Dacia Sandero EV aparece em meados de 2028 em sua quarta geração que será 'multienergia'

Dacia confirma que trabalha em uma nova geração do Sandero, a quarta, que será híbrida e puramente elétrica; estreia acontece em 2028 na Europa



A Dacia segue trabalhando na sua eletrificação, mas isso deve demorar um pouco. Recentemente a marca confirmou que vai atrasar um pouco sua eletrificação total porque a mesma ainda quer se manter como uma marca de baixo custo. Para isso, ela espera que o custo de desenvolvimento e de componentes para elétricos continue diminuindo nos próximos anos. No entanto, as primeiras informações sobre uma nova geração do Sandero já está aparecendo.

Essas informações falam que a nova geração do hatch compacto será criado a partir de uma plataforma que vai permitir motores híbridos e elétricos. É possível que ele mantenha a base CMF, mas aderindo a CMF-BEV no caso dos elétricos. A informação foi confirmada em entrevista com o CEO da Dacia, Denis Le Vot, durante o Salão do Automóvel de Paris, na França.

“Podemos fazer um carro multienergia [versões ICE e EV] para Dacia quando necessário. Estamos bem preparados. Mais cedo ou mais tarde sabemos que precisamos de energia múltipla e podemos fazer isso sem nenhum problema. Ainda não há data, mas o próximo Sandero é um candidato ideal para isso.”, destacou Le Vot em entrevista ao Autocar. Ao que parece, o executivo dá a entender que o novo Sandero pode ser uma geração multienergia, oferecendo opções a combustão, híbrido, a gás natural (GLP) e elétrico.

“Vamos continuar trabalhando em ICE [tecnologia] de baixo carbono para o futuro. O Sandero terá duas gerações antes de chegarmos a 2035, que é a parada legal – se acontecer – para o ICE em geral”, destacou em entrevistando, dando a entender que a marca romena vai vender carros a combustão até onde seja possível (2035). O executivo ainda confirmou que o baixo peso dos seus carros será um fator que vá contribuir para que a marca “ainda pode se dar ao luxo de ser ICE-LPG quando a concorrência já é híbrida”.

Atualmente, a Dacia conta apenas com o Spring, que é um carro puramente elétrico e responde por 12% das vendas da marca, sendo um dos elétricos mais vendidos em alguns países. “A Renault vai se esforçar para ser a campeã dos motores elétricos; isso tem um risco. É também por isso que a Dacia existe. Dependendo da rapidez com que o mercado se converte em motores elétricos e do apetite dos clientes, a Dacia está aqui. As duas podem coexistir”, disse Le Vot em uma outra entrevista ao Automotive News Europe.



Fotos: Dacia / reprodução

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Volkswagen apresenta as primeiras imagens teaser de um possível Golf GTI Edition 50

Ford tem desconto de R$ 17 mil para a Ranger; Maverick, Bronco Sport e Transit tem promoção

Toyota registra imagens de patente de câmbio manual que simula de 14 marchas no USPTO

BMW lança promoção adicional para iX1 e iX no Brasil até o próximo dia 31 de maio

BMW cogitou produzir 50 unidades da Z4 Touring Coupé Concept, mas desistiu do projeto

MINI revela imagens teaser do desenvolvimento da condução com uso de óculos VR

Chery reajusta o preço do Tiggo 5X em R$ 1.000 e Tiggo 7 Sport pode receber primeiro aumento

GWM lança promoção para o Ora 03, com Pacote Tranquilidade e condições de financiamento

Peugeot apresenta a reestilização do 208 na Europa, que ganha opção de motor híbrido