Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Bizzarrini

Marca italiana Bizzarrini, extinta há quase 51 anos, pode retornar ao mercado com incentivo inglês

Imagem
A italiana Bizzarrini, uma marca de carros esportivos, que nasceu em 1964, pode retornar ao mercado. Criada por Giotto Bizzarrini, fundador italiano e engenheiro da marca, a empresa pode retornar ao mundo dos carros, do qual não pertence mais desde 1969. Com cerca de 140 unidades produzidas nesses cinco anos, a Bizzarrini deixou de produzir automóveis em Livorno, na Itália. Ainda não se sabe quais são os planos de retornar com a marca, mas ele partiu do Reino Unido. Por enquanto foram contatos executivos do alto escalão para recompor a marca. Entre eles estão Ulrich Bez, CEO da Aston Martin entre 2000 e 2013; Christopher Sheppard, antigo responsável da Aston Martin no Oriente Médio e África do Norte; e Janette Green, Executiva que também teve experiências na Aston e que agora é a nova responsável pelo marketing desse projeto de retorno da Bizzarrini. Até o momento não se tem muitas informações do projeto ou datas de retorno da empresa, mas acredita-se que um novo modelo esportivo está

Postagens mais visitadas deste blog

Jeep Compass possui fila de espera até 2022 pra algumas versões por falta de semicondutores

Sem nenhum emplacamento, Jeep Commander já possui longa fila de espera de até 6 meses

Último Troller T4 produzido será vendido por R$ 299.990; unidade está localizada em Natal (RN)

Chery Arrizo 6 Pro terá condições especiais no seu mês de lançamento, para financiamento

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Lifan apresenta as primeiras novidades, agora no controle da Geely Group, e retoma produção

Ford testa novas versões para a Ranger na Argentina, como a FX4; será que vem pra cá?

Fiat Pulse Abarth está em desenvolvimento e será apresentado em 2022, de acordo revista

Nova geração do Audi A4 será apresentada em 2023 e será geração de transição para o elétrico

Renault segue estudando a chegada do Kwid ZE ao Brasil, puramente elétrico, para 2022