Bugatti quebra seu novo recorde histórico de vendas em 2022, com 80 unidades produzidas

Bugatti comemora seu melhor resultado comercial histórico de vendas, com 80 unidades vendidas em 2022, em últimas unidades do Chiron



A Bugatti tem todos os motivos do mundo para comemorar um desempenho comercial ótimo no ano passado. Sendo uma marca que vende realmente pouco no ano, a Bugatti fechou o ano de 2022 com 80 emplacamentos, seu novo melhor resultado histórico de vendas. A unidade de Molsheim nunca produziu tantos carros em apenas um ano, lembrando que a produção dos carros da marca francesa funcionam quase que artesanalmente. Entre os 80 produzidos em 2022, a marca chegou a 400 unidades produzidas do Chiron.

Agora, muito provavelmente, a francesa finaliza a produção do hiperesportivo ainda neste ano, com as 100 últimas do cupê, que já está em contagem regressiva do fim da produção desde o ano passado. Além disso, em 2022, a marca ainda viu o fim da produção do Chiron Super Sport 300+, os dez Centodieci e o Chiron Sports. Em 2023, além das últimas unidades do Chiron, a marca também vai produzir o Mistral, que terá 99 unidades com o motor 8.0 W16 quadri-turbo que desenvolve 1.600cv e 163,1kgfm, acoplado a um câmbio automatizado de dupla embreagem de 7 marchas.

“Como todas as marcas internacionais de luxo de primeira classe competindo no mais alto nível de excelência em design e desempenho, a Bugatti encontrou vários desafios em 2022. Mas com uma equipe incomparável em termos de talento, paixão e dedicação, a Bugatti mais uma vez enfrentou esses desafios de frente, criando e concretizando oportunidades empolgantes”, disse Christophe Piochon, Presidente da Bugatti Automobiles.

“A Bugatti continuará a mostrar as tecnologias mais avançadas; À medida que o mundo evolui, a Bugatti se esforçará para permanecer no auge do verdadeiro desempenho automotivo, design, tecnologia e o melhor artesanato. Ettore Bugatti disse uma vez: 'Se comparável, não é mais Bugatti'. Essa visão é tão verdadeira hoje como sempre foi e esperamos revelar mais no segundo semestre de 2023”, acrescentou Mate Rimac, CEO da Rimac-Bugatti, joint-venture que dará a marca um avanço para criar o substituto híbrido do Chiron.

Depois do Chiron Profilée, a Bugatti também vai continuar com a produção do Mistral e vai iniciar ainda a produção do Bolide. Esse último ainda está em fase de desenvolvimento. Limitado em 40 unidades e com um desenvolvimento voltado para ser um carro que não será homologado para as ruas, o carro não é certo para vir com o mesmo motor do conceito.



Fotos: Bugatti / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Toyota Yaris Hatch só ganha nova geração entre 2024 a 2025 na Ásia, depois do sedã e do SUV

Nova geração do Toyota Corolla surge em meados de 2025, como uma geração evolutiva

Curiosidades: Os carros mais vendidos do Brasil em 2003!

Oshan aparece no Brasil testando seu utilitário esportivo médio X5; marca será que vem?

Fiat Titano estreia na Argélia primeiro, vazando e antecipando alguns detalhes da nossa

Celta voltará? Chevrolet confirma que não vai desenvolver nenhum subcompacto novamente

Yangwang revela as primeiras imagens oficiais teaser do seu inédito sedã elétrico, o U7

Renault e Nissan passam a ter seguros com Assurant, por meio do intermédio da Mobilize

Scout revela novo teaser e confirma que seus produtos farão estreia no mês de julho