confirma compra de mais de 18% de ações da Lordstown Motors, responsável pela picape elétrica Endurance A Foxconn confirmou a compra de parte da Lordstown. Parceiras, as empresas produzem na mesma fábrica de Lordstown, em Ohio. A Foxconn confirmou a compra de US$ 170 milhões em ações, o que representa por 18,3% da marca. A compra desses ações fará com que a Lordstown receba influência da Foxconn, com direito a nomear dois membros para o Conselho de Administração da marca norte-americana. Já o investimento recebido pela Foxconn será usado pela marca para fins corporativos gerais, pagar o desenvolvimento da Endurance e trilhar um novo programa de veículo elétricos juntas. Ambas as empresas ainda decidiram pelo fim da sua parceria joint-venture em favor de uma parceria com a compra de ações entre as empresas. “No ano passado, as equipes da LMC e da Foxconn trabalharam em colaboração para levar o Endurance à produção comercial, apesar dos inúmeros desafios externos.

Lordstown inicia a produção da Endurance na fábrica de Lordstown, nos Estados Unidos

Imagem
Lordstown inicia a produção da picape Endurance na fábrica de Lordstown, em Ohio, nos Estados Unidos, depois de muitas idas e vindas A Lordstown enfim conseguiu começar a produção da Endurance na unidade da Foxconn, em Lordstown, Ohio, Estados Unidos. Fábrica que era da General Motors, a fábrica foi vendida para a Lordstown, que passou por problemas financeiros no desenvolvimento da Endurance e teve que vender a fábrica para a Foxconn. A compra ainda tinha a parceria de fazer com que a picape ainda fosse produzida na unidade. E agora, anos depois da apresentação do primeiro protótipo, a picape começa a ser produzida na fábrica. De acordo com a marca, a produção começou com um lote inicial de unidades de 500 picapes que foram produzidas. A empresa confirmou que cerca de 50 destas unidades foram entregues ainda no ano passado e as 450 unidades restantes serão entregues ainda neste primeiro semestre. A produção deve começar em ritmo mais lento até que a Lordstown consiga aumentar sua ca

Lordstown revela novas imagens da Endurace, apresentada no Salão do Automóvel de Detroit

Imagem
Lordstown apresentou oficialmente detalhes e as primeiras imagens da Endurance de produção durante o Salão do Automóvel de Detroit A Lordstown apresentou oficialmente a sua primeira picape, a Endurance. Depois de muitas informações do protótipo da picape, a marca apresentou a versão de produção da mesma. Poucas coisas mudam em relação ao modelo protótipo, e a marca quer começar a produzir a Endurance nos próximos meses. Visualmente, a picape realmente pouco muda em relação ao que já era conhecido. Em seu design, a Endurance possui uma dianteira que se destaca pelos faróis afilados e conectados por uma barra em preto brilhante. A grade dianteira é substituída por uma peça na cor da carroceria com um desenho quase liso. Ao centro aparece o logotipo da Lordstown, onde também está o bocal de recarga das baterias. Há ainda entradas de ar verticais com um acabamento que se conecta com os faróis. Há três fachos de entradas de ar de cada lado. Essas entradas ainda se conectam com os faróis

Lordstown confirma que pode começar a produção da Endurance ainda neste trimestre

Imagem
A Lordstown enfim confirmou que vai conseguir produzir o seu primeiro veículo ainda neste ano com a Endurance. O modelo começa a ser feito ainda neste trimestre de 2022, com entregas iniciando logo em seguida. Com uma saúde financeira mais segura, a montadora vai conseguir produzir a Endurance junto com a Foxconn. Inclusive, a venda da fábrica para a empresa fornecedora da Apple ajudou a Lordstown a minimizar seus gastos com funcionários, uma vez que 400 funcionários passaram a ser de responsabilidade da Foxconn. De acordo com o Executivo-Chefe da Lordstown, Edward Hightower, disse que a empresa está avançando em unidades pré-produção, indicando que em breve a marca consegue a validação e certificação para a produção. “No segundo trimestre, fizemos progressos significativos em relação ao nosso plano de lançar a Endurance no terceiro trimestre de 2022 e iniciar as vendas no quarto trimestre. Estamos ansiosos para colocar o Endurance nas mãos dos clientes, pois achamos que eles vão adora

Fisker Pear será o primeiro modelo feito em Lordstown, na fábrica da Foxconn e Lordstown

Imagem
A Fisker confirmou que o seu novo automóvel, após o início da produção do Ocean, será o Pear. O SUV será produzido na unidade de Lordstown, Ohio, nos Estados Unidos, na recém adquirida fábrica da Foxconn. A Fisker confirmou que a novidade será feita em um “importante centro de fabricação de veículos elétricos na América do Norte” . O acordo foi anunciado no ano passado e confirma que cerca de 400 funcionários da Lordstown Motors vão trabalhar com a Foxconn. A Lordstown confirmou que sua picape Endurance também será feita na unidade, ou seja, ao que tudo indica, a Foxconn vai atuar como uma Magna Steyr, produzindo automóveis para seus parceiros. Tanto a Lordstown e Foxconn se comprometeram a fazer contratos de fabricação por meio de joint-venture, onde serão injetados US$ 55 milhões na unidade, sendo a Foxconn majoritária em 55% da fábrica e a Lordstown com o restante. Ambas as empresas confirmaram que o “Mobility in Harmony (MIH) Open EV Platform para co-projetar e desenvolver programa

Foxconn compra da fábrica em Lordstown, da Lordstown Motors, em Ohio, nos EUA

Imagem
A Foxconn finalizou a compra da fábrica de Lordstown, da Lordstown Motors. A unidade, que ia produzir apenas a picape Endurance, deve ser uma fábrica que vai produzir automóveis de outras marcas. Cerca de 400 funcionários da unidade fabril devem passar a ser funcionários da Foxconn, que produz componentes da iPhone. Eles vão assumir a responsabilidade da produção da Lordstown Endurance. De acordo com informações do Automotive News , a Lordstown não será mais uma empresa montadora, mas sim com uma produção terceirizada. O acordo será um investimento de US$ 100 milhões por parte da Foxconn para a criação de uma joint-venture que vai desenvolver apenas modelos elétricos, chamada a linha Mobility-in-Harmony. Segundo o CEO da Lordstown, Daniel Ninivaggi, a injeção de investimentos que a Lordstown recebe ainda não será o suficiente para a produção da Endurance. De acordo com a empresa, é preciso que se tenha US$ 150 milhões adicionais para dar início a produção da picape. “Temos cerca de 250

Lordstown precisa de US$ 150 milhões em investimentos para produzir a Endurance

Imagem
A Lordstown segue em busca de investimentos para iniciar a produção da sua picape Endurance. O modelo foi apresentado nos últimos anos e, desde então, está à espera de investimentos para começar a produzir seus veículos. A marca confirmou que precisa levantar US$ 150 milhões para a produção da picape. O capital adicional será necessário para a produção começar, porque antes do início da produção, a Lordstown ainda precisa finalizar a fase de testes e comprar os materiais e componentes da picape. O último relatório confirmou que, financeiramente, a Lordstown possui US$ 204 milhões em caixa, mas uma queda em relação aos US$ 587 milhões que tinha em 2021. A marca ainda recebeu o valor de US$ 200 milhões pela compra da fábrica de Lordstown, Ohio, Estados Unidos, do qual a marca tinha comprado da GM. “Tivemos discussões construtivas com a Foxconn. É um negócio complexo. Está demorando um pouco mais do que esperávamos. O fato de a Foxconn ter concordado em estender o prazo de pagamento é um

GM vende parte de suas ações da Lordstown; marca segue trabalhando na Endurance

Imagem
Depois da Ford, a General Motors (GM) confirmou a venda (de parte) das suas ações que tinha da Lordstown Motors. Depois de adquirir 7,5 milhões de aços da empresa, quando a Lordstown era avaliada em US$ 75 milhões, a GM já tinha confirmado que venderia as ações da empresa para interessados. De acordo com informações de Jim Cain, Porta-Voz da GM, não disse quantas ações foram vendidas, mas disse que o porcentual vendido era irrelevante, ou seja, a GM ainda possui ações da Lordstown. “Nosso objetivo ao investir era permitir que eles concluíssem a compra da planta e reiniciem a produção” , disse Cain ao CNBC. Fábrica que era da GM, a unidade de Lordstown deu nome para a marca startup, que desenvolve a picape Endurance. A empresa vem trabalhando nas unidades de produção da picape, com testes em unidades de pré-produção. Cerca de 500 unidades protótipos devem ser produzidas antes da produção em série. Até o final de 2023, a Lordstown espera produzir 2.500 unidades para entregar aos primeiro

Lordstown divide fábrica e consegue dinheiro para produção da Endurance em Ohio, nos EUA

Imagem
Depois de passar por alguns problemas financeiros, a Lordstown decidiu tomar uma medida ousada. Vendeu parte da fábrica de Lordstown, em Ohio, nos Estados Unidos. Fábrica que já foi da GM, passou para a Lordstown e agora deve ser dividida com a Foxconn. Isso porque a empresa adquiriu US$ 230 milhões. Em outra parte da fábrica, a unidade pode ser a casa da Fisker, que pode produzir automóveis por lá. Com esse dinheiro extra no caixa, a Lordstown tem dinheiro suficiente para finalizar o desenvolvimento da picape e começar a produção na unidade. Segundo Young Liu, Presidente da Foxconn, destaca que vai “estabelecer capacidade de produção de veículos elétricos na América do Norte. Este relacionamento mutuamente benéfico é um marco importante para os negócios de EV da Foxconn e nossa estratégia de transformação. Acredito que o design inovador da picape Endurance, com seus motores de cubo exclusivos, oferece uma experiência de usuário vantajosa e tem eficiência de fabricação. Sem dúvida, ele

Lordstown revela informações sobre a situação financeira e consegue investimento para seguir

Imagem
Depois de confirmar que estava com dificuldades financeiras para continuar o desenvolvimento de sua primeira picape, a Lordstown revelou novas informações sobre a saúda financeira da empresa. Segundo a empresa, tanto a linha de produção como a criação da picape já estão em fase final de desenvolvimento. Com a picape Endurance na espera, o Conselho Federal Americano de Valores Mobiliários deve investigar as reais condições financeiras da empresa, que poderia estar manipulando dados para atrair investidores. Nas últimas semanas, a Lordstown confirmou que deve colocar à venda cerca de US$400 milhões de ações para que a produção possa ser financiada. A empresa YAIIPN LTD parece ter adquirido grande parte destas ações, o que deve ajudar bastante a Lordstown a conseguir seu financiamento necessário. “Ainda é uma grande batalha difícil para Lordstown, mas este é um passo na direção certa de uma perspectiva de financiamento. Ainda temos um longo caminho pela frente, mas dá aos investidores alg

Lordstown passa por primeira crise financeira e precisa de investimentos para fazer Endurance

Imagem
A Lordstown deve passar por sua primeira provação como startup: a experiência de falência. Assim como várias marcas iniciantes, a falta de caixa tem afetado a Lordstown, que acumulou um prejuízo de US$125 milhões no primeiro trimestre de 2021 e a produção inicial da picape foi reduzida em 50%. "Precisamos de capital adicional para implementar nosso plano de negócios e ele pode não estar disponível em termos aceitáveis e isso criaria dúvidas substanciais quanto à nossa capacidade de continuar em funcionamento." , disse a marca em comunicado. Segundo a marca, foram 48 dos 57 modelos construídos no estilo beta e esse programa deve ser finalizado até este mês de junho. "A produção esperada da Endurance em 2021 será limitada e, na melhor das hipóteses, ficará em 50% de nossas expectativas anteriores.", disse a marca em comunicado. "Isso inclui despesas significativamente maiores do que o esperado com peças / equipamentos, altos custos de envio e despesas associadas

Lordstown revela as primeiras imagens dos protótipos da Endurance nos EUA

Imagem
A Lordstown apresentou os primeiros modelos protótipos da Endurance, o primeiro veículo a ser colocado em venda pela marca. A startup revelou as primeiras imagens das picapes de pré-produção. A picape deve ser colocada na linha de produção ainda no final deste ano, embora não confirme como deve colocar em prática essa produção. Apesar de estar na reta final de desenvolvimento, a picape continua em fase de desenvolvimento, agora com os testes de rua sendo iniciados. E aí que entra o entrave. A marca possui poucos recursos financeiros para desenvolver o modelo de acordo com os testes de rua em menos de um ano. Enquanto isso, foi apresentado duas unidades “Beta” da picape, que são unidades de testes em estágio mais avançado e próximo dos futuros modelos de produção. A “Fase Beta” ainda pode ser definida como “versão em estágio ainda de desenvolvimento, mas que é considerada aceitável para ser lançada para o público, mesmo que ainda possua bugs e problemas que precisarão ser reparados pelo

Lordstown inicia pré-produção da Endurance nos EUA e confirma van elétrica

Imagem
Depois de iniciar o regime de pré-venda da Endurance, a Lordstown confirmou que a sua picape elétrica deve iniciar o processo de pré-produção e confirmou o desenvolvimento de uma van elétrica que deve ser apresentada em primeiras imagens em meados de 2022. Voltando a picape, a Lordstown confirmou que produziu 57 protótipos em pré-produção da picape, na cidade de Lordstown, Ohio, EUA. O modelo ainda tem passado por “testes de colisão, engenharia e validação”. De acordo com informações do CEO da marca, Steve Burns, “indicadores de forte demanda por uma caminhonete elétrica com tração nas quatro rodas e 402 quilômetros de alcance comercial, governamental e frotas militares” . Recentemente a Lordstown confirmou a marca de 100.000 unidades em regime de pré-venda. Esse é praticamente o dobro de novembro do ano passado, quando a marca confirmou as primeiras 50.000 unidades. A Endurance deve ter uma autonomia superior a 400km e seu preço deve ficar em torno dos 52 mil dólares. Segundo o CEO da

Lordstown Endurance já tem 100 mil pedidos em regime de pré-venda; produção começa esse ano

Imagem
A Lordstown, mais uma empresa startup norte-americana de modelos elétricos, confirmou que a sua picape Endurance chegou a marca de 100.000 unidades em regime de pré-venda. Esse é praticamente o dobro de novembro do ano passado, quando a marca confirmou as primeiras 50.000 unidades. De acordo com a marca, o pedido médio é de 600 unidades ao dia, sendo que cerca de 170 frotistas fizeram pedido pela picape. "Receber 100.000 encomendas antecipadas de frotas comerciais de uma caminhonete como a Endurance não tem precedentes na história automotiva. Somando o interesse que temos das frotas federais, estaduais, municipais e militares além disso, acho que você pode ver porque achamos que estamos prestes a revolucionar a indústria de picapes." , destacou Steve Burns, CEO da Lordstown. A Endurance deve ter uma autonomia superior a 400km e seu preço deve ficar em torno dos 52 mil dólares. Segundo o CEO da marca, Steve Burns, a picape será vendida para clientes de frotas, sendo oferecida

Lordstown apresenta mais detalhes da Endurance, primeira elétrica que estreia em 2021 nos EUA

Imagem
Prevista para ser apresentada em algum momento de 2021 nos Estados Unidos, a Lordstown Endurance teve mais alguns detalhes revelados. A picape elétrica deve ser produzida no estado de Ohio e desde a apresentação inicial da picape, a marca tem desenvolvido o modelo para ficar pronta para a sua produção. Nos últimos meses, a Lordstown tem aproveitado para fazer com que a picape tenha mais protagonismo e não saia dos holofotes dos consumidores de picapes norte-americanos. Após a GMC apresentar a Hummer EV, a Lordstown correu para informar que a picape está se aproximando do sim do seu desenvolvimento, enquanto o modelo da GMC só deve estar pronto em 2022. A Endurance deve ter uma autonomia superior a 400km e seu preço deve ficar em torno dos 52 mil dólares. Segundo o CEO da marca, Steve Burns, a picape será vendida para clientes de frotas, sendo oferecida para consumidores particulares dentro de alguns meses após. De acordo com a Lordstown, o desenvolvimento da picape é feito com uma equi

Postagens mais visitadas deste blog

RAM reajusta os preços de Rampage, 1500, 2500 e 3500 no Brasil, em até R$ 5.000

Nio ET5 Touring é a primeira station wagon da marca; estreia na China de olho na Europa

Ford desenvolve um SUV elétrico de 7 lugares que será apresentado em meados de 2025

Fiat reajusta os preços da Toro em versões com motor T270, com cortes de até R$ 10.000

Alfa Romeo surpreende e confirma nome Milano para SUV subcompacto que estreia em abril

Chevrolet Camaro ganha séries especiais Collector's Edition e Garage 56 Edition nos EUA

Lamborghini comemora aniversário de 60 anos de Sant'Agata Bolognese e revela três séries

Nosso novo Peugeot 2008 será igual ao modelo europeu, recém reestilizado; terá motor T200

Ferrari apresenta a SF90 XX Stradale e Spider na Europa, com motor híbrido de 1.030cv

Toyota dá a entender que o Celica pode ressurgir como cupê esportivo criado pela GR