Aston Martin pode desenvolver um DBX mais leve, com base na mesma mecânica do 707

Aston Martin confirma desenvolvimento de uma versão mais leve do DBX, possivelmente mais insana que o 707, para brigar com Lamborghini Urus Performante



A Aston Martin apresentou ano passado uma nova versão do DBX, a 707. A novidade se destacou por trazer um motor mais potente, extraindo mais força do 4.0 V8 biturbo. Ao ser apresentado, o DBX 707 se tornou um dos SUVs mais potentes do mundo, com 707cv de potência e 91,8kgfm de torque, acoplado a uma nova transmissão automatizada de dupla embreagem de 9 marchas. Agora, surgem informações de que a marca pode lançar uma versão mais leve do SUV, que pode ser apresentada em alguns meses.

A nova versão é uma opção leve que poderá ficar acima do DBX 707. “Definitivamente há algo em que estivemos pensando e que foi pensado desde o início do projeto. Obviamente não posso confirmar ou negar se há algo no plano futuro para a linha de carros, mas sim, seria muito fácil conseguir alguma massa rapidamente.”, disse Andy Tokley, Gerente Sênior de Engenharia de Veículos da Aston Martin Lagonda em entrevista ao Car Expert. Tokley ainda destacou que a marca inglesa ainda pode trabalhar em novidades e, assim como cupês esportivos, os SUVs podem perder itens a fim de ficar mais leves.

“Porque, obviamente, somos principalmente um fabricante de carros de luxo e há uma série de recursos e conteúdos no carro que são padrão, mas não necessariamente precisam ser padrão, e outras coisas que você pode retirar. Conhecemos a lista de coisas que poderíamos facilmente retirar do carro para reduzir sua massa.”, adicionou o executivo em entrevista. Além da diminuição de peso, a Aston Martin também pode trabalhar por elementos mais leves, como rodas com outro material ou componentes da carroceria em fibra de carbono, por exemplo.

“Você retira um teto de vidro e uma persiana e coloca um teto convencional e pode retirar 25 kg da parte superior do carro, o que obviamente ajuda muito na inércia do carro. Você acaba, digamos, com compromissos no ajuste do ESP, onde ele contabiliza 100 kg e faz coisas no carro para impedir que ele suba sobre duas rodas. Se você abandonar os 100 kg, nunca terá que levar em conta esses cenários e comprometer o ajuste do ESP. Então essa é outra maneira de melhorar o carro, contabilizando menos massa.”, adicionou Tokley. A troca de motor já se torna algo mais difícil de ser trocado, por conta do cofre do motor.

Tanto, que a marca até cogitou o desenvolvimento com uma versão V12, assim como aconteceu com o Vantage, por exemplo. O modelo também fica limitado até se a marca quiser adicionar algum nível de eletrificação, porque não há espaço para uma bateria – pelo menos não com a plataforma atual do modelo. Tanto, que a Aston parece um pouco atrasada na sua eletrificação, que ficará pronta apenas em meados de 2026. Ao mesmo tempo, o executivo falou que o DBX é desenvolvido a partir de uma plataforma modular, que permite que mudanças possam ser feitas sem muito custo.

“A estrutura da carroceria é muito modular em sua abordagem, então você pode esticá-la ou encurtá-la facilmente pela forma como é construída. Obviamente não posso dizer se algo está no plano de ciclo de vida do carro, mas esse foi um dos principais elementos do design da plataforma para garantir que a plataforma fosse ajustável tanto em comprimento como em altura. A metade superior da carroceria pode ser reprojetada de forma relativamente fácil e barata em comparação com a base do carro.”, finaliza. É possível que tenhamos mais informações sobre novas versões do DBX em alguns meses.



Fotos: Aston Martin / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Volkswagen apresenta as primeiras imagens teaser de um possível Golf GTI Edition 50

Ford tem desconto de R$ 17 mil para a Ranger; Maverick, Bronco Sport e Transit tem promoção

Toyota registra imagens de patente de câmbio manual que simula de 14 marchas no USPTO

BMW lança promoção adicional para iX1 e iX no Brasil até o próximo dia 31 de maio

MINI revela imagens teaser do desenvolvimento da condução com uso de óculos VR

BMW cogitou produzir 50 unidades da Z4 Touring Coupé Concept, mas desistiu do projeto

BMW revela as novas imagens teaser do M5 e M5 Touring, que vão ter mais de 700cv

Jaguar-Land Rover quer construir uma inédita fábrica de bateria para elétricos no Reino Unido

Chery reajusta o preço do Tiggo 5X em R$ 1.000 e Tiggo 7 Sport pode receber primeiro aumento