Fábrica da Renault em São José dos Pinhais para e produção do Captur está congelada

Renault também para na unidade de São José dos Pinhais (PR) por falta de componentes, principalmente há uma falta de semicondutores 



A Renault é mais uma das marcas que parou a produção na unidade de São José dos Pinhais (PR) por falta de componentes, em especial, de semicondutores. A marca deu férias coletivas aos seus funcionários entre os dias 13 a 17 de março, praticamente os cinco dias úteis de uma semana. Por lá, a marca produz modelos como Kwid, Sandero, Logan, Duster, Oroch, Captur e Master, praticamente toda a sua linha.

De acordo com fontes ouvidas pelo Automotive Business, a Renault estaria sofrendo com a falta de semicondutores há muito tempo, sendo que a empresa estaria priorizando a produção de Kwid e Duster. Em comunicado ao site, a Renault foi bem sucinta ao dizer que "a falta de peças continua afetando a produção de alguns modelos e seguimos buscando soluções". A produção do Captur é a mais prejudicada. De acordo com informações, o SUV não é produzido há algum tempo.

Mas esse problema não estaria relacionado com a falta de semicondutores, apenas. Recentemente, tinha se dito que a marca tinha encontrado soluções para a produção do SUV. De acordo com a Quatro Rodas, a Renault até tentou nacionalizar alguns processos como estamparia e a produção de cerca de 30 peças que, de acordo com a revista, está em fase de ser solucionado. Foi dito que a Renault conseguiu comprar um grande lote destas 30 peças dos fornecedores na Rússia, que vão garantir a produção do Captur por cerca de um ano a um ano e meio.

“A Renault continuará produzindo o Captur e não há previsão de descontinuá-lo. Há problemas na produção, como têm acontecido com diversas marcas, mas irá se normalizar.”, disse a Renault em comunicado. Ao que parece, as filiais de Brasil e Rússia eram parceiras, sendo algumas peças produzidas aqui e outras peças produzidas lá e havia esse intercâmbio. No entanto, com a guerra entre Ucrânia e Rússia, quem ficou no prejuízo foi a filial brasileira – uma que vez que a marca saiu de lá.

Na Argentina, o SUV compacto até saiu de linha, de acordo com algumas informações. Seria esse o prenúncio de um fim de linha também em nosso mercado?



Fotos: Renault / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Chevrolet lança a nova S10 no Brasil, que traz atualizações importantes e parte de R$ 247.860

Kia confirma a vinda do EV9 ao Brasil e define estreia para o primeiro semestre de 2024

Tank registra novas imagens de patente do 700 Hi4-T no MIIT e confirma uso de motor de 517cv

Eccentrica apresenta o Lamborghini Diablo remasterizado que agora desenvolve 550cv

Mercedes-Benz lança o Classe G 63 AMG Grand Edition no Brasil, por caros R$ 2.247.900

Fiat Titano vai virar RAM 1200 no México, antecipa teaser; picape ganhará quarto logotipo

GWM registra imagens de patente do Veyron na China, que pode ser da marca Haval ou da Sar

Volkswagen lança Polo Robust, versão voltada ao agronegócio, que chega por R$ 89.290

GWM adiciona caminhões elétricos para fazer entregas de peças para concessionárias