Lordstown confirma que pode começar a produção da Endurance ainda neste trimestre


A Lordstown enfim confirmou que vai conseguir produzir o seu primeiro veículo ainda neste ano com a Endurance. O modelo começa a ser feito ainda neste trimestre de 2022, com entregas iniciando logo em seguida. Com uma saúde financeira mais segura, a montadora vai conseguir produzir a Endurance junto com a Foxconn. Inclusive, a venda da fábrica para a empresa fornecedora da Apple ajudou a Lordstown a minimizar seus gastos com funcionários, uma vez que 400 funcionários passaram a ser de responsabilidade da Foxconn. De acordo com o Executivo-Chefe da Lordstown, Edward Hightower, disse que a empresa está avançando em unidades pré-produção, indicando que em breve a marca consegue a validação e certificação para a produção. “No segundo trimestre, fizemos progressos significativos em relação ao nosso plano de lançar a Endurance no terceiro trimestre de 2022 e iniciar as vendas no quarto trimestre. Estamos ansiosos para colocar o Endurance nas mãos dos clientes, pois achamos que eles vão adorar. Também iniciamos o trabalho de pré-desenvolvimento do primeiro veículo sob nossa joint-venture. Nossa equipe está animada para criar e lançar produtos futuros, aproveitando o ecossistema Foxconn EV.”, disse Hightower. Com a caixa novamente equilibrado, a Lordstown está no caminho para conseguir produzir seus primeiros veículos em algumas semanas. “No ano passado, recrutamos e desenvolvemos uma equipe de gerenciamento sênior experiente, fizemos progressos significativos no lançamento do Endurance, fizemos a transição para um modelo de negócios menos intensivo em capital e flexível, estabelecemos uma nova plataforma de desenvolvimento de veículos com a Foxconn e levantamos algum capital adicional”, disse o CEO da Lordstown, Daniel Ninivaggi. O acordo entre as empresas foi um investimento de US$ 100 milhões por parte da Foxconn para a criação de uma joint-venture que vai desenvolver apenas modelos elétricos, chamada a linha Mobility-in-Harmony. Em julho, a Lordstown confirmou que precisa levantar US$ 150 milhões para a produção da picape. O capital adicional será necessário para a produção começar, porque antes do início da produção, a Lordstown ainda precisa finalizar a fase de testes e comprar os materiais e componentes da picape.



Fonte: CarScoops

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RAM reajusta os preços de Rampage, 1500, 2500 e 3500 no Brasil, em até R$ 5.000

Ford desenvolve um SUV elétrico de 7 lugares que será apresentado em meados de 2025

Fiat reajusta os preços da Toro em versões com motor T270, com cortes de até R$ 10.000

Nosso novo Peugeot 2008 será igual ao modelo europeu, recém reestilizado; terá motor T200

Alfa Romeo surpreende e confirma nome Milano para SUV subcompacto que estreia em abril

Nio ET5 Touring é a primeira station wagon da marca; estreia na China de olho na Europa

Lamborghini comemora aniversário de 60 anos de Sant'Agata Bolognese e revela três séries

Chevrolet Camaro ganha séries especiais Collector's Edition e Garage 56 Edition nos EUA

Jetour apresenta o X90 Plus no Salão do Automóvel de Guangzhou, que é reestilizado

Ferrari apresenta a SF90 XX Stradale e Spider na Europa, com motor híbrido de 1.030cv