Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Daimler

Divisão da Daimler é aprovada por acionistas em Mercedes-Benz Group e Daimler Trucks

Imagem
Os acionistas da Daimler chegaram a um ponto de aprovação para a separação do Grupo Daimler, separando os caminhões e ônibus dos automóveis. A votação teve 99,9% dos votos, o que deve fazer com que exista a Daimler Truck e Mercedes-Benz Group. O mesmo acontece, por exemplo, com a Volvo, que conta com duas divisões separadas. “Até agora, tivemos que nos orientar para a rota seguida por nossos colegas de carro. No futuro, podemos planejar nossa própria rota e escolher o caminho ideal para nós” , destacou Martin Daum, CEO da Daimler Trucks. Além dos automóveis, a Mercedes-Benz Group vai contar com a subdivisão Mercedes-Benz Vans, que conta com os modelos Citan, Vito e Sprinter. Já a divisão de pesados de caminhões e ônibus não terá em nada a ver com a divisão de automóveis e vans. “Mercedes-Benz Cars & Vans e Daimler Trucks & Buses são empresas diferentes com grupos de clientes específicos, caminhos de tecnologia e necessidades de capital. Ambas as empresas atuam em setores que es

Mercedes-Benz confirma que V8 vai estar em linha pelos próximos dez anos, diz CEO

Imagem
A Mercedes-Benz confirmou que vai manter o motor V8 na sua linha por um bom tempo (ainda bem). De acordo com informações, a Mercedes-Benz vai manter o motor V8 dentro da sua gama nos próximos dez anos, de acordo com informações. O motor que vai ser mantido em linha é o 4.0 V8 biturbo, que recentemente recebeu uma opção híbrida. "Acho que haverá um futuro, sim. Acho que nos próximos dez anos veremos V8s, com certeza. Temos muitos clientes que amam seus carros e ainda acho que veremos essas pessoas comprando os carros por muito tempo. Temos realmente uma demanda muito alta em todo o mundo" , destacou Philipp Scheimer, CEO da Mercedes-AMG, em entrevista à revista Road&Track . Assim, a Mercedes-Benz vai ternos próximos dez anos esse motor V8, sendo que ele foi desenvolvido para a nova geração de esportivos da marca, como o AMG GT. Na Europa, o motor deve ser mantido a base da eletrificação, com a opção do motor híbrido. Isso indica que o motor só sai de cena em meados de 2031

Mercedes-Benz e Stellantis vão se unir para desenvolver baterias, junto com a TotalEnergies

Imagem
A Mercedes-Benz confirmou uma parceria inédita com a Stellantis e a TotalEnergies para o desenvolvimento de uma joint-venture, chamada de Automotive Cells Company (ACC). Cada uma das três empresas terá 33% das ações e a transação ainda depende de aprovações de cada grupo. O deve investir 1,2 bilhão de euros no empreendimento, passando de 48GWh para 120GWh até 2030. Ainda não se tem informações de quanto que deve ser investido por cada marca, mas o investimento total será de 7 bilhões de euros. A primeira fábrica deve ficar com a unidade de Douvrin, no norte da França, que começa a produzir baterias a partir de 2023. Depois, a joint-venture terá uma nova fábrica, em Kaiserlautern, na Alemanha. Toda a produção vai abastecer o mercado europeu, a princípio. Ao que já tinha sido confirmado antes, a Daimler tinha planejado investir 40 bilhões de euros até 2030 nos carros elétricos, construindo um total de oito fábricas no total, espalhadas pelo mundo. O objetivo é conseguir atender a demanda

Great Wall Motors confirma que vai gerar 2 mil empregos na fábrica de Iracemápolis (SP)

Imagem
A Great Wall confirmou que deve investir bastante na recém adquirida fábrica de Iracemápolis (SP), que era da Mercedes-Benz. Em entrevista ao jornal O Globo, a marca chinesa confirmou que vai investir R$4 bilhões na unidade nos próximos cinco anos, de acordo com informações reveladas pelo Responsável da Área Comercial da Great Wall, Jose Duan. Operando até dezembro do ano passado, a fábrica contava com 370 funcionários que podem ser recontratados pela Great Wall Motors (GWM). Ao todo, a fábrica deve contar com cerca de 2.000 funcionários em dois anos e com capacidade que pode ser aumentada para até 100.000 unidades ao ano. Apesar da fábrica ter sido adquirida com os maquinários da Mercedes-Benz, a Great Wall confirmou que a fábrica deve ser atualizada, inclusive nos equipamentos. É esperada melhorias de processos de soldagem, pintura e oficinas de montagem, trazendo novos conceitos de segurança, inteligência e proteção ambiental. Isso porque a fábrica deve se adaptar para uma produção

Mercedes-Benz confirma venda da fábrica de Iracemápolis (SP) para a Great Wall Motors

Imagem
A Great Wall Motors (GWM) confirmou a compra da fábrica de Iracemápolis (SP), que era da Mercedes-Benz. A unidade estava fechada desde o ano passado, quando a Daimler parou a produção e deixou de produzir Classe C e GLA na unidade. Sem revelar valores, a compra incluiu tanto a fábrica como todo o maquinário que era usado na produção dos Mercedes. Com o terreno de 1,2 milhão de metros quadrados, a unidade fabril possuía uma capacidade de 20.000 unidades ao ano, mas que deve ser maior nas mãos da Great Wall. A chinesa confirmou que "a entrega da fábrica está prevista para ser concluída antes do final de 2021 e a capacidade de produção anual da fábrica chegará a 100 mil unidades após a atualização, criando cerca de 2 mil empregos locais” . A Great Wall ainda confirmou que a produção será transformada para igualar a fábrica no interior de São Paulo ao estilo das demais fábricas da GWM no mundo, com bases de produção inteligente para automóveis para centros urbanos. “Consideramos o Bra

Mercedes-Benz e Grob confirmam parceria para cooperação e futura produção de baterias

Imagem
A Mercedes-Benz fechou uma nova parceria para a produção de automóveis elétricos e baterias. Considerado extremamente importante para a empresa e deixar de ser dependente de fornecedores, a marca alemã deve buscar novas parcerias para a produção de suas baterias. A Daimler fechou parceria com a Grob-Werke GmbH & Co. “A rede global de produção de baterias da Mercedes-Benz é um pilar fundamental da ofensiva do modelo Mercedes-EQ e a base de nossa mudança estratégica de ‘primeiro elétrico’ para ‘somente elétrico’. Por meio de nossa parceria com a GROB-WERKE, queremos alavancar ainda mais o potencial na área de tecnologia de fabricação em termos de eficiência, digitalização e sustentabilidade e, assim, expandir ainda mais nossa capacidade de produção de baterias” , disse Jörg Burzer, Membro do Conselho de Administração da Mercedes-Benz AG, Produção e Gestão da Cadeia de Abastecimento. Essa parceria entre as duas empresas deve fazer com que as empresas tenham uma fábrica em conjunto par

Mercedes-Benz confirma que deve se tornar puramente elétrica até 2030 e revela detalhes

Imagem
A Mercedes-Benz confirmou que deve se tornar uma marca puramente elétrica a partir de 2030. A marca confirmou que já em 2022 deve começar a apostar em mais modelos elétricos em diferentes segmentos onde a marca atua. A partir de 2025, a alemã confirmou que deve apostar em uma nova estratégia de eletrificação. A Mercedes deve ter todas suas plataformas dedicadas para carros elétricos. "A transição elétrica está ganhando velocidade - especialmente no segmento de luxo, onde a Mercedes-Benz atua. O ponto de inflexão está se aproximando e estaremos prontos à medida que os mercados mudarem para o segmento somente elétrico até o final desta década. Este passo marca uma profunda realocação de capital". Gerenciando esta transformação mais rápida enquanto salvaguardamos nossas metas de rentabilidade, garantiremos o sucesso duradouro da Mercedes-Benz. Graças a nossa força de trabalho altamente qualificada e motivada." , disse Ola Källenius, CEO da Daimler AG e Mercedes-Benz AG. Nos

Mercedes-Benz acelera o desenvolvimento de elétricos e só terá elétricos a partir de 2030

Imagem
A Mercedes-Benz confirmou que deve acelerar o seu processo de eletrificação. A marca confirmou que deve se tornar uma marca puramente elétrica a partir de 2030. Até lá, todos os Mercedes-Benz devem passar por um processo de eletrificação. Até 2030, a marca tinha como meta se tornar uma marca 50% elétrica, com metade do seu lineup de carros puramente elétricos. Segundo informações do site Automobilwoche, a estratégia deve ser que a Mercedes deve eliminar a maioria dos motores a combustão em 2030, mas a Mercedes-Benz não confirmou quando que os motores a combustão devem ser erradicados. Recentemente, a Mercedes apresentou EQA, EQB, EQS e em breve deve apresentar o EQE, os utilitários esportivos de EQS e EQE, EQT e outros modelos elétricos. Mais detalhes devem ser apresentados nos próximos dias, no dia 22 de julho. A informação foi confirmada por Ola Kallenius, CEO da Daimler, que confirmou o “Dia da Estratégia” da Mercedes e é quando detalhes devem ser revelados. "Acho que é muito c

Segundo jornal, Great Wall já comprou fábrica da Daimler em Iracemápolis, em São Paulo

Imagem
A Great Wall ainda não confirmou, mas caminha para comprar a fábrica de Iracemápolis (SP), que era da Mercedes-Benz. Segundo informações do jornal O Globo , a chinesa já teria fechado o negócio com os alemães para ter acesso à fábrica e a Great Wall iniciaria produzindo um utilitário esportivo e uma picape. Segundo o jornalista Marcelo Ninio, a Great Wall fechou o negócio com a Mercedes-Benz há menos de três semanas e que a chinesa comemorou o fato de ter uma fábrica na América do Sul, no dia 25 de junho. Já era sabido que a unidade de Iracemápolis se encaixava no perfil da Great Wall por ser uma fábrica de pequeno porte e moderna, com cinco anos de inauguração apenas. A Great Wall tem comprado uma série de fábricas que ficaram paradas: na Índia, comprou uma da GM; e na Tailândia, comprou outra da GM. Segundo informações do site WebMotors , a Great Wall deve iniciar a sua operação com cerca de 60 concessionários e apostando primeiro em modelos importados, que alguns podem ser nacionali

Daimler confirma que Mercedes-Benz vai criar novo subgrupo para AMG GT, Classe G e Maybach

Imagem
A Mercedes-Benz confirma mudanças dentro da própria marca, que deve criar uma divisão interna do desenvolvimento de alguns carros. Modelos como AMG GT, Classe G e a linha Maybach devem estar dentro do mesmo time de engenharia, o que contar com os modelos mais caros da marca. O objetivo dessa mudança interna da Mercedes seria impulsionar a produtividade e a rentabilidade. A mudança deve ser anunciada oficialmente no Salão do Automóvel de Munique, na Alemanha, no mês de setembro, quando novos detalhes devem Maybach, a esportividade do AMG GT e a robustez e aptidão off-road do Classe G, o CEO da Daimler, Ola Kallenius, disse que as três devem trabalhar melhor juntas por se tornar apenas um órgão de administração do que cada uma estando trabalhando sozinha e sendo mais custosa ter uma equipe para cada uma delas. Apesar disso, cada uma deve continuar trabalhando de maneira independente e em relação com seu objetivo, as três devem estar debaixo do mesmo grupo administrativo. Segundo informaç

Renault-Nissan-Mitsubishi deve rever sua parceria com a Daimler nas próximas semanas

Imagem
A Aliança entre a Renault-Nissan-Mitsubishi e a Daimler deve ser repensada por ambos os grupos. A mudança veio por conta de Jacques Verdonck, Executivo Responsável pelas Relações entre a Renault-Nissan-Mitsubishi e a Daimler-Benz Segundo a Agência Reuters, a aliança franco-nipônica deve abandonar a supervisão da parceria com a Daimler em favor de suas relações individuais com o grupo alemão. Com a aposentadoria de Verdonck, a Renault já confirmou que Sandra Gomez, Chefe de Parcerias da marca, deve assumir junto com Catherine Perez, Chefe de Parcerias da Nissan. A Mitsubishi também deve ter uma pessoa responsável pelas parcerias, mas ainda não elegeram um nome para o cargo. A marca deve contar com uma pessoa responsável e que segundo a Mitsubishi deve contar com uma estratégia de “líder-seguidor” da aliança RNM. Segundo a Agência Reuters , nem Renault e nem Daimler quiseram comentar sobre o futuro da parceria. Nos últimos anos, a parceria entre os dois grupos deu uma esfriada, com o fim

Great Wall pode comprar fábrica da Mercedes-Benz em Iracemápolis, parada desde dezembro

Imagem
A Great Wall segue de olho no mercado brasileiro. A marca quer ter uma fábrica em nosso mercado e pode acabar comprando uma das fábricas inoperantes, como a de Camaçari (BA), da Ford, ou Iracemápolis (SP), da Mercedes-Benz. Ao que tudo indica, a Great Wall pode comprar a fábrica da Mercedes-Benz, por ser menor e estar na região do Sudeste, que é sua preferência. A unidade da Ford vai ser difícil ser vendida por uma fábrica muito grande e com uma capacidade produtiva de 300 mil unidades ao ano. “Temos um plano global de internacionalização das cinco marcas do grupo e estamos estudando várias regiões. A América do Sul, de fato, é um deles já com estudos avançados visando o aumento da participação. Estamos analisando muito seriamente o mercado da América do Sul, com foco no Brasil e Argentina, continua a explorar diferentes opções para a fábrica" , destacou um representante da marca para o Motor1 Brasil. Inaugurada em 2016, a fábrica custou R$600 milhões e possui capacidade de produz

Smart deve apresentar SUV compacto elétrico em setembro, ainda como conceito

Imagem
A Smart continuará o desenvolvimento do seu primeiro utilitário esportivo, que deve ser apresentado dentro de alguns meses na Europa e na China. Em fase avançada, o carro deve ser revelado antes do previsto, é possível que a marca antecipe a novidade, ainda como conceito, em meados de setembro. Até alguns meses, tinha-se a informação de que ele seria revelado até meados de 2025 e depois se disse que só conheceríamos o carro em 2022. Agora, o projeto terá seus primeiros detalhes já neste ano. A informação foi revelada por Danuel Lescow, Vice-Presidente de Vendas, Marketing e Pós-Venda da Smart. Concorrente do MINI Countryman, o modelo terá um tamanho de um SUV compacto e deverá ser baseado sobre a mesma plataforma SEA do Geely Group. Elétrico, ele deve ser produzido em uma das fábricas da Geely Group na China e é conhecido internamente como Projeto HX11. Ele deve ter um motor elétrico instalado na traseira que deve desenvolver cerca de 270cv de potência. As baterias devem ser de 70kWh,

Daimler e Volvo concluem criação de uma joint-venture e terão motor a célula de combustível

Imagem
Depois de firmarem uma parceria no final do ano passado para o desenvolvimento de motores a combustão para carros híbridos, a Daimler e a Geely firmaram um novo passo da parceria entre as marcas. Isso porque ambas confirmaram que devem desenvolver motores a células de combustível. O Grupo Volvo adquiriu 50% da participação da Daimler Truck Fuel Cell GmbH & Co KG por cerca de 600 milhões de euros. O objetivo da parceria também deve fazer com que motores a células de combustível também sejam desenvolvidos, dando um grande passo rumo ao transporte sustentável até 2050. Ao que tudo indica, essa parceria deve ser firmada para caminhões, mas nada impede que ambas as marcas desenvolvam motores para automóveis. Ao firmar a parceria, o comunicado foi claro: desenvolver, produzir e comercializar sistemas de células de combustível para veículos pesados e outras aplicações, ou seja, essas “outras aplicações” deixa isso aberto. Ano passado foi firmada uma colaboração deve contar com a engenhari

Mercedes-Benz terá investimentos em elétricos, mas sem desistir de híbridos

Imagem
A Daimler confirmou que deve reestruturar suas marcas e focar nos seus processos de eletrificação. A marca confirmou que deve se tornar uma empresa com um futuro de zero emissões de poluentes. É também por meio da Mercedes que foi confirmado que o processo de eletrificação deve ser mais notório, principalmente com a linha EQ, com novos modelos que serão apresentados até o final do ano que vem, entre modelos elétricos e híbridos, com destaque para os novos carros como EQS, EQE e os SUVs elétricos de EQS e EQE. "Acho que é muito cedo para dizer com certeza como será o mercado em 2030, mas é nosso trabalho nos colocarmos em posição de lidar com esse mercado. Nosso negócio de motores de combustão é extremamente robusto e produz fluxos de caixa que investimos no futuro" , disse o CEO da Mercedes, Ola Källenius, em entrevista ao Financial Times. A Mercedes anunciou ainda uma abordagem chamada de Electric First que deve desenvolver primeiramente modelos elétricos, incluindo um model

Mercedes-Benz e Smart aumentam suas vendas de carros eletrificados em 2020 em 229%

Imagem
A Daimler comemorou o resultado de vendas de 2020, quando o assunto for os seus modelos eletrificados. Tanto a Mercedes-Benz como a Smart ajudaram a Daimler a triplicar a venda de modelos elétricos e híbridos. De acordo com os primeiros dados, os resultados mostram que a marca pode ter bons desempenhos comerciais no ano passado. Apesar das vendas gerais de Mercedes e Smart terem uma queda de 10,3% nas vendas comparados com 2019, o grupo fechou com 2.202.578 unidades vendidas globalmente. Desses, mais de 160 mil unidades foram de modelos elétricos e híbridos, o que representa 7,4% do volume de vendas. Isso indica que foram cerca de 162.990 unidades. O volume é cerca de três vezes superior ao resultado de 2019, com um aumento de 228,8%, quando 49.570 unidades eletrificadas foram vendidas. Na época, isso representava 2% do volume da Mercedes-Benz. O interessante é que a maioria do volume de 2020 foi de modelos híbridos, cerca de 87.000 unidades, que foi vendida durante o quarto trimestre

Jaguar, Volkswagen e Audi são as mais afetadas por falta de componentes para seus carros na Europa

Imagem
Na Europa, várias marcas tem sofrido com a produção dos seus carros com a falta de alguns componentes para a produção, algo que já tinha sido anunciado que seria possível. Há três marcas com alguns problemas de produção: Jaguar, Volkswagen e Audi. A inglesa parou a produção de XE e XF no Reino Unido. Segundo informações, a fábrica de Castle Bromwich está com falta de componentes. “Apesar da forte demanda da clientela, houve necessidade de alterações em nosso cronograma de produção na planta de Castle Bromwich. Estamos trabalhando junto ao fornecedor. Dentro em breve a interrupção se resolverá. Isso, por sua vez, visa minimizar o impacto nos pedidos dos clientes” , disse o comunicado da Jaguar, no Reino Unido. A produção da Jaguar já retomou, mas a marca ficou uma semana sem produzir a dupla de sedãs, mas que de acordo com o The Guardian não afetou apenas os sedãs. Apenas a produção do F-Type não teria sido afetada. No caso da Volkswagen, a produção envolve de componentes ligados a semi

Ineos deve produzir o Grenadier na França, ao lado do Smart ForTwo, que se mantém em linha

Imagem
A Ineos confirmou que deve produzir o Grenadier na fábrica que era da Smart em Hambach, na França. A marca inglesa confirmou que o jipe deve ser feito por lá, mas não será o único. A fábrica deve sim passar para a Ineos, mas a Smart deve continuar produzindo o ForTwo elétrico na unidade. Apesar da Smart estar indo para a China, onde terá um domínio compartilhado entre a Daimler e a Geely Group. A fábrica francesa possui 1.300 funcionários da Daimler, que ficarão em Hambach. “Hambach nos apresentou uma oportunidade única que simplesmente não podíamos ignorar: comprar uma fábrica automotiva moderna com uma força de trabalho de classe mundial” , disse Jim Ratchliffe, CEO da Ineos. Vale destacar que a produção do Grenadier seria compartilhada em duas fábricas. O início da produção seria um Portugal e depois seria enviado para ser finalizado no Reino Unido, o que aumentaria a logística e os custos de produção. Também recentemente, a Ineos terá uma opção de motorização ecológica, com a célul

Daimler deve investir pesado com 70 bilhões de euros entre 2021 a 2025 para modelos elétricos

Imagem
A Daimler confirmou um massivo investimento para os seus carros no futuro. Apostando alto em modelos elétricos, a Mercedes-Benz e a Smart devem receber novos modelos elétricos dentro de alguns anos. Entre 2021 a 2025, a Daimler confirmou um plano de negócios gigante que deve envolver 70 bilhões de euros. Segundo o grupo, o montante investido deve ser aplicado em Pesquisa & Desenvolvimento, atualização de fábricas e aquisição de equipamentos. A Daimler ainda confirmou que a missão também deve envolver a Daimler Truck, com os caminhões da Mercedes-Benz. “Nós queremos avançar de forma mais rápida nos campos da eletrificação e digitalização. Com este acordo, estamos cumprindo nossa responsabilidade compartilhada de moldar ativamente a transformação de nossa empresa. Melhorar nossa lucratividade e investimento direcionado no futuro da Daimler andam de mãos dadas.” , disse Ola Källenius, Presidente dos Conselhos Administrativos da Daimler AG e Mercedes-Benz AG. Isso indica que a marca de

Daimler AG e Geely Group fecham parceria para desenvolvimento de motores a gasolina para híbridos

Imagem
A Daimler e a Geely Group enfim estreitaram seus laços. Os dois grupos, representados por Mercedes-Benz e Volvo, anunciaram que devem criar uma parceria para o desenvolvimento, em conjunto, motores extremamente eficientes para uma próxima geração de modelos híbridos. Segundo informações, as duas fabricantes devem "trabalhar juntos em um conjunto propulsor com soluções para ampliar a competitividade global e uma verdadeira economia em escala". A colaboração deve contar com a engenharia, pesquisas, industrialização e medições de eficiência devem ser compartilhados. A parceria ainda deve acelerar um processo em comum: a transição de modelos híbridos para carros puramente elétricos. As áreas de pesquisa e desenvolvimento das duas devem ser utilizados para a criação de novos motores a gasolina, que devem ser usados nos carros híbridos de ambas. Os powertrains serão feitos tanto na Europa como na China e serão utilizados por modelos da Volvo e da Mercedes-Benz. Essa parceria é váli

Postagens mais visitadas deste blog

Jeep Compass possui fila de espera até 2022 pra algumas versões por falta de semicondutores

Último Troller T4 produzido será vendido por R$ 299.990; unidade está localizada em Natal (RN)

Chery Arrizo 6 Pro terá condições especiais no seu mês de lançamento, para financiamento

Sem nenhum emplacamento, Jeep Commander já possui longa fila de espera de até 6 meses

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Lifan apresenta as primeiras novidades, agora no controle da Geely Group, e retoma produção

Ford testa novas versões para a Ranger na Argentina, como a FX4; será que vem pra cá?

Fiat Pulse Abarth está em desenvolvimento e será apresentado em 2022, de acordo revista

Nova geração do Audi A4 será apresentada em 2023 e será geração de transição para o elétrico

Com lançamento para amanhã, Fiat Pulse Impetus T200 aparece custando R$ 125.790