Mercedes-Benz confirma que deve se tornar puramente elétrica até 2030 e revela detalhes


A Mercedes-Benz confirmou que deve se tornar uma marca puramente elétrica a partir de 2030. A marca confirmou que já em 2022 deve começar a apostar em mais modelos elétricos em diferentes segmentos onde a marca atua. A partir de 2025, a alemã confirmou que deve apostar em uma nova estratégia de eletrificação. A Mercedes deve ter todas suas plataformas dedicadas para carros elétricos. "A transição elétrica está ganhando velocidade - especialmente no segmento de luxo, onde a Mercedes-Benz atua. O ponto de inflexão está se aproximando e estaremos prontos à medida que os mercados mudarem para o segmento somente elétrico até o final desta década. Este passo marca uma profunda realocação de capital". Gerenciando esta transformação mais rápida enquanto salvaguardamos nossas metas de rentabilidade, garantiremos o sucesso duradouro da Mercedes-Benz. Graças a nossa força de trabalho altamente qualificada e motivada.", disse Ola Källenius, CEO da Daimler AG e Mercedes-Benz AG. Nos últimos dias, a Mercedes já tinha confirmado que só teria elétricos a partir de 2030, confirmando que deveria acelerar o seu processo de eletrificação. Para dar conta desse movimento, a Daimler confirmou que deve acelerar sua área de Pesquisa e Desenvolvimento, com um investimento superior de 40 bilhões de euros. A Mercedes-Benz confirmou que deve apostar em três plataformas: a MB.EA, que deve ser usada em todos seus automóveis de médio e grande porte, com um sistema modular escalável com espinha dorsal elétrica para o portfólio; a AMG.EA deve ser focada para modelos de alto-desempenho voltado para carros da linha Mercedes-AMG e; por fim, a marca terá a base VAN.EA que deve ser usada em modelos comerciais leves como Vito e Sprinter, por exemplo. A alemã ainda pode apostar em uma nova fábrica para baterias e vai apostar em Plug&Charge, que deve automatizar os objetivos e processos de autenticação e pagamentos das estações de recarga públicas. Os motores serão da YASA, com sede no Reino Unido.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Ford traz novo lote da Ranger Raptor com mais equipamentos de série e custa R$ 466.500

Jaguar-Land Rover quer construir uma inédita fábrica de bateria para elétricos no Reino Unido

BMW revela as novas imagens teaser do M5 e M5 Touring, que vão ter mais de 700cv

Suzuki Invicto aparece na Índia como rebadge da Toyota Innova e espaço para até oito

Toyota lança o RAV4 com motor híbrido plug-in (PHEV) de 306cv no Brasil, por R$ 399.990

RAM reajusta os preços da Classic e diminui os preços da picape em até R$ 35.000

Volkswagen T-Cross com reestilização chega ainda neste primeiro semestre de 2024

Nio revela primeiro teaser da sua nova marca, a Onvo, que estreia com o SUV elétrico L60

Galaxy apresenta na China o seu sedã L6, que estreia como um PHEV com motor de 390cv