Segundo jornal, Great Wall já comprou fábrica da Daimler em Iracemápolis, em São Paulo


A Great Wall ainda não confirmou, mas caminha para comprar a fábrica de Iracemápolis (SP), que era da Mercedes-Benz. Segundo informações do jornal O Globo, a chinesa já teria fechado o negócio com os alemães para ter acesso à fábrica e a Great Wall iniciaria produzindo um utilitário esportivo e uma picape. Segundo o jornalista Marcelo Ninio, a Great Wall fechou o negócio com a Mercedes-Benz há menos de três semanas e que a chinesa comemorou o fato de ter uma fábrica na América do Sul, no dia 25 de junho. Já era sabido que a unidade de Iracemápolis se encaixava no perfil da Great Wall por ser uma fábrica de pequeno porte e moderna, com cinco anos de inauguração apenas. A Great Wall tem comprado uma série de fábricas que ficaram paradas: na Índia, comprou uma da GM; e na Tailândia, comprou outra da GM. Segundo informações do site WebMotors, a Great Wall deve iniciar a sua operação com cerca de 60 concessionários e apostando primeiro em modelos importados, que alguns podem ser nacionalizados depois. A fábrica só começaria a produzir automóveis em meados de 2024, possivelmente com modelos mais acessíveis, como o Haval H2 e Haval H4. A marca ainda possui um plano de trazer automóveis elétricos da Ora. Se for levar em conta, a Great Wall pode trazer uma série de marcas ao Brasil que pertencem ao Great Wall Group (GWG). Assim como a Chery, a marca também possui uma marca de SUVs premium, a Wey. Inaugurada em 2016, a fábrica custou R$600 milhões e possui capacidade de produzir até 20.000 unidades ao ano. Caso a fábrica da Mercedes seja adquirida, a Great Wall terá uma capacidade produtiva que deve ser pequena inicialmente e, como deve mirar no mercado brasileiro e argentino, a fábrica deve atender as capacidades da marca. Apesar de ser pequena, a fábrica é bem moderna e possui um processo produtivo que parece atender bastante os requisitos da marca chinesa. A produção de automóveis está parada desde dezembro do ano passado, quando a marca deixou de produzir automóveis em nosso mercado. Antes da aquisição da fábrica, a Great Wall pode chegar ao mercado brasileiro antes. “A ideia é ter uma decisão até o final do ano, ou, no mais tardar, no começo de 2022”, destacou Anderson Suzuki, Responsável pelos Departamentos de Produto e Marketing para a América do Sul.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Chevrolet lança a nova S10 no Brasil, que traz atualizações importantes e parte de R$ 247.860

Kia confirma a vinda do EV9 ao Brasil e define estreia para o primeiro semestre de 2024

Tank registra novas imagens de patente do 700 Hi4-T no MIIT e confirma uso de motor de 517cv

Eccentrica apresenta o Lamborghini Diablo remasterizado que agora desenvolve 550cv

Mercedes-Benz lança o Classe G 63 AMG Grand Edition no Brasil, por caros R$ 2.247.900

GWM registra imagens de patente do Veyron na China, que pode ser da marca Haval ou da Sar

Fiat Titano vai virar RAM 1200 no México, antecipa teaser; picape ganhará quarto logotipo

GWM adiciona caminhões elétricos para fazer entregas de peças para concessionárias

Volkswagen lança Polo Robust, versão voltada ao agronegócio, que chega por R$ 89.290