Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Daimler

Smart deve apresentar SUV compacto elétrico em setembro, ainda como conceito

Imagem
A Smart continuará o desenvolvimento do seu primeiro utilitário esportivo, que deve ser apresentado dentro de alguns meses na Europa e na China. Em fase avançada, o carro deve ser revelado antes do previsto, é possível que a marca antecipe a novidade, ainda como conceito, em meados de setembro. Até alguns meses, tinha-se a informação de que ele seria revelado até meados de 2025 e depois se disse que só conheceríamos o carro em 2022. Agora, o projeto terá seus primeiros detalhes já neste ano. A informação foi revelada por Danuel Lescow, Vice-Presidente de Vendas, Marketing e Pós-Venda da Smart. Concorrente do MINI Countryman, o modelo terá um tamanho de um SUV compacto e deverá ser baseado sobre a mesma plataforma SEA do Geely Group. Elétrico, ele deve ser produzido em uma das fábricas da Geely Group na China e é conhecido internamente como Projeto HX11. Ele deve ter um motor elétrico instalado na traseira que deve desenvolver cerca de 270cv de potência. As baterias devem ser de 70kWh,

Daimler e Volvo concluem criação de uma joint-venture e terão motor a célula de combustível

Imagem
Depois de firmarem uma parceria no final do ano passado para o desenvolvimento de motores a combustão para carros híbridos, a Daimler e a Geely firmaram um novo passo da parceria entre as marcas. Isso porque ambas confirmaram que devem desenvolver motores a células de combustível. O Grupo Volvo adquiriu 50% da participação da Daimler Truck Fuel Cell GmbH & Co KG por cerca de 600 milhões de euros. O objetivo da parceria também deve fazer com que motores a células de combustível também sejam desenvolvidos, dando um grande passo rumo ao transporte sustentável até 2050. Ao que tudo indica, essa parceria deve ser firmada para caminhões, mas nada impede que ambas as marcas desenvolvam motores para automóveis. Ao firmar a parceria, o comunicado foi claro: desenvolver, produzir e comercializar sistemas de células de combustível para veículos pesados e outras aplicações, ou seja, essas “outras aplicações” deixa isso aberto. Ano passado foi firmada uma colaboração deve contar com a engenhari

Mercedes-Benz terá investimentos em elétricos, mas sem desistir de híbridos

Imagem
A Daimler confirmou que deve reestruturar suas marcas e focar nos seus processos de eletrificação. A marca confirmou que deve se tornar uma empresa com um futuro de zero emissões de poluentes. É também por meio da Mercedes que foi confirmado que o processo de eletrificação deve ser mais notório, principalmente com a linha EQ, com novos modelos que serão apresentados até o final do ano que vem, entre modelos elétricos e híbridos, com destaque para os novos carros como EQS, EQE e os SUVs elétricos de EQS e EQE. "Acho que é muito cedo para dizer com certeza como será o mercado em 2030, mas é nosso trabalho nos colocarmos em posição de lidar com esse mercado. Nosso negócio de motores de combustão é extremamente robusto e produz fluxos de caixa que investimos no futuro" , disse o CEO da Mercedes, Ola Källenius, em entrevista ao Financial Times. A Mercedes anunciou ainda uma abordagem chamada de Electric First que deve desenvolver primeiramente modelos elétricos, incluindo um model

Mercedes-Benz e Smart aumentam suas vendas de carros eletrificados em 2020 em 229%

Imagem
A Daimler comemorou o resultado de vendas de 2020, quando o assunto for os seus modelos eletrificados. Tanto a Mercedes-Benz como a Smart ajudaram a Daimler a triplicar a venda de modelos elétricos e híbridos. De acordo com os primeiros dados, os resultados mostram que a marca pode ter bons desempenhos comerciais no ano passado. Apesar das vendas gerais de Mercedes e Smart terem uma queda de 10,3% nas vendas comparados com 2019, o grupo fechou com 2.202.578 unidades vendidas globalmente. Desses, mais de 160 mil unidades foram de modelos elétricos e híbridos, o que representa 7,4% do volume de vendas. Isso indica que foram cerca de 162.990 unidades. O volume é cerca de três vezes superior ao resultado de 2019, com um aumento de 228,8%, quando 49.570 unidades eletrificadas foram vendidas. Na época, isso representava 2% do volume da Mercedes-Benz. O interessante é que a maioria do volume de 2020 foi de modelos híbridos, cerca de 87.000 unidades, que foi vendida durante o quarto trimestre

Jaguar, Volkswagen e Audi são as mais afetadas por falta de componentes para seus carros na Europa

Imagem
Na Europa, várias marcas tem sofrido com a produção dos seus carros com a falta de alguns componentes para a produção, algo que já tinha sido anunciado que seria possível. Há três marcas com alguns problemas de produção: Jaguar, Volkswagen e Audi. A inglesa parou a produção de XE e XF no Reino Unido. Segundo informações, a fábrica de Castle Bromwich está com falta de componentes. “Apesar da forte demanda da clientela, houve necessidade de alterações em nosso cronograma de produção na planta de Castle Bromwich. Estamos trabalhando junto ao fornecedor. Dentro em breve a interrupção se resolverá. Isso, por sua vez, visa minimizar o impacto nos pedidos dos clientes” , disse o comunicado da Jaguar, no Reino Unido. A produção da Jaguar já retomou, mas a marca ficou uma semana sem produzir a dupla de sedãs, mas que de acordo com o The Guardian não afetou apenas os sedãs. Apenas a produção do F-Type não teria sido afetada. No caso da Volkswagen, a produção envolve de componentes ligados a semi

Ineos deve produzir o Grenadier na França, ao lado do Smart ForTwo, que se mantém em linha

Imagem
A Ineos confirmou que deve produzir o Grenadier na fábrica que era da Smart em Hambach, na França. A marca inglesa confirmou que o jipe deve ser feito por lá, mas não será o único. A fábrica deve sim passar para a Ineos, mas a Smart deve continuar produzindo o ForTwo elétrico na unidade. Apesar da Smart estar indo para a China, onde terá um domínio compartilhado entre a Daimler e a Geely Group. A fábrica francesa possui 1.300 funcionários da Daimler, que ficarão em Hambach. “Hambach nos apresentou uma oportunidade única que simplesmente não podíamos ignorar: comprar uma fábrica automotiva moderna com uma força de trabalho de classe mundial” , disse Jim Ratchliffe, CEO da Ineos. Vale destacar que a produção do Grenadier seria compartilhada em duas fábricas. O início da produção seria um Portugal e depois seria enviado para ser finalizado no Reino Unido, o que aumentaria a logística e os custos de produção. Também recentemente, a Ineos terá uma opção de motorização ecológica, com a célul

Daimler deve investir pesado com 70 bilhões de euros entre 2021 a 2025 para modelos elétricos

Imagem
A Daimler confirmou um massivo investimento para os seus carros no futuro. Apostando alto em modelos elétricos, a Mercedes-Benz e a Smart devem receber novos modelos elétricos dentro de alguns anos. Entre 2021 a 2025, a Daimler confirmou um plano de negócios gigante que deve envolver 70 bilhões de euros. Segundo o grupo, o montante investido deve ser aplicado em Pesquisa & Desenvolvimento, atualização de fábricas e aquisição de equipamentos. A Daimler ainda confirmou que a missão também deve envolver a Daimler Truck, com os caminhões da Mercedes-Benz. “Nós queremos avançar de forma mais rápida nos campos da eletrificação e digitalização. Com este acordo, estamos cumprindo nossa responsabilidade compartilhada de moldar ativamente a transformação de nossa empresa. Melhorar nossa lucratividade e investimento direcionado no futuro da Daimler andam de mãos dadas.” , disse Ola Källenius, Presidente dos Conselhos Administrativos da Daimler AG e Mercedes-Benz AG. Isso indica que a marca de

Daimler AG e Geely Group fecham parceria para desenvolvimento de motores a gasolina para híbridos

Imagem
A Daimler e a Geely Group enfim estreitaram seus laços. Os dois grupos, representados por Mercedes-Benz e Volvo, anunciaram que devem criar uma parceria para o desenvolvimento, em conjunto, motores extremamente eficientes para uma próxima geração de modelos híbridos. Segundo informações, as duas fabricantes devem "trabalhar juntos em um conjunto propulsor com soluções para ampliar a competitividade global e uma verdadeira economia em escala". A colaboração deve contar com a engenharia, pesquisas, industrialização e medições de eficiência devem ser compartilhados. A parceria ainda deve acelerar um processo em comum: a transição de modelos híbridos para carros puramente elétricos. As áreas de pesquisa e desenvolvimento das duas devem ser utilizados para a criação de novos motores a gasolina, que devem ser usados nos carros híbridos de ambas. Os powertrains serão feitos tanto na Europa como na China e serão utilizados por modelos da Volvo e da Mercedes-Benz. Essa parceria é váli

Daimler deve ter novos motores 2.0 M254 (gasolina) e OM654 (diesel) com sistema EQ Boost

Imagem
A Daimler confirmou que deve desenvolver novos motores a gasolina e a diesel, em contrário à redução de motores a combustão que as marcas tem feito na Europa. Com o limite de emissões estipulado em 95g/km, a Daimler confirmou que a Mercedes-Benz deve receber dois novos motores que deve ser hibritizados, sendo um a gasolina e um diesel. A alemã deve focar na introdução de sistemas mais eficazes para reduzir o consumo e as emissões de poluentes. Os novos motores são chamados de M254 e OM654, respectivamente, gasolina e diesel. Esses motores devem receber várias mudanças, a fim de incluir o sistema EQ Boost. O motor a gasolina deve desenvolver 272cv de potência, sendo 20cv extras do sistema híbrido-leve de 48V. O torque desse motor é de 40,6kgfm, enquanto o sistema MHEV deve entregar 18,3kgfm. Esse motor M254 ainda recebe melhorias para se tornar mais eficiente com o câmbio automático de 9 marchas 9G-TRONIC. A Daimler confirmou que parte dos cilindros (cilindros 1 e 4) usam parte dos gase

Mercedes-Benz deve aumentar o controle da Aston Martin em troca de tecnologias de eletrificação

Imagem
A Mercedes-Benz e a Aston Martin confirmaram que devem ter um vínculo mais próximo em breve. A Aston Martin deve ter acesso à tecnologia da Mercedes-Benz, enquanto a Aston deve oferecer 20% das ações para a Daimler. Um dos maiores investidores da marca, Lawrence Stroll, Presidente Executivo da Aston Martin, assegurou que o acordo representa que a Aston Martin terá acesso a uma tecnologia desenvolvida pelos alemães da Mercedes, ao ponto que os ingleses precisam ter acesso a essa tecnologia para cumprir as regras de emissões na Europa. Isso porque a Aston Martin deve começar a ter modelos eletrificados, sejam eles elétricos ou híbridos. Vale destacar que a Mercedes vem desenvolvendo vários modelos EQ, principalmente com modelos elétricos. Esse acesso da Aston Martin à tecnologia da Mercedes deve ter um custo. A Daimler deve ter acesso a mais ações, chegando a 20% contra os atuais 5%, afirmados em 2013. Com essa cooperação, a Aston Martin deve diminuir o custo de desenvolvimento de tecnol

Daimler e CATL ampliam parceria para o desenvolvimento de uma bateria de 700km de autonomia

Imagem
A Daimler, responsável pela Mercedes-Benz e 50% da Smart, confirmou que deve ter uma aliança com a chinesa CATL, responsável pela produção de baterias para carros elétricos, para entregar uma bateria capaz de ter uma autonomia de 700km. De acordo com a CATL, essa parceria deve incluir o fornecimento de células e sistemas completos de baterias, com combinação de desenvolvimentos e pesquisa entre as duas empresas. "Pretendemos liderar as tecnologias de bateria, por isso agora estamos combinando nosso conhecimento em pesquisa e desenvolvimento com parceiros ousados" , disse a Daimler em comunicado oficial. A parceria entre as empresas ainda deve ser a responsável pelo desenvolvimento dos novos carros elétricos da Mercedes-Benz. Os alemães esperam ter carros elétricos que se aproximem de modelos a combustão, principalmente relativo à sua autonomia. Também em comunicado, a CATL confirmou que deve utilizar eletricidade de fontes renováveis, tais como eólica, hidrelétrica e solar pa

Reestilizada Nissan Frontier terá mudanças no chassi, com aperfeiçoamentos da Mercedes

Imagem
A Nissan desenvolve a reestilização da atual geração da Frontier/Navara do modelo global. A picape deve ser apresentada ainda neste ano e roda em testes na Europa. A picape almeja receber novidades além das mudanças visuais e de conteúdo. De acordo com informações, a picape também deve contar com modificações no chassi. Essas alterações foram feitas originalmente pela Mercedes-Benz, para a Classe X, desenvolvida a partir da Frontier. De acordo com informações do Argentina Autoblog, a picape deve receber o chassi desenvolvido pela Daimler sobre o chassi da Nissan. A Mercedes fez algumas adaptações para se enquadrar nos requisitos da marca alemã, diferenciando a picape das irmãs de desenvolvimento da Nissan e da Renault (Alaskan). A picape média deve passar por uma mudança visual bem diferente do modelo atual, contando com uma frente totalmente redesenhada, com novos faróis com LEDs e novos faróis, além de uma nova grade dianteira que deve expressar bem o desenho da filosofia atual d

Daimler deve vender fábrica da Smart em Hambach; Ineos é uma das candidatas interessadas

Imagem
A venda de 50% da Smart para a Geely Group abriu uma brecha para a Daimler poder vender a fábrica da França, na cidade de Hambach. A unidade é responsável pela produção de toda a linha de modelos elétricos da Smart. A unidade foi inaugurada em 1997 e possui 1.600 funcionários. Desde então sempre produziu os carros da Smart e atualmente é responsável pela produção dos modelos ForTwo e ForFour. Com uma nova geração desses modelos, eles passam a ser produzidos na China. Vale destacar que a fábrica passou por um processo de ampliação e modernização em 2018, quando a Daimler investiu o montante de 500 milhões de euros. De acordo com a Mercedes-Benz, “melhorar de forma sustentável sua estrutura de custos e se tornar significativamente mais eficiente” . Isso tem muito a ver com a venda de metade da Smart para a Geely, no ano passado. De acordo com o Membro do Conselho da Daimler, Markus Schäfer, disse: “Um objetivo importante para nós é garantir o futuro do local. Outra condição: os atuai

Mercedes-Benz e NVIDIA fecham parceria para desenvolver recursos de Inteligência Artificial

Imagem
A Mercedes-Benz confirmou uma parceria com a NVIDIA Enterprise, líder global em computação acelerada. Essa parceria deve tornar uma cooperação para criar um sistema de computação em veículo com inteligência Artificial. A partir de 2024, a tecnologia será implementada em toda a frota de veículos Mercedes-Benz. As duas marcas devem desenvolver a arquitetura de computação mais sofisticação e avançada implementada em um automóvel. Essa arquitetura definida por software será construída na plataforma NVIDIA DRIVE, que deve ser padrão em todos os carros da marca dentro de alguns anos. Um dos recursos de automação de condução de rotas regulares de endereço para endereço. O sistema ainda deve contar com aplicações de futuros recursos de segurança e conveniência. De acordo com a empresa de tecnologia, os clientes poderão comprar ou adicionar os recursos futuramente. A Mercedes-Benz confirmou que deve oferecer um sistema de assinatura por meio de atualizações OTA (Over the Air). “Estamos muit

BMW e Mercedes-Benz terminam parceria para desenvolvimento de condução autônoma

Imagem
Depois de firmarem uma parceria entre Daimler (que controla a Mercedes-Benz) e a BMW para o desenvolvimento de tecnologias de condução autônoma em março de 2019 parece não ter ido muito longe. Isso porque ambos confirmaram a suspensão da cooperação entre as empresas no desenvolvimento da tecnologia. A parceria previa que as marcas iriam desenvolver os recursos para usar em seus carros em meados de 2024. Pelo menos era o que previa o projeto inicial. De acordo com ambas, a parceria está suspensa enquanto Mercedes-Benz e BMW trabalham em seus próprios projetos de tecnologia de condução autônoma. No fim, a parceria definhou e foi confirmado que ambas “buscam seus caminhos de desenvolvimento individuais” . Apesar do fim da parceria agora, ambas as empresas deixaram claro que a parceria pode retornar num futuro próximo. “Nossa atual tecnologia oferece um forte e sustentável potencial para atender nossos consumidores por anos” , disse Klaus Frohlich, Membro do Conselho da BMW. A BMW entr

Grupo Daimler pode encerrar parceria com a Renault-Nissan-Mitsubishi após mal-estar com picapes

Imagem
A relação entre Daimler e a Renault-Nissan-Mitsubishi já não é da melhores e parece ter desgastado nos últimos anos. Desde a situação um tanto quanto embaraçosa com a produção da Mercedes-Benz Classe X, Renault Alaskan e Nissan Frontier na unidade de Santa Isabel, na Argentina, com a Mercedes cancelando o projeto por conta dos altos custos de produção que a Nissan cobrou fez com as coisas piorarem ainda mais no ano passado. Apesar do desenvolvimento em conjunto da nova geração de motores 1.3 12v Turbo, a relação entre a alemã e o grupo franco-nipônico caminha para o fim, depois de uma década de parceria. A parceria nasceu para desenvolver as novas gerações de Smart ForTwo e Renault Twingo e depois desenvolveram em conjunto o Renault Kangoo e Mercedes-Benz Citan. As picapes médias eram o terceiro projeto em conjunto. O elo ainda estaria ligado entre Daimler e a Renault, que ainda tenta fazer com que as coisas não acabem dessa forma. De acordo com informações do Automotive News Europe, J

Mercedes-Benz anuncia investimento de 1 bilhão em fábrica responsável pela produção de baterias

Imagem
A Mercedes-Benz confirmou um plano de investimento para ampliar a produção própria de células de bateria para elétricos. O investimento será de 1 bilhão de euros e a Mercedes espera estabelecer uma rede global de produção dos componentes. Com isso, a Mercedes deve erguer novas fábricas de baterias em sete locais na Europa, América do Norte e Ásia. Nestas regiões, a Mercedes deve concorrer com marcas consolidadas na produção de baterias como a Tesla e a Panasonic, além da LG Chem e a CATL na China e a alemã Northvolt. A chamada Mercedes-Benz Accumotive, em Kamenz, será a unidade central desta cadeia global, que desde 2012 produz componentes para os carros eletrificados da marca. Desde a construção da fábrica, a Mercedes ergueu um novo prédio em 2018, aumentando a capacidade de produção com o passar dos anos. Cerca de 500 mil unidades de sistemas de baterias já foram produzidas nas duas unidades, servindo para carros híbridos, híbridos plug-in e elétricos. Os alemães da Mercedes ainda te

Grupo Geely deve estreitar relações ainda mais com a Daimler, diz executivo da marca chinesa

Imagem
A Geely Group e a Daimler deve estreitar a sua relação ainda mais. Depois de compartilharem a marca Smart, a Agência Reuters confirmou que o Chefão da Geely, Li Shufu, traçou metas animadoras para este ano e não esconder o estreitamento da aliança. De acordo com o executivo, a empresa deve “lançar vários novos produtos e serviços em mercados de todo o mundo” . Um estreitamento entre as marcas podem fazer com que a Lynk&Co possa ser oferecida na Europa com a ajuda da Mercedes-Benz. Detalhes sobre esse fortalecimento da parceria entre as duas marcas ainda é uma incógnita, mas ambas possuem uma boa relação já há alguns anos. Li também disse que o mercado automobilístico chinês está voltando ao normal e a interrupção global da cadeia de suprimentos é "temporária e gerenciável". Recentemente, a Daimler disse que pode se beneficiar da expertise da Geely com os elétricos na China ( veja aqui ). “Tínhamos um produto bem-sucedido e os clientes gostavam muito e transformar-se em um

Smart pode se beneficiar da tecnologia, plataforma e motores elétricos da Volvo, diz executivo

Imagem
A Smart, desde que começou a fazer parte do Grupo Geely e do Grupo Daimler, sendo dividida igualmente em 50% cada para cada grupo, pode se tornar um importante elo entre os dois grupos e já recebeu 700 milhões de euros em investimentos. A sede da marca ainda deve ser transferida para a cidade de Hangzhou, na China. O futuro da marca em muito depende dos chineses e a Smart deve seguir o mesmo caminho que a Volvo percorreu – e que foi bastante satisfatório, diga-se de passagem. Maior mercado automotivo do mundo, a China é um dos principais mercados mundiais quando o assunto são carros elétricos, papel que a Smart deve passou a usar nos últimos anos. Como uma marca 100% elétrica, a Smart vê na China tudo que é necessário para alcançar o sucesso comercial. Além de um utilitário esportivos compacto que deve ser desenvolvido para ser lançado em algum momento de 2022, a Smart deve ganhar muito com o know-how elétrico da Volvo. “Tínhamos um produto bem-sucedido e os clientes gostavam muito e t

Executivo da Mercedes fala que Smart deve apresentar em 2022 o seu utilitário esportivo compacto

Imagem
A Smart passou recentemente a ser uma marca compartilhada entre Mercedes-Benz (Daimler) e Geely Group, dividas em 50%. Com isso, a marca deve receber o investimento de 38 milhões de dólares para desenvolver novos produtos para a marca. Desenvolvendo apenas modelos elétricos, a marca de compactos deve desenvolver um utilitário esportivo compacto que deve remontar um passado que quase contou com um carro batizado de ForMore (foto acima). "Foi um produto de sucesso em termos de agradar aos clientes e mudar para uma marca exclusiva de veículos elétricos foi um passo corajoso, mas, no final, perdemos a oportunidade de torná-lo bem-sucedido comercialmente. Precisamos aumentar o volume. Com os volumes atuais, não temos escala e precisamos ser competitivos em um mundo onde um volume maior - especialmente neste segmento - é extremamente importante." , disse Markus Schäfer, Chefe de Desenvolvimento da Mercedes, ao Autocar . Esse novo modelo deve ser apresentado em algum momento de 2022

Postagens mais visitadas deste blog

Reestilização do Volkswagen Jetta chega até 2022, com o inédito motor 1.5 TSI

Chevrolet Tracker PcD volta a ser vendido em breve, mas com mudanças de conteúdo

Renault apresenta o Zoe reestilizado no mercado brasileiro, que chega por R$204.990

BMW apresenta a nova geração do Série 4 Cabrio no Brasil, que estreia por R$460.950

Kia passa a vender o Cerato apenas na versão topo com a chegada da linha 2022

Skoda apresenta o reestilizado Kodiaq na Europa, SUV médio de 7 lugares da marca

Fiat apresenta a nova Toro, que estreia por R$114.590 no mercado e traz 1.3 Turbo

Opel confirma que deve expandir na América do Sul para três novos países

Volkswagen revela novo teaser da nova geração da Transporter, que estreia este ano

Honda revela o reestilizado CR-V no Brasil, que ganha mudanças sutis por R$264.900