Lordstown pode estar próxima da falência a medida que impasse com Foxconn continua

Com sinais cada vez mais claros de falência, Lordstown ainda luta contra a Foxconn e alega cerca de 30 razões diferentes sobre as condutas da dona da fábrica 



Virou uma novela. A Lordstown é uma marca que nasceu na mesma cidade onde produz a picape Endurance, em Lordstown, estado de Ohio, Estados Unidos. É nessa fábrica que a General Motors até alguns anos o Chevrolet Cruze para os norte-americanos, mas desde o fim da produção do sedã e hatch médio, a marca vendeu a unidade fabril para a Lordstown Motors, que queria produzir uma picape na unidade. Para financiar o projeto da Endurance, a marca vendeu a fábrica como a condição de produzi-la na fábrica.

É aí que entrou a Foxconn, de uma maneira mais reduzida para essa explicação. Como nova dona, a Foxconn tinha que produzir a picape e ajudar em seu desenvolvimento. Com o projeto finalizado, a produção começou, mas não durou muito tempo. De acordo com a Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos, a Lordstown confirmou que a Foxconn estaria tentando abandonar o projeto. Eles alegaram que a marca estaria “violando o acordo de investimento devido ao recebimento previamente divulgado de um aviso da Nasdaq”.

Com isso, decidiu rescindir o acordo. Em contrapartida, a Lordstown confirmou que “acredita que as alegações de violação no aviso da Foxconn não têm mérito”. Contra a sua parceria e atual dona da fábrica, a empresa prosseguiu alegando que seu parceiro “não pode exercer direitos de rescisão porque a Foxconn violou o acordo de investimento ao não usar os esforços necessários para chegar a um acordo sobre o orçamento do programa EV e os marcos do programa EV para facilitar o financiamento do investimento adicional em ações preferenciais”.

A marca também afirma que possui direitos em vigor e com contrato, alegando que a Foxconn está intencionalmente tentando rescindir o contrato a qualquer custo e de maneira inválida. A empresa norte-americana ainda destacou que a “a Foxconn se recusou a revogar seu aviso de rescisão inválido e não confirmou se prosseguirá com o fechamento subsequente de ações ordinárias ou qualquer fechamento de ações preferenciais”. A mesma acrescentou que “nenhuma garantia pode ser dada” e eles poderiam ser “privados do financiamento crítico necessário para as suas operações”.

Sem saber o que fazer no momento, a Lordstown declarou que “há dúvidas substanciais quanto à nossa capacidade de continuar em atividade” e que sua “capacidade de obter financiamento adicional é extremamente limitada nas atuais condições de mercado”, o que pode levar a Lordstown a ser forçado a “reduzir ou cessar as operações”. Toda essa história fez as ações da Lordstown caírem 23% na bolsa de valores, de acordo com a Agência Reuters. Se sentindo lesada pela empresa taiwanesa, a norte-americana citou 30 motivos diferentes pelas quais duvida da índole da dona da fábrica.

Embora a produção continue em marcha lenta, a Lordstown cita que, “devido aos atrasos na produção do início de janeiro a meados de abril de 2023, à falta de identificação de um parceiro estratégico para o Endurance e à [nossa] capacidade extremamente limitada de levantar capital no atual ambiente de mercado, prevemos a produção do Endurance cessará em um futuro próximo.”, disse a marca em comunicado. Para se manter viva, a marca da picape disse que precisa de um “financiamento adicional significativo para executar o nosso plano de negócios” e está à procura de parceiros estratégicos, incluindo outras montadoras, mas quase sem esperança. 



Fotos: Lordstown / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Volkswagen apresenta as primeiras imagens teaser de um possível Golf GTI Edition 50

Ford tem desconto de R$ 17 mil para a Ranger; Maverick, Bronco Sport e Transit tem promoção

Toyota registra imagens de patente de câmbio manual que simula de 14 marchas no USPTO

BMW lança promoção adicional para iX1 e iX no Brasil até o próximo dia 31 de maio

BMW cogitou produzir 50 unidades da Z4 Touring Coupé Concept, mas desistiu do projeto

MINI revela imagens teaser do desenvolvimento da condução com uso de óculos VR

Chery reajusta o preço do Tiggo 5X em R$ 1.000 e Tiggo 7 Sport pode receber primeiro aumento

GWM lança promoção para o Ora 03, com Pacote Tranquilidade e condições de financiamento

Peugeot apresenta a reestilização do 208 na Europa, que ganha opção de motor híbrido