BYD quebra recorde histórico de vendas e se aproxima da Tesla entre os elétricos em 2022

BYD comemora avanço meteórico nas vendas em 2022, com avanço global superior a 150% e vendeu 1.868.543 unidades, com 911.140 unidades de modelos elétricos



A BYD comemorou o avanço meteórico que teve nas vendas globais durante o ano de 2022. A empresa chinesa se tornou a segunda mais importante na venda de modelos elétricos e se aproximou de vender 2 milhões de carros híbridos e elétricos em apenas um ano, números que são completamente surpreendentes após ter um avanço superior a 150%. Sendo a China seu maior mercado, a BYD vendeu 1.868.543 unidades durante o ano de 2022, aumento de 152,5% nas vendas em relação ao ano de 2021.

A marca confirmou que já vendeu 3,3 milhões de unidades de carros eletrificados em todo o mundo, ou seja, mais da metade de todo esse montante aconteceu somente em 2022. Esse salto é perceptível a partir do momento que a empresa abandonou totalmente as vendas de carros puramente a combustão e focou em híbridos e elétricos. No ano passado, foram 946.239 unidades de híbridos e 911.140 unidades de carros elétricos. Em vendas de elétricos, esse resultado coloca a marca apenas atrás da Tesla e não muito longe da norte-americana.

O ano de 2022 ainda se tornou, de longe, o melhor ano comercial que a empresa poderia ter alcançado – até o momento. Só em dezembro de 2022, a empresa vendeu 235.197 unidades globalmente, 137,3% a mais em relação ao mesmo de 2021. No mês, foram 111.939 unidades de elétricos e 122.659 unidades de híbridos, além de 599 unidades de comerciais leves eletrificados. Das mais de 235 mil unidades, apenas 11.320 unidades foram enviadas para outros países, ou seja, a BYD tem se tornado uma força interna, na China. Em expansão para vários mercados, incluindo o Brasil, a marca vem crescendo rapidamente.

O Song Plus é o carro mais vendido da marca, sendo que só ele respondeu por mais de 70 mil unidades vendidas globais. Em 2022, as vendas do SUV foram de 478.120 unidades. O Han também teve destaque. Vendido com motor híbrido e elétrico, só o elétrico respondeu por 274.015 unidades. Em dezembro, o sedã absorveu 30.043 unidades com a variante elétrica. Outro destaque é o Yuan Plus, que teve 229.020 unidades vendidas no ano e 29.468 unidades em dezembro.

O Dolphin conquistou 26.074 unidades em dezembro, assim como Qin teve 26.206 unidades, o Tang teve 20.165 unidades, o Seal teve 15.378 unidades e o Destroyer 05 alcançou 6.107 unidades. Novato, o Frigate 07 alcançou 1.805 unidades. “Fica evidente que os veículos mais vendidos da marca globalmente também já estão inseridos no mercado nacional. Ou seja, já estão disponíveis ao consumidor brasileiro diversos modelos que possuem as soluções inovadoras e alta tecnologia da empresa, com relação a veículos elétricos e híbridos”, conclui Henrique Antunes, Diretor de Vendas da BYD Brasil.



Fotos: BYD / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat reajusta os preços da Toro em versões com motor T270, com cortes de até R$ 10.000

Nio ET5 Touring é a primeira station wagon da marca; estreia na China de olho na Europa

Nosso novo Peugeot 2008 será igual ao modelo europeu, recém reestilizado; terá motor T200

Alfa Romeo surpreende e confirma nome Milano para SUV subcompacto que estreia em abril

RAM reajusta os preços de Rampage, 1500, 2500 e 3500 no Brasil, em até R$ 5.000

Ford desenvolve um SUV elétrico de 7 lugares que será apresentado em meados de 2025

Chevrolet Camaro ganha séries especiais Collector's Edition e Garage 56 Edition nos EUA

Lamborghini comemora aniversário de 60 anos de Sant'Agata Bolognese e revela três séries

Jetour apresenta o X90 Plus no Salão do Automóvel de Guangzhou, que é reestilizado

Volkswagen lança promoção no Brasil para Polo, Virtus, Nivus, T-Cross, Taos, Tiguan e Amarok