Honda diminui custos de carros a células de hidrogênio do CR-V; tecnologia estreia em 2024

Honda confirma que sua nova tecnologia movido a células de hidrogênio será 1/3 mais em conta que a tecnologia que foi usada no Clarity



A Honda confirmou mais detalhes do desenvolvimento de uma nova geração de motores a células de hidrogênio, que vão ser usadas no CR-V. O SUV receberá uma nova linha de motores que será mais acessível. A marca japonesa apresentou alguns detalhes sobre essa nova mecânica, onde há iniciativas da marca para expandir o hidrogênio. A marca confirmou que está se esforçando para alcançar a neutralidade de carbono para produtos e atividades corporativas até meados de 2050.

A japonesa confirmou que haverá três pilares fundamentais de suas iniciativas: “neutralidade de carbono”, “energia limpa” e “circulação de recursos”. A marca confirmou ainda que apostará em um “ciclo de circulação do hidrogênio”, que começa com energia renovável, consiste em três fases – “gerar”, “armazenar/transportar” e “usar”. Com a eletrólise na água, a Honda confirmou que vai apostar em energia renováveis que pode ser convertida em hidrogênio verde, sendo menos suscetível a flutuações na geração de energia devido à sazonalidade e condições climáticas, e torna-se possível transportar a energia para onde ela é necessária na forma de hidrogênio verde.

Em 2024, a Honda confirmou que vai voltar a ter um produto movido a células de hidrogênio com o novo CR-V, que se tornará um carro multi-energia. Terá versões a combustão, híbrido, híbrido plug-in e a hidrogênio. A nova tecnologia da marca, criada em conjunto com a GM, foi confirmada como um motor bem mais acessível de ser produzido que a mecânica usada no Clarity até alguns anos. Esse novo motor aproveita bastante do know-how e economias de escala de ambas as empresas, reduzirá o custo para um terço em comparação com o custo do sistema de célula de combustível do sedã anterior.



Essa redução de peso ainda foi alcançada por várias medidas que a Honda tomou, como a adoção de materiais inovadores para eletrodos, um avanço de estrutura de vedação celular, simplificação do equipamento de suporte e melhoria da produtividade de alguns componentes. A Honda ainda iniciou pesquisas relacionadas com tecnologias de células de combustível juntamente com a GM, com a previsão de popularidade da tecnologia, como um substituto a motores a diesel.

Uma das soluções para este desafio é criar um sistema de energia renovável circulante, que combina um sistema de eletrólise de água de alta pressão diferencial que produz oxigênio e hidrogênio usando energia solar para eletrolisar a água e um sistema de célula de combustível que gera eletricidade e água a partir de oxigênio e hidrogênio. Como uma forma de iniciar esse processo de popularização da tecnologia, a Honda ainda quer começar a vender seus carros movidos a célula de hidrogênio para vendas externas, podendo se tornar uma fornecedora da tecnologia para empresas interessadas.

Estima-se que o CR-V comece com uma demanda anual de 2.000 unidades ao ano, podendo se expandir para uma capacidade de 60.000 unidades ao ano a partir de 2030. A marca ainda confirmou que terá aposta em quatro pilares onde a tecnologia será investida: FCEVs, veículos comerciais, centrais elétricas estacionárias e maquinário de construção. Outro ponto levado em consideração pela Honda são alternativas de barateamento da infraestrutura do hidrogênio. Assim como os elétricos, o hidrogênio ainda é difícil de ser encontrado inclusive nos mercados que vendem veículos a hidrogênio.




Fotos: Honda / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Alfa Romeo surpreende e confirma nome Milano para SUV subcompacto que estreia em abril

RAM reajusta os preços de Rampage, 1500, 2500 e 3500 no Brasil, em até R$ 5.000

Lamborghini comemora aniversário de 60 anos de Sant'Agata Bolognese e revela três séries

Ford desenvolve um SUV elétrico de 7 lugares que será apresentado em meados de 2025

Fiat reajusta os preços da Toro em versões com motor T270, com cortes de até R$ 10.000

Chevrolet Camaro ganha séries especiais Collector's Edition e Garage 56 Edition nos EUA

Nio ET5 Touring é a primeira station wagon da marca; estreia na China de olho na Europa

Nosso novo Peugeot 2008 será igual ao modelo europeu, recém reestilizado; terá motor T200

Ferrari apresenta a SF90 XX Stradale e Spider na Europa, com motor híbrido de 1.030cv

Toyota dá a entender que o Celica pode ressurgir como cupê esportivo criado pela GR