Marca da Dongfeng, estreante Landian apresenta o E5 PHEV no Salão de Guangzhou

Marca da Dongfeng, Fengon Landian apresenta o E5 no Salão do Automóvel de Guangzhou, na China, com um motor EREV e com tecnologia da Huawei



A Dongfeng tem uma série de marcas na China e apresentou oficialmente mais uma marca. Trata-se da Landian, que nasceu a partir da Fengon. O nome Landian se traduz diretamente em Blue Electricity. A empresa apresentou, como seu primeiro carro, um rebadge reestilizado. O Landian E5 nada mais é que o Dongfeng Glory 580, mas com mudanças na dianteira, traseira e interior. Apresentado no Salão do Automóvel de Guangzhou na China, o modelo será vendido com um motor híbrido plug-in (PHEV) e com tecnologia da Huawei.

A necessidade da marca criar uma nova marca é que a Fengon é conhecida como uma marca que produz modelos a combustão, enquanto a Landian estreia com um modelo híbrido. A Dongfeng não revelou muito bem como funcionará esse monte de marca dentro do grupo. Como se trata de um modelo já existente, vamos nos ater aos detalhes. Visualmente, o Landian E5 se destaca por contar com faróis são quase retangulares e são conectados com a grade dianteira.

Os faróis ainda tem luzes DRL em LED na parte superior, com uma grade dianteira com luzes em LED na parte superior. A grade dianteira aparece com um acabamento em preto brilhante com uma série de elementos cromados multiponteados. O logotipo também é novo e forma uma letra ‘E’ com pontos. O para-choque dianteiro também é novo, com entradas de ar nas extremidades em um desenho vertical, além de vir com uma entrada de ar inferior, com estilo em trapézio.



Nas laterais, as novidades em relação ao Glory 580 é que o E5 possui acabamento inferior da carroceria pintado na mesma cor da carroceria. Além disso, ele recebe novas rodas de liga leve, de 19 polegadas e com cinco raios. De traseira, o SUV ainda recebe um ajuste na tampa do porta-malas, que traz o logotipo da Landian. O para-choque traseiro é quase igual, mas possui um novo desenho na parte inferior, que tem a mesma cor da carroceria. Basicamente, são essas as mudanças.

No interior, as novidades ficam por conta do novo painel. O SUV possui um quadro de instrumentos de 7 polegadas e uma central multimídia de 12,3 polegadas que estão lado a lado, com um painel que ainda possui detalhes em madeira, que estão nos painéis das portas. Ele ainda tem um volante multifuncional de dois raios com o logotipo da marca, em ‘E’. Aliás, a Landian confirmou que o SUV traz um ecossistema de Internet of Everything na ‘era E’, onde a letra E se refere a Electric ou a Electrified. O painel ainda tem linhas horizontais, com saídas de ar-condicionado horizontais.

As telas do painel trazem tecnologia da Huawei, com o HarmonyOS. Esse é um sistema operacional robusto que combina funcionalidade e velocidade em todos os tipos de dispositivos, principalmente em dispositivos móveis. Com acesso a características mais avançadas como o reconhecimento facial para desbloquear portas ou assistentes de voz para responder a comandos, os condutores poderão desfrutar de uma experiência de condução mais personalizável. O sistema ainda permite uma conectividade com Android Go.



De acordo com a Landian, o SUV tem 4,760 metros de comprimento, 2,785 metros entre os eixos, 1,865 metro de largura e 1,710 metro de altura. O porta-malas tem 934 litros com segunda fileira, mas diminui para 187 litros com a terceira fileira de bancos. Falando nelas, o E5 possui capacidade para sete ocupantes, com uma disposição dos bancos em 2+3+2. Na China, a Landian confirmou que terá 340 lojas de experiência e 160 centros de reparo.

Mecanicamente, o SUV possui um moto DE-i DHT300, que é desenvolvido pela Seres. O modelo traz o 1.5 Turbo a gasolina de 110cv e 13,7kgfm junto de um motor elétrico de 176cv e 30,6kgfm. A Landian não revelou a potência combinada, mas confirmou que o motor possui capacidade de levar o SUV de 0 a 50km/h em 2,9 segundos e aos 100km/h em 7,4 segundos. Ele ainda tem uma autonomia de 100km quando rodar no modo puramente elétrico e uma bateria de 17,52kWh ou 110km com uma bateria de 19,4kWh, tendo ainda uma autonomia híbrida de 1.150km. A bateria menor é da Guoxuan Hi-Tech e a maior da Envision Power.

O conjunto é formado por uma transmissão e-CVT. O motor ainda possui uma taxa de compressão ultra alta de 15,5:1, uma eficiência térmica máxima de 43,04% e uma eficiência máxima de transmissão de 97,5%. Entre alguns dos itens de série, o SUV possui 12 alto-falantes e função de purificação de ar inteligente. Há ainda ACC, saída de faixa e luz de freio ativa, mas que não permite uma condução autônoma de Nível 2. Na China, ele será vendido com preços entre 139.900 a 151.900 yuans. 




Fotos: Landian / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Jetour apresenta o X90 Plus no Salão do Automóvel de Guangzhou, que é reestilizado

RAM reajusta os preços de Rampage, 1500, 2500 e 3500 no Brasil, em até R$ 5.000

Nio ET5 Touring é a primeira station wagon da marca; estreia na China de olho na Europa

Alfa Romeo surpreende e confirma nome Milano para SUV subcompacto que estreia em abril

Fiat reajusta os preços da Toro em versões com motor T270, com cortes de até R$ 10.000

Nosso novo Peugeot 2008 será igual ao modelo europeu, recém reestilizado; terá motor T200

Chevrolet Camaro ganha séries especiais Collector's Edition e Garage 56 Edition nos EUA

Ford desenvolve um SUV elétrico de 7 lugares que será apresentado em meados de 2025

Lamborghini comemora aniversário de 60 anos de Sant'Agata Bolognese e revela três séries

Volkswagen lança promoção no Brasil para Polo, Virtus, Nivus, T-Cross, Taos, Tiguan e Amarok