Ford Group confirma fim de linha de dois SUVs de cinco lugares, na América do Norte

Ford confirma fim de linha de dois utilitários esportivos, mas não cita nenhum; fim de linha deve ser para Edge e EcoSport, que vão deixar de existir



A Ford confirmou que dará adeus a dois utilitários esportivos em breve no mundo. Apesar do anúncio, a marca deve se despedir em definitivo apenas de um deles. A declaração em nome da Ford foi dita pelo CEO da marca, Jim Farley, que confirmou que dois modelos serão descontinuados em favor de modelos elétricos ou que outros SUVs tomarão seus lugares. Todo segmento com vendas em baixa serão abandonados, disse a marca em conferência.

A marca confirmou que modelos de cinco lugares a combustão terão um espaço reduzido em seu lineup, o que indica que a marca deve continuar apenas com poucos modelos. “Portanto, estou muito otimista sobre nossos oito por cento, porque não vamos jogar no mercado de crossover de commodities de duas linhas porque isso é - porque a Ford tentou isso no negócio de ICE e realmente não funcionou para nós. Queremos jogar nossa mão, nossa força, comerciais, caminhões, veículos maiores no lado da categoria.”, disse Farley.

Até pouco tempo, foi confirmado que a marca deixaria de vender o Escape, mas novas informações dão conta que não é o SUV médio que será descontinuado. Uma nova geração vai nascer em 2026, puramente elétrico – o que vai diferenciar ele do Bronco Sport, por exemplo. O fim de linha será dado do Edge, mas não será um fim de linha global. Está mais para um fim de linha nas Américas. Isso porque na China ele ganha uma terceira geração que ficará a cara do Mondeo, que também seguiu em linha por lá com uma nova geração.



O site Ford Authority ainda cita que o outro modelo poderia ser o Lincoln Nautilus, que também ganhará uma nova geração na China. Com isso, não chega a ser bem um fim de linha global, mas regional. Por lá, o Nautilus pode sair de linha, visto que não há previsão de uma nova geração chegar aos Estados Unidos no momento. O único modelo que deve sair de linha globalmente e que não foi citado é o nosso EcoSport. Fora do mercado brasileiro desde 2021, o SUV compacto já saiu de cena em vários mercados, como a América do Norte e a Índia.

A Europa e alguns países da América do Sul também devem se despedir do modelo em breve. Esse sim será um fim de linha global, visto que não já projeto de uma nova geração em nenhuma parte do mundo. Muito pelo contrário, ele será substituído pelo Puma gradualmente, como já acontece na Europa. Na América do Norte, as versões elétricas de Ford Explorer e Lincoln Aviator vão substituir os Edge e Nautilus nos EUA. Ambos vão substituir a dupla Edge e Nautilus exatamente na mesma fábrica de Oakville, no Canadá.

Na Europa, o Escape europeu (batizado de Kuga) e o Puma, serão os últimos SUVs a gasolina do mercado pela Ford, indicando que as novas gerações nascem 100% elétricas. Vale destacar que a Ford já trabalha com uma nova geração elétrica do Explorer, que será menor que o Explorer que conhecemos, possivelmente como um SUV médio-grande e com espaço para cinco.



Fotos: Ford e Lincoln / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Alfa Romeo surpreende e confirma nome Milano para SUV subcompacto que estreia em abril

RAM reajusta os preços de Rampage, 1500, 2500 e 3500 no Brasil, em até R$ 5.000

Lamborghini comemora aniversário de 60 anos de Sant'Agata Bolognese e revela três séries

Ford desenvolve um SUV elétrico de 7 lugares que será apresentado em meados de 2025

Fiat reajusta os preços da Toro em versões com motor T270, com cortes de até R$ 10.000

Chevrolet Camaro ganha séries especiais Collector's Edition e Garage 56 Edition nos EUA

Nio ET5 Touring é a primeira station wagon da marca; estreia na China de olho na Europa

Nosso novo Peugeot 2008 será igual ao modelo europeu, recém reestilizado; terá motor T200

Ferrari apresenta a SF90 XX Stradale e Spider na Europa, com motor híbrido de 1.030cv

Toyota dá a entender que o Celica pode ressurgir como cupê esportivo criado pela GR