Postagens

Mostrando postagens com o rótulo Curiosidades

GTN #7: a eletrificação e o mercado brasileiro. O que esperar para o futuro breve?

Imagem
A gente percorreu os trinta anos dos carros importados com muitas mudanças e tecnologias. Mas o que o futuro preserva? Na verdade, o carro como conhecemos deve passar por um grande processo de renovação. Em alguns anos, vários países já confirmaram que não devem mais permitir a venda de carros a combustão, permitindo apenas modelos elétricos. A Noruega é um desses exemplos mais avançados que temos. Mas não é só na força motriz que isso deve mudar. A gente comentou sobre a condução autônoma e tecnologias de conectividade, mobilidade e outros recursos que devemos ver nos próximos anos. Mas como isso fica no Brasil? Antes de partirmos para a realidade do nosso mercado, é bom entendermos como isso deve acontecer no mundo. Enquanto híbridos (de todos os tipos), elétricos e carros movidos a células de combustível de hidrogênio são uma tendência, de acordo com cada país, toda a América Latina parece muito lerda quanto a eletrificação. Apenas o México desponta como líder com a produção do Ford

GTN #5: o medo e o golpe chamado Inovar-Auto contra os carros importados

Imagem
Há males que vem para bem, já diria o famoso ditado popular. Mas nem sempre, males, vem para bem. As vezes ele vem para destruir mesmo. Partindo do pressuposto das temáticas que estamos trabalhando aqui no Conexão Automotiva GTN, o Inovar-Auto é um desses tipos de males que vem para destruir. Pelo menos para os carros importados. A ideia tosca de colocar um imposto de importação 30% do que já era cobrado acionou cobranças de vários países e chegou até mesmo à Organização Mundial do Comércio, a OMC. Mercados como União Europeia e Japão chamaram a atenção da organização sobre esse IPI que não permitia que o consumidor pudesse ter um livre comércio e o seu livre direito de escolha entre automóveis – atitude que permanece até hoje assombrando os carros importados e que é um dos motivos que derrubaram as vendas desse setor no país. E não, em nada tem a ver com os nossos carros nacionais. Mas não seria mais plausível criar medidas que permitissem que os carros nacionais estivessem no mesmo

GTN #4: seriam os anos de 2010, 2011 e 2012, os melhores anos que já vivemos?

Imagem
  Você já deve ter se questionado (e muito) sobre como um determinado período foi tão bom. E a gente não consegue definir apenas um momento positivo. Parece uma influência de melhores momentos que aconteciam naquele determinado período. Aqui, me excluo da história. Falo de um âmbito bem geral. Pelo menos, para quem era jovem naquela época. Sites de jogos online cresciam, criando redes interessantes de pessoas e novas comunidades. Na música, o pop nunca esteve tão bem servido de hits que movimentaram muitas pessoas em festas e em aparelhos eletrônicos de músicas que tínhamos em nossas vida, como os saudosos MP3, por exemplo. Na teledramaturgia, novos clássicos apareciam nas nossas televisões, enquanto o entretenimento também tinha seus pontos altos neste período. Mas vamos falar do nosso principal assunto aqui neste site: os automóveis. Nós tínhamos uma grande quantidade de marcas que disputavam posições anualmente, até chegarmos em picos de vendas nunca antes vistos – e que vamos demor

GTN #1: as marcas de automóveis mais vendidas do Brasil em 1991

Imagem
Depois de abrir o mercado brasileiro em 1990 para os carros importados, o setor automotivo brasileiro mudou – e muito! Os carros nacionais, muitos com projetos que ainda estavam na década de 1950, por exemplo, como Volkswagen Kombi e Toyota Bandeirante, começava a mudar. As primeiras unidades de carros importados a desembarcar no nosso país foram de dois modelos alemães, como BMW Série 5 e Mercedes-Benz Classe E. Coincidentemente, ambos os sedãs são grandes rivais até hoje. Enquanto o BMW desembarcou primeiro em São Paulo (SP), no Aeroporto de Congonhas, o Mercedes desembarcou no Aeroporto do Galeão. Como se sabe, a primeira marca a desembarcar oficialmente no nosso país foi a Lada, que confirmou a vinda ao nosso mercado em agosto de 1990, sendo que o primeiro lote de 3.000 unidades chegou aqui em novembro daquele ano, quando eles começara a ser vendidos oficialmente. Ainda em 1990, a Alfa Romeo retornava ao país com o sedã 164, na real, com o belíssimo sedã 164. Isso permitiu que o co

Curiosidades: Chevrolet Onix fecha liderança pelo sexto ano consecutivo; Chevrolet lidera pelo quinto ano

Imagem
A Chevrolet comemorou o sexto ano de liderança do Onix no mercado brasileiro. Mesmo com uma grande queda nas vendas em relação ao mesmo período do ano passado, o hatch liderou com uma certa folga, apesar de ter liderado 10 meses de 2020, tendo perdido meses para o Volkswagen T-Cross e a Fiat Strada. O Onix fechou 2020 com 135.364 unidades vendidas. Líder desde 2015, o hatch fechou seu sexto ano como o carro mais vendido do país, tendo o Hyundai HB20 como vice-líder mais uma vez. Com sua nova geração, o hatch chegou a 86.553 unidades. Quem surpreendeu em 2020 foi o Chevrolet Onix Plus com suas 83.403 unidades, seguida de não muito longe pela Fiat Strada com suas 80.039 unidades. O Volkswagen Gol foi o quinto com 71.153 unidades. Vice-líder em 2019, o Ford Ka caiu para 6º com 67.455 unidades. Depois dele vieram Fiat Argo (7º, 65.942), Volkswagen T-Cross (8º, 60.124), Jeep Renegade (9º, 56.867) e Fiat Toro (10º, 53.981), chegando o Top 10. Entre as marcas, a Chevrolet fechou o quinto ano

Curiosidades: pela terceira vez em quatro anos, Mercedes-Benz é a que fez mais convocações de recall em 2020

Imagem
Todo ano nós fazemos um levantamento sobre as convocações de recall do ano que passou. Em 2020, cancelamos o ranking de unidades afetadas por companhas de recall porque algumas montadoras tem omitido a quantidade de unidades convocada nos chamados, o que prejudica a veracidade e integridade desse ranking. Vale destacar que a quantidade de recalls realizados em um ano não tem a ver com a qualidade desses carros. Campanhas de recall são necessárias e é dez mil vezes melhor que se faça o chamado que ter um carro que possa ser inseguro em algum momento de sua útil (por isso a primeira palavra do título é “curiosidades”). Mesmo assim é bom fazer esse levantamento e acompanhar as mudanças em relações aos últimos anos. Esse levantamento é feito desde 2014, quando a Chevrolet liderou com muita folga a quantidade de convocações naquele ano. Entre 2015 e 2016 a Jeep liderou, deixando a Mercedes-Benz como líder de convocações de recall em 2017 e 2018. Em 2019, a Volkswagen foi a marca que mais c

Com último lote produzido, Ford Focus Hatch e Focus Sedan chegam à linha 2020 no Uruguai

Imagem
As últimas unidades do Ford Focus Sedan (conhecido aqui como Focus Fastback) foram apresentados na Uruguai. As últimas unidades produzidas na Argentina, na unidade de General Pacheco, foram destinadas ao lançamento da linha 2020 do Focus Sedan no Uruguai, onde ele ainda segue à venda. Essa devem ser as últimas unidades produzidas do modelo visto que ele deixou de ser produzido no ano passado. Os últimos lotes de unidades do Focus foram adquiridos pelo importador da Ford no Uruguai. Por lá, a linha 2020 foi apresentada tanto para o Focus como para o Focus Sedan. O Sedan recebe as principais novidades do ano/modelo 2020, com a versão de entrada S, equipado com motor 1.6 16v a gasolina de 125cv de potência e câmbio manual de 5 marchas, que era oferecido na Argentina. Além dessa, a Ford ainda oferece a versão SE com motor 2.0. De série eles devem ser equipados com airbags dianteiros, freios ABS com EBD, fixação Isofix para cadeirinhas infantis, controles eletrônicos de estabilidade e traçã

Curiosidades: Volkswagen, Honda e VAG foram as marcas que mais convocaram recall em 2019

Imagem
O ano de 2019 pode ser considerado um ano com muitos recalls. No total foram 108 convocações de recall, uma média de um recall a cada 3,37 dias. Vale destacar que convocações de recall não são necessariamente ruins para ninguém, pois evita futuros acidentes e problemas nos veículos. A questão desse ranking anual serve apenas para mostrar quais as marcas e os grupos automotivos que mais convocaram no ano passado. Em relação ao ano de 2018, quando tiveram 112 convocações, o ano de 2019 se manteve na média, com quatro menos convocações. Aqui, os rankings mais confiáveis são os ranking por número de convocação. Porque? Nem todas as marcas revelam quantas unidades estão envolvidas num chamado de recall e isso dificulta saber quantas unidades estão envolvidas num chamado. Para identificar que os números de unidades podem ser muito maiores do que estamos aqui revelando, foi marcado um asterisco nos números. Os dados de números de convocações são confiáveis e levantados por todas as nossas

Postagens mais visitadas deste blog

Reestilização do Volkswagen Jetta chega até 2022, com o inédito motor 1.5 TSI

Chevrolet Tracker PcD volta a ser vendido em breve, mas com mudanças de conteúdo

BMW apresenta a nova geração do Série 4 Cabrio no Brasil, que estreia por R$460.950

Renault apresenta o Zoe reestilizado no mercado brasileiro, que chega por R$204.990

Kia passa a vender o Cerato apenas na versão topo com a chegada da linha 2022

Skoda apresenta o reestilizado Kodiaq na Europa, SUV médio de 7 lugares da marca

Fiat apresenta a nova Toro, que estreia por R$114.590 no mercado e traz 1.3 Turbo

Opel confirma que deve expandir na América do Sul para três novos países

Volkswagen revela novo teaser da nova geração da Transporter, que estreia este ano

Honda revela o reestilizado CR-V no Brasil, que ganha mudanças sutis por R$264.900