Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Investimento

Hyundai confirma que vai produzir seus próprios semicondutores em alguns anos

Imagem
Depois de sofrer muito com a crise dos semicondutores, várias empresas já confirmaram que vão passar a produzir seus próprios semicondutores, tanto na indústria automotiva como em outros ramos. A Hyundai entrou para este grupo de empresas que já definiu que vai passar a produzir seus próprios chips para a fabricação de seus carros. A confirmação foi dada por Jose Muñoz, Diretor de Operações Globais da Hyundai Motor Company, em entrevista ao Automotive News Europe . "A indústria (de chips) está reagindo muito, muito rápido. Mas também no nosso caso, queremos ser capazes de desenvolver nossos próprios chips dentro do grupo, por isso somos um pouco menos dependentes em uma situação potencial como esta. Isso exige muito investimento e tempo, mas é algo em que estamos trabalhando." , destacou Muñoz. O braço da montadora, a Hyundai Mobis, também confirmou que a divisão será essencial para a produção de chips a fim de diminui a dependência da Ásia para a produção dos componentes. Mu

Honda abre PDV em Sumaré e Itirapina; produção será toda transferida para Itirapina

Imagem
A Honda abriu um Programa de Demissão Voluntária (PDV) para as fábricas de Sumaré (SP) e Itirapina (SP). As duas fábricas hoje tem cerca de 3.000 funcionários que produzem os modelos nacionais como Civic, HR-V, City, Fit e WR-V. Até dezembro deste ano, todos os modelos da marca serão produzidos em Itirapina (SP), encerrando a produção de automóveis em Sumaré, que vai passar a abrigar uma nova função. A transferência da produção começou em 2019 e será encerrado neste ano. “Tendo em vista a necessidade da empresa de se adaptar a esse novo ambiente de negócios, impactado pela pandemia da Covid-19, e o momento de transferência de colaboradores da unidade de Sumaré para Itirapina, a Honda Automóveis está realizando um programa de demissões voluntárias. O objetivo é oferecer condições para uma transição segura àqueles que contribuíram com a empresa ao longo de suas carreiras” , destacou a Honda em comunicado. Com o PDV, a Honda vai oferecer 12 meses de salários adicionais, vale-alimentação d

Maserati transfere sua produção de Grugliasco para Turim, de onde fazia Ghibli e Quattroporte

Imagem
A Stellantis confirmou que vai transformar a fábrica de Turim, na Itália, em um centro de veículos elétricos. O grupo ítalo-franco-americano vai produzir automóveis com uma nova plataforma para a produção apenas de carros elétricos. Com isso, a produção dos modelos da Maserati será transferida de Grugliasco para Turim, onde Ghibli e Quattroporte serão realocados. Os 1.100 funcionários da fábrica também vão ser realocados, visto que as fábricas estão distantes apenas em 4km. Assim, a unidade de Grugliasco passa a produzir apenas componentes. A fábrica de Turim deve passar a produzir apenas modelos eletrificados a partir de 2025, ou seja, a produção dos modelos da Maserati, como conhecemos, será por pouco tempo. Com isso, marca o fim da produção de automóveis em Grugliasco, o que vai diminuir os custos de produção nas fábricas existentes. Também conhecida como Mirafiori, a fábrica de Turim vai passar a produzir também um novo modelo em breve. O Maserati Grecale será feito na unidade, que

Keyu confirma produção nacional da EcoPick, que será em Cariacica (ES) a partir de 2022

Imagem
A Keyu já vende a EcoPick no mercado brasileiro, mas tem a intenção de produzir o modelo no mercado. A partir de 2022, a picapinha ondoor e elétrica da marca vai passar a ser produzida nacionalmente. Contando com o mesmo importador da Keyton, as marcas vão contar com uma fábrica em Cariacica (ES). O local da fábrica está em fase final de acerto e vai ser gerenciado pelo importador, que conta com quase 50 anos de atuação no mercado brasileiro e no Mercosul. A fábrica deve gerar cerca de 300 empregos e terá uma capacidade de produção de 10.000 unidades ao ano. Ao que tudo indica, primeiramente a fábrica deve operar com a Keyu, mas quando a Keyton chegou ao mercado foi confirmado que também cogitava a produção nacional. A EcoPick é vendida com preço de R$68.500 e é basicamente o mesmo modelo que já está à venda desde maio, mas chamada de EcoTruck. Com velocidade máxima de 50km/h, a picape deve ser usada apenas para locais fechados e áreas particulares, ou seja, é um modelo que não pode se

Hyundai quer se tornar a marca mais avançada e líder de vendas em células de combustível

Imagem
Assim como a Toyota, a Hyundai Group está comprometida de desenvolver novidades para os carros a hidrogênio. A sul-coreana confirmou que fechou um acordo com a Shell para a infraestrutura do hidrogênio como um combustível, contando com uma forte aplicação na produção de células de combustível e se tornar líder deste combustível. Com a parceria com o braço a hidrogênio da Shell, a Shell Hydrogen, vai investir em crescimento da infraestrutura de reabastecimento de hidrogênio na Califórnia, nos Estados Unidos. Essa parceria fará com que o Projeto Netuno vai contar com uma construção de 48 novas estações adicionais e duas de reabastecimento de hidrogênio atualizadas em todo o estado estadunidense a partir de 2021. "Estamos orgulhosos de nos juntar ao 'Projeto Netuno' da Shell Hydrogen, expandindo a infraestrutura de hidrogênio da Califórnia para atender à crescente demanda dos consumidores por soluções limpas de transporte de emissão zero. A Hyundai oferece um excelente veícul

Nissan revela detalhes do novo padrão de fábricas Nissan Intelligent Factory, em Tochigi

Imagem
A Nissan revelou informações adicionais sobre a sua fábrica, chamada de Nissan Intelligent Factory, que vai permitir que a produção de modelos de última geração e com tecnologias inovadoras para a produção. A fábrica ainda está adaptada para a neutralidade de carbono, sendo a primeira fábrica adaptada para ter carbono zero até 2050. “A indústria automotiva está em um período de grandes mudanças e é preciso urgentemente dar uma solução para o desafio global das mudanças climáticas. Consideramos que esta é uma oportunidade para fortalecer a área de Monozukuri (sistema de manufatura) como parte do nosso DNA, para desenvolver e aplicar tecnologias inovadoras para sobrepujar os desafios que estamos enfrentando” , destacou Hideyuki Sakamoto, Vice-Presidente Executivo Global de Manufatura e Gestão de Supply Chain na Nissan. A Nissan já confirmou que a unidade tem capacidade de produzir veículos por meio de processos altamente eficiente com alta qualidade e com mudanças de manufaturas. A fábri

Empresa norte-americana quer desenvolver elétricos movidos a biocombustível no Brasil

Imagem
Depois de Carlos Zarlenga deixar o posto mais alto da General Motors na região como Presidente da GM Mercosul, ele vai liderar a operação latina da Qell Group. Chamada de Qell Latam, é uma empresa de investimentos de startups e o desenvolvimento de tecnologias futuras. Além de Carlos Zarlenga, Barry Engle, que era da GM Internacional, vai se juntar com Carlos para chefiar a empresa na região. A Qell vai investir entre US$ 500 milhões a US$ 3 bilhões em empresas da cadeira automotiva. A empresa quer focar no desenvolvimento de países emergentes como Brasil e Índia, onde os biocombustíveis vem chamando atenção como alternativa para uma falta de infraestrutura. Nascido a partir do grupo norte-americano Qell Acquisition Corp, a empresa confirmou que vai ter um escritório em São Paulo (SP). Chamado de Qell Latam Partners, a empresa vai focar em desenvolver tecnologias novas para motores. “Estamos em outra condição e não tem ninguém focado em desenvolver veículos com uma tecnologia consagrad

Volkswagen Taos comemora 10 mil unidades produzidas na fábrica de General Pacheco

Imagem
A Volkswagen comemorou a marca de 10.000 unidades produzidas do Taos na fábrica de General Pacheco, na Argentina. De acordo com informações, a Volkswagen fechou setembro com 11.445 unidades produzidas, exportando para mercados como Brasil e Uruguai, além de abastecer o mercado local. Das 11.445 unidades fabricadas, 9.037 foram exportadas, a maioria para o Brasil. "É uma grande alegria ter ultrapassado 10.000 unidades fabricadas do SUV Taos, um modelo que começamos a produzir este ano após anos de trabalho árduo. É um orgulho ver a grande aceitação que tanto o Taos SUV quanto a picape Amarok estão tendo na Argentina e em toda a região, fruto do grande esforço de todos os nossos colaboradores" , disse Thomas Owsianski, Vice-Presidente de Vendas da Volkswagen Argentina. No Brasil, o Taos já vendeu 3.652 unidades desde o seu lançamento, sendo 1.092 unidades só em setembro. Produzido na Argentina, o Taos argentino tem 4,461 metros de comprimento, 2,680 metros entre os eixos, 1,841

Novas gerações de Porsche 718 Boxster e Cayman vão manter o motor central

Imagem
A Porsche confirmou que já trabalha em uma nova geração da linha 718, tanto Boxster quanto Cayman. A nova geração da dupla será puramente elétrica e vai contar com motores em posição habitual, a central. A informação foi confirmada por Oliver Blume, CEO da Porsche, em entrevista ao Autocar. O desenvolvimento de uma nova geração, com motores elétricos, deve fazer com que os Porsche tenham um centro de gravidade mais baixo, o que vai ajudar na sua dirigibilidade. Os carros serão baseados no Mission R Concept, mas Blume destacou que as versões civis vão contar com uma plataforma diferente em relação ao carro conceitual. Além da base, Blume e Michael Steiner, Diretor Técnico da Porsche, confirmaram que o desenvolvimento da nova geração terá um carro com posição central das baterias, o que pode ser replicado com outros modelos que venham ser elétricos no futuro, como o 911. Outro desafio para o desenvolvimento das novas gerações é o peso. Eles devem manter as proporções compactas a fim de s

Chevrolet confirma que terá Equinox EV e Blazer EV dentro dos próximos quatro anos

Imagem
A General Motors confirmou que a Chevrolet terá versões puramente elétricas de dois dos seus SUVs: Equinox e Blazer. Com um plano ambicioso de ter 30 elétricos até 2025, a Chevrolet vai desenvolver os novos modelos elétricos e a informação foi confirmada pela GM no evento "From Automaker to Platform Innovator", realizado pelo próprio grupo norte-americano. "A GM planeja alcançar a liderança no mercado de veículos elétricos nos EUA, enquanto aumenta seus lucros com veículos com motores de combustão interna (ICE)" , disse a GM em comunicado. Tentando frear a ofensiva e crescimento da Tesla nos Estados Unidos, os dois novos SUVs elétricos serão uma alternativa para Model Y e Model X. Segundo Mark Reuss, Presidente da GM, o Equinox EV será o primeiro a ser apresentado (inclusive ele vazou em imagens de patente, veja aqui ), com preços em torno dos US$ 30.000. "O crossover da Chevrolet que você vê aqui em cima [não foi mostrado na foto] é um Equinox elétrico ou o eq

Entre 2022 a 2026, Alfa Romeo terá uma estreia por ano, garante executivo em entrevista

Imagem
Se hoje a Alfa Romeo parece esquecida com apenas Giulia e Stelvio, a marca possui um plano intenso de lançar um novo modelo até meados de 2026. O plano vai começar em 2022 com o lançamento do Tonale e terá outros quatro lançamentos para 2023, 2024, 2025 e 2026. Com isso, se ninguém sair de linha (ou se essas mudanças não incluírem Giulia e Stelvio), a Alfa Romeo terá, em seis anos, um portfólio que passou de dois carros para sete carros. A informação foi confirmada pelo CEO da Alfa Romeo, Jean-Philippe Imparato para a Agência Reuters. Até 2027, a Alfa Romeo também confirmou que será puramente eletrificada, sendo com modelos híbridos ou elétricos. Todos os lançamentos entre 2022 a 2026 já sairão da linha de produção com algum tipo de eletrificação. Com o lançamento do Tonale em 2023, a Alfa Romeo pode ter um substituto do MiTo em 2023, que será um SUV abaixo do Tonale, conhecido internamente como Alfa Romeo Brennero. Este será o primeiro Alfa Romeo com motor elétrico. Entre 2024 a 2025

Mazda confirma que vai expandir linha de modelos até 2023 com três novos SUVs

Imagem
A Mazda confirmou uma ofensiva de lançamentos para os próximos anos. A marca japonesa confirmou que terá modelos inéditos e a renovação do seu lineup, que começou com a nova geração do Mazda3 em 2019. A Mazda vai desenvolver a sua última leva de motores a combustão, chamados de Skyactiv. Os novos motores são um 3.0 de seis cilindros em linha, podendo chegar a um 3.3, desenvolvidos para serem longitudinais e abastecidos com gasolina, além de um diesel. Entre os modelos que devem usar esses motores estão as novas gerações do Mazda6 e as novas gerações de CX-5 e CX-8. Os carros com esses motores serão criados a partir da plataforma SkyActiv Multi-Solution Scalable Architecture, que pode ser usada para carros de motor a combustão, com construção transversal e longitudinal, podendo ser usada desde modelos compactos até carros de grande porte. Serão 13 veículos eletrificados que devem ser apresentados até meados de 2025. Além destes modelos maiores, a Mazda vai desenvolver novos modelos meno

Além do Ocean e Pear, Fisker vai desenvolver dois novos (e inéditos) carros no Reino Unido

Imagem
A Fisker já tinha confirmado que deve apostar em novos modelos para continuar crescendo e enfim conseguir se consolidar como uma marca. Depois de se separar em Fisker e Karma, a Fisker não produz atualmente nenhum modelo e retoma a produção com o Ocean, que começa a ser produzido a partir do final de 2022. Antes disso, o carro vai ser apresentado de maneira definitiva no Salão do Automóvel de Los Angeles, no final deste ano. Além do Ocean, a Fisker confirmou que terá mais modelos. O próximo modelo será batizado de Fisker Pear. Mas além destes dois, a Fisker terá outros dois modelos elétricos, que serão produzidos no Reino Unido. “Estamos a toda velocidade para oferecer quatro linhas de veículos diferentes para 2025, impulsionando a inovação para o futuro e impulsionando novas ideias radicais no mercado mundial de automóveis” , destacou Henrik Fisker, CEO da Fisker. Enquanto Ocean e Pear serão um SUV e um sedã mais para as massas, os dois novos modelos serão mais caros e com maior valor

Tesla começa a produzir na Alemanha a partir de novembro e realiza evento de pré-estreia

Imagem
A Tesla confirmou que o Model Y começou a ser produzido junto com o Model 3 na fábrica de Berlim, na Alemanha. A Giga Berlim já está quase finalizada e parece que já começou a produção em pré-série. A produção em série está agendada para meados de novembro de 2021 e terá um início com produção de 5.000 unidades por semana que depois será aumentado para 10.000 unidades semanais. A produção na Alemanha será a responsável por abastecer toda a Europa com Model 3 e Model Y. De acordo com informações, a produção dos modelos vai contar com a bateria que é produzida na China. Para a produção, a Tesla confirmou um investimento de 5 bilhões de euros para uma fábrica de baterias de 50GWh. Com a produção alemã, a Tesla ainda deve trazer novos recursos como a produção de automóveis com o teto solar e a condução semi-autônoma Full-Self Driving. A produção na Giga Berlim inicia em um passo inicial, mas tem as chances de a fábrica passar por um processo de expansão, dependendo da demanda e com o lança

Produzindo apenas o Kicks, Nissan confirma retomada do segundo turno para Resende

Imagem
A Nissan confirmou que vai aumentar a capacidade de produção na fábrica de Resende, no Rio de Janeiro. Mesmo produzindo apenas o Kicks na unidade, algo inédito desde o início da fabricação dos carros da marca na unidade, em 2014. A Nissan revelou que vai voltar com a produção em segundo turno a partir de 2022, contratando 578 novos funcionários. “O Complexo Industrial de Resende é estratégico para a evolução da Nissan no Brasil e em toda a América do Sul. Com o novo turno, além de demonstrarmos mais uma vez nosso compromisso de longo prazo com os brasileiros, teremos mais volume para suprir a forte procura que o Novo Kicks está tendo desde a sua chegada ao mercado” , destacou Guy Rodríguez, Presidente e Diretor Geral da Nissan América do Sul. Com a adição do segundo turno na unidade, a Nissan vai reforçar a produção para atender a demanda pelo novo Kicks, lançado em fevereiro deste ano. Além de abastecer o mercado brasileiro, a unidade é responsável pela exportação do SUV compacto para

GM confirma que vai lançar 30 elétricos em quatro anos e quer dobrar margem de lucro

Imagem
A General Motors confirmou que vai conseguir apresentar 30 carros elétricos até meados de 2025. Meta apresentada neste ano, o grupo norte-americano disse abertamente que a meta segue de pé e que vai conseguir dobrar a sua receita até meados de 2030, anualmente. "Pretendemos aumentar significativamente as margens de lucro na próxima década" , destacou Mary Barra, CEO da General Motors. A meta do grupo é conseguir atingir uma receita média anual de cinco anos, aproximadamente, de US$ 140 bilhões. Para conseguir atingir esse feito, a empresa também confirmou que vai aplicar uma mudança mais alta em seus negócios, com plataformas de tecnologia e conectividade. Algumas destas tecnologias estão ligadas com a plataforma Ultifi, que vai se tornar uma plataforma de vendas online em cada uma das centrais multimídia dos carros, oferecendo uma série de recursos que estarão bloqueados e que só se desbloqueiam por meio de assinatura. Um dos pontos que podem ter uma certa anuidade é a condu

GM revela mais detalhes do novo Centro de Pesquisa de Baterias de elétricos, em Detroit

Imagem
A General Motors confirmou um Centro de Desenvolvimento de Baterias, chamado de Wallace Battery Cell Innovation Center, que vai criar as baterias Ultium para os novos carros elétricos da GM. O centro deve desenvolver baterias que sejam cerca de 60% mais baratas que as baterias atuais, apostando em baterias de lítio-metal, ânodo de silício e de estado sólido, que serão a maioria dos estudos do grupo. Segundo informações, as baterias também vão oferecer densidades energéticas de 600W a 1.200W por litro. De acordo com a GM, os estudos líderes no centro de desenvolvimento serão em baterias de químicas de lítio-metal, que trazem maiores que as pequenas células metálicas de lítio usadas atualmente. Outro ponto que será desenvolvido no centro será as baterias de silício e estado sólido, com novos métodos de produção. "O Wallace Center permitirá que a GM acelere novas tecnologias, como baterias de lítio-metal, silício e estado sólido, juntamente com métodos de produção que podem ser rapid

BMW investe em startup de extração de lítio, matéria prima para a produção de baterias

Imagem
A BMW confirmou o investimento em uma startup para a produção de baterias para seus carros elétricos. A Lilac é uma empresa norte-americana que decidiu extratir lítio, material essencial para a produção de baterias. A Lilac Solutions registrou uma tecnologia de troca iônica que melhora a eficiência da bateria e diminui os custos, estimulando a sustentabilidade da extração de lítio. “Ao investir na Lilac Solutions, estamos apoiando o progresso tecnológico no campo da extração de lítio, com foco em métodos responsáveis ​​e sustentáveis” , disse Wolfgang Obermaier, Vice-Presidente Sênior de Bens e Serviços Indiretos da BMW Group. De acordo com informações da BBC, a extração de lítio de rocha dura emite cerca de 15.000kg de emissões de CO2 por tonelada métrica de lítio extraída, mas com a extração que a Lilac faz, emite apenas 1/3 disso. “As tecnologias inovadoras fornecem um acesso melhor, mais sustentável e mais eficiente às matérias-primas. Ao investir em startups, estamos acelerando o

GWM pode comprar 5º fábrica fechada no mundo; foco é a unidade da Nissan, na Espanha

Imagem
Se o momento é ruim para algumas marcas em alguns mercados, é um ótimo momento para a Great Wall Motors (GWM) expandir sua presença no mundo. Foi assim com a Tailândia, Rússia, Índia, Brasil e agora... Europa. Mais especificamente na Espanha, que pode ser a sede de uma unidade fabril da GWM para abastecer o mercado europeu. Isso porque a fábrica de Barcelona da Nissan deve ser encerrada em 2022 e depois será colocada à venda. Com a chegada do grupo na Europa, as marcas que compõe o grupo podem expandir sua presença em uma série de mercados. Isso significa que a GWM deve seguir firme e forte com seu processo de expansão. A fábrica de Barcelona da Nissan é um Complexo Industrial que possui três fábricas, sendo duas menores das empresas Silence e QV Technologies, desvinculadas com a unidade da Nissan. De acordo com informações da Agência Reuters, a GWM poderia adquirir as três fábricas mesmo assim, mas que buscaria uma parceria com as duas marcas que produzem nas unidades fabris menores.

Volkswagen define Brasil como Centro de Pesquisa & Desenvolvimento de bicombustíveis

Imagem
A Volkswagen confirmou novas informações sobre o desenvolvimento do Centro de Desenvolvimento de Biocombustível no Brasil. Com isso, a América do Sul deve ganhar o Centro de Pesquisa & Desenvolvimento no Brasil, voltando principalmente para o estudo de soluções tecnológicas que são baseadas no Etanol e até mesmo outros Biocombustíveis que serão criados para atender mercados emergentes, visto que a infraestrutura de carros elétricos seria caro para investir no momento. “Sediar aqui no Brasil o novo Centro de P&D para etanol e outros biocombustíveis nos coloca em evidência no mundo Volkswagen. Poder liderar, desenvolver e exportar soluções tecnológicas a partir do uso da energia limpa dos biocombustíveis se caracteriza como uma estratégia complementar às motorizações elétrica, híbrida e à combustão a mercados emergentes é um reconhecimento enorme para a operação na América Latina. Vamos atuar em parceria com Governo, universidades e a agroindústria para que possamos trabalhar com

Postagens mais visitadas deste blog

Jeep Compass possui fila de espera até 2022 pra algumas versões por falta de semicondutores

Último Troller T4 produzido será vendido por R$ 299.990; unidade está localizada em Natal (RN)

Sem nenhum emplacamento, Jeep Commander já possui longa fila de espera de até 6 meses

Chery Arrizo 6 Pro terá condições especiais no seu mês de lançamento, para financiamento

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Lifan apresenta as primeiras novidades, agora no controle da Geely Group, e retoma produção

Ford testa novas versões para a Ranger na Argentina, como a FX4; será que vem pra cá?

Fiat Pulse Abarth está em desenvolvimento e será apresentado em 2022, de acordo revista

Nova geração do Audi A4 será apresentada em 2023 e será geração de transição para o elétrico

Renault segue estudando a chegada do Kwid ZE ao Brasil, puramente elétrico, para 2022