Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Tata

Ford Group vende fábrica na Índia para a Tata Group, que vai produzir elétricos em Sanand

Imagem
A Tata Group confirmou a aquisição de uma das fábricas deixadas pela Ford na Índia. Os indianos adquiriram a unidade de Senand, na região de Gujarat pelo equivalente a 7,25 bilhões de rúpias, algo em torno dos US$ 91,5 milhões. Antes de ser adquirida, a compra ainda precisa da aprovação final do governo. A fábrica será destinada para a divisão elétrica da Tata, chamada de Tata Passenger Electric Mobility Limited (TPEML). É de lá que serão produzidos os novos modelos elétricos que a Tata desenvolve. O acordo de compra não leva em consideração apenas o terreno, como também o maquinário e os empregados vão poder ser mantidos. A Ford fechou a unidade de Senand em setembro de 2021 ao confirmar que, “apesar de investir significativamente na Índia, a Ford acumulou mais de US$ 2 bilhões em perdas operacionais nos últimos 10 anos, e a demanda por veículos novos foi muito mais fraca do que o previsto” , nas falas de Jim Farley, CEO da Ford. Por lá, a Ford vai manter apenas a produção de motores

Tata quer vender 50 mil elétricos ao final do atual ano-fiscal, que se encerra em 2023

Imagem
A Tata confirmou que pretende vender cerca de 50 mil unidades de elétricos ao ano ao fim deste ano-fiscal da empresa, em 2023. De acordo com informações de uma entrevista para a Agência Reuters, Natarajan Chandrasekaran, Presidente da Tata, disse que o desempenho da marca em vendas de carros elétricos deve melhorar nos próximos meses com a chegada do Nexon Max. Outro fator que vai ajudar é a crise dos semicondutores, onde analistas acreditam que o pior já passou. No ano fiscal 2021-2022, a Tata vendeu 19.105 unidades de elétricos, aumento de 353% em relação ao ano-fiscal anterior. “Continuamos trabalhando em estreita colaboração com nossos clientes e parceiros do ecossistema para mitigar riscos e gerenciar incertezas. Assim, esperamos que o desempenho melhore progressivamente ao longo do ano, com o segundo semestre do EF23 sendo notavelmente melhor do que o primeiro semestre.” , disse Chandrasekaran. Até meados de 2026, a Tata estima vender 25% das suas vendas de carros elétricos, com

Tata assina memorando de compra fábrica da Ford, em Sanand, para produzir elétricos

Imagem
Na Índia, a Tata pode estar interessada em uma das fábricas da Ford para expandir a sua capacidade produtiva. De acordo com informações, a Tata assinou um memorando de entendimento (MOU) para uma potencial compra da unidade de Sanand, estado de Gujarat, na Índia. A fábrica produzia o Figo, Figo Sedan e Figo Aspire, as versões indianas dos nossos Ford Ka e Ka Sedan. Sendo a marca que mais produz e vende automóveis elétricos na Índia, a compra da unidade de Sanand seria interessante para a marca expandir ainda mais seus mercados, de onde poderia exportar seus carros para outros mercados. Detalhes da compra da unidade ainda são guardados e a aquisição pode ser adquirida dentro dos próximos meses, visto que não é um processo curto. Segundo informações do Economic Times Índia , a fábrica deve ser adquirida por um valor entre US$ 100 a US$ 150 milhões. Se a Tata adquirir a unidade de fato, terá que realizar um grande investimento de modernização da unidade, renovando todo o maquinário e equi

Tata apresenta o Nexon EV Max na Índia, que traz bateria maior e um motor pouco mais forte

Imagem
A Tata confirmou a estreia de uma nova opção de bateria para o Nexon EV na Índia. Por lá, o SUV subcompacto passa a ser vendido com um bateria de maior autonomia, que é chamado de Nexon EV Max. A antiga versão ainda continua em linha apenas como Nexon EV. A versão Max se diferencia exatamente pela bateria de maior capacidade e de melhorias em termos estéticos e de equipamentos. Mas vamos ao que mais importa, a nova bateria. De acordo com a Tata, o EV Max será vendido nas versões XZ+ e ZX+ Lux, com duas opções de carregamento. Ele poderá ser vendido com um carregador de 3,3kW e um outro de 7,2kW. Contando com uma nova bateria de 40,5kWh, o Max possui uma autonomia de 437km. Com essa bateria, ele traz melhorias também no motor elétrico. Ele desenvolve 143cv e 25,5kgfm, permitindo que ele acelere de 0 a 100km/h em 9 segundos. Com os carregadores citados, o SUV recupera 100% da bateria em 16 horas com o carregador de 3,3kW ou 6 horas para o carregador de 7,2kW. Infelizmente, a bateria não

Tata Nexon EV ganhará uma versão com bateria de 40kWh, com autonomia maior, de 400km

Imagem
A Tata confirmou que vai desenvolver novidades para o Nexon elétrico, chamado pelos indianos de EV. De acordo com a Tata, o Nexon EV vai receber uma opção de bateria de 40kWh, de íons de lítio, que vai oferecer cerca de 400km de autonomia. Essa nova bateria será um ganho em relação ao motor usado atualmente. Com a bateria de íons de lítio de 30,2kWh, a autonomia é de 312km, com carregamento em carga rápida de 1 hora, que confere 80% da bateria. Enquanto um carregador CA padrão de 15 A leva cerca de 8 a 9 horas para carregar a bateria em 100%. O motor elétrico desenvolve 130cv de potência e torque de 24,5kgfm, que faz com que o modelo acelere de 0 a 100km/h em 9,9 segundos. A bateria já estava sendo trabalhada para chegar ao SUV desde o final do ano passado, com previsão de lançamento neste ano de 2022. A nova bateria de 40kWh deve ser oferecida como uma opção acima da bateria de 30,2kWh. Essa última, única atualmente oferecida, possui garantia de 8 anos ou 160.000km e o restante do car

Tata acredita que o futuro dos carros será o comando de voz, em substituição às telas

Imagem
Depois de apresentar o Avinya Concept, a Tata confirmou que o futuro dos seus carros será ter comando por voz. Isso explica o motivo do conceito não ter uma variedade de telas que cumprem uma série de funções diferentes. Tudo isso será função do comando de voz. A informação foi confirmada por Martin Uhlarik, chefe de Design Global da Tata Motors. De acordo com o executivo, essa será uma visão do que a empresa acredita que seja o futuro dos carros. “É uma corrida armamentista hoje, onde vai terminar? Além disso, se você olhar para o design centrado no ser humano, estamos vendo tantas telas em nossas vidas e não é necessariamente uma boa experiência, você precisa das informações, é claro, mas queremos fornecê-las de uma maneira que não seja arrogante” , diz Uhlarik. O próprio Avinya, por exemplo, possui apenas uma tela touchscreen no volante, que cumpre a função do quadro de instrumentos. “Sou um cara de botão, meu filho de 20 anos é um cara de tela sensível ao toque e minha filha de 13

Tata Group também entra para o grupo das que querem produzir seus próprios chips

Imagem
Visando um futuro eletrificado, a Tata confirmou que não quer ser recém da cadeia de semicondutores e que quer produzir os seus próprios dentro de alguns anos. Assim como algumas montadoras tem decidido, os indianos da Tata também não querem ficar a mercê de fornecedores. A Tata confirmou que pode ter planos em conjunto com o Governo da Índia para desenvolver uma linha de produção da peça. Isso porque recentemente a Índia confirmou que tem interesse em produzir os componentes, como destacou recentemente o Primeiro-Ministro do país, Narendra Modi. Em entrevista para a Agência Bloomberg, o Presidente da Tata Group, Natarajan Chandrasekaran, juntamente com o Diretor Administrativo do Grupo, Shailesh Chandra, disseram que a Tata quer produzir tanto semicondutores como as próprias baterias dos seus carros elétricos. “A cadeia de suprimentos está ficando muito precária e incerta” , disse Chandra. A Tata está, ainda, em conversa com quatro dos maiores produtores de semicondutores do mundo par

Tata apresenta o Avinya Concept na Índia, que antecipa um modelo elétrico de 2025

Imagem
A Tata apresentou um novo conceito na Índia, chamado de Avinya Concept, de um futuro modelo elétrico. O conceito remete a um monovolume, que parece um hatch de grandes medidas, mas lembra, principalmente, uma minivan. De acordo com a Tata, o nome Avinya significa ‘inovação’ no idioma sânscrito e antecipa o lançamento de um novo modelo que será lançado em meados de 2025. De acordo com a Tata, ele é desenvolvido a partir da nova plataforma Gen3, que deve estrear em alguns anos nos carros da marca. Visualmente, o Avinya Concept se destaca por conta do seu design bastante futurista, que se destaca pelos faróis afilados e que possuem um prolongamento iluminado que remete a um grande ‘T’, da inicial da marca. Ele ainda possui um painel iluminado no para-choque dianteiro e que nas extremidades desse painéis iluminados ele possui entradas de ar verticais. Quando visto de lateral, o conceito possui uma dianteira bem compacta, além de uma balanço bem longo entre o eixo dianteiro e traseiro. O de

Tata apresenta o CURVV Concept, que antecipa como serão os futuros carros da indiana

Imagem
A Tata apresentou oficialmente um novo carro conceito que deve antecipar como serão os futuros carros da marca. O CURVV Concept é uma antecipação de como serão os carros da marca e certamente deve antecipar um novo modelo elétrico. Líder de eletrificação na Índia, a marca apresentou o SUV cupê totalmente elétricos que será lançado dentro de alguns anos. A nova linguagem de visual da marca deve trazer superfícies mais limpas no interior, além de mais dinâmicas, chamada também de Digital pela Tata. Visualmente, o carro se destaca por contar com faróis divididos em dois andares, sendo que na parte superior ele possui faróis afilados e que se conectam, contando com uma parte superior. O logotipo da Tata fica logo abaixo. A frente possui uma dianteira limpa e os faróis principais ficam mais abaixo, interligadas por um friso preto. Ele possui ainda uma entrada de ar inferior e toda a parte inferior da carroceria possui acabamento em preto brilhante. O capô possui linhas fluídas. Nas laterais

Tata Nexon EV terá uma opção de bateria e autonomia maior, que estreia ainda em 2022

Imagem
A Tata apresentou novidades para o seu carro elétrico, o Nexon EV. O SUV subcompacto começa a ser vendido na Índia com novidades em sua autonomia, que passa a ser maior. Só o Nexon representa 60% das vendas de elétricos na Índia, um número muito elevado se for considerar todos os elétricos que são vendidos. Atualmente, o Nexon conta com uma bateria de 30,2kWh e em breve terá a parceria de uma opção de bateria de 40kWh. Para acomodar a bateria maior, o carro terá um porta-malas reduzido, por conta da bateria que será maior e que não é projetada para ficar no assoalho porque o Nexon nasceu como um carro pensado para ter motores a combustão. O motivo do SUV receber essa nova opção de bateria seria para fazer concorrer com modelos como o MG ZS EV e o Hyundai Kona Electric, seus principais rivais no mercado indiano. Com a bateria de íons de lítio de 30,2kWh, a autonomia é de 312km, com carregamento em carga rápida de 1 hora, que confere 80% da bateria. Enquanto um carregador CA padrão de 15

Tata vai lançar divisão de elétricos, que será responsável por todos processos de criação

Imagem
Contando com alguns de seus modelos puramente elétricos, como Altroz, Nexon e o Tigor, a Tata confirmou que criará uma divisão de carros elétricos para breve. Batizada de Tata Passenger Electric Mobility Limited (TPEML), a nova empresa será um braço da gigante indiana com a missão ser o desenvolvedor de modelos elétricos e híbridos. A nova “sub-empresa” vai realizar todas as suas funções de desenvolvimento de um elétrico, assim como vai estabelecer a missão de projetar, desenvolver e produzir elétricos e híbridos, além de instalações de montagem, fabricação, vendas, serviços de pós-venda, marketing, promoção, manutenção e instalação de carregadores. Recentemente, a Tata confirmou que deve apostar em automóveis e em comerciais leves elétricos. Líder de vendas de elétricos na Índia, a Tata quer passar por um processo de eletrificação total e vai focar na fabricação de baterias na Índia e na Europa. Com os modelos elétricos, a Tata ainda confirma que vai desenvolver protótipos mais avança

Tata apresenta mais detalhes do Punch, que estreia na Índia com um novo SUV subcompacto

Imagem
Depois de ser apresentada as primeiras imagens do seu novo SUV subcompacto em agosto, a Tata apresentou mais imagens do SUV. Desenvolvido sobre uma nova plataforma da Tata, chamada de Alfa-ARC e que atualmente é usada apenas pelo hatch Altroz. No design, ele se destaca os faróis divididos em dois andares, sendo o superior com LEDs diurnos e luzes de direção, que se conectam diferentemente a grade dianteira hexagonal. Ele ainda conta com uma peça plástica no inferior do para-choque dianteiro, com acabamento em plástico preto, com grade em grelha “Y” na parte superior e a parte inferior com grelha em “X”. Ele possui acabamento plástico no para-choque dianteiro, arcos da caixa de roda e laterais e no para-choque traseiro. Visto de lateral, o HBX possui dimensões bem compactas e arcos de rodas mais quadrados e a maçaneta da porta traseira é embutida na coluna C. Na traseira, destaque para as lanternas compactas e em posição mais elevada com um prolongamento nas laterais. A tampa do porta-m

Postagens mais visitadas deste blog

Novo Chevrolet SS poderá ser nosso novo Chevrolet Omega!

Ford EcoSport sairá de linha globalmente em 2023, com o fim na produção na Romênia

Jeep Compass é oferecido com desconto com CNPJ, que é de 8% em todas as versões

Volkswagen Sagitar, o nosso Jetta, ganha versão alongada no entre-eixos, "L", na China

Primeiro Caoa Chery, Tiggo 2 sai de linha oficialmente por não atender ao Proconve L7

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Jeep já vende o novo Renegade com descontos para consumidores com CNPJ em até R$ 13.063

SsangYong apresenta o Torres e espera que SUV marque recuperação da marca coreana

Curiosidades: Quantos BTUs possui o ar-condicionado de um carro?