BMW apresenta o XM Label Red, que estreia com motor PHEV capaz de entregar 748cv

BMW apresenta oficialmente o XM Red Label, a versão mais insana do SUV que era esperada desde o lançamento das demais versões, no ano passado 



A BMW apresentou oficialmente a nova versão do XM, chamado de Label Red. O modelo é esperado desde o ano passado, quando a alemã apresentou as versões mais civis do XM. O utilitário esportivo é o primeiro da BMW a ser todo desenvolvido pela M Sport e foi uma das novidades que marcaram o aniversário de 50 anos da divisão esportiva. Entretanto, decepcionou que esperava que o XM oferecesse um desempenho ao estilo dos demais produtos da M.

A fim de reparar isso, a BMW trouxe o XM Label Red, que ganha visualmente uma pitada de design a mais – além de um motor que chama mais atenção. Antes de entrar nesse mérito, vamos falar do seu design externo. A alemã traz uma série de detalhes em vermelho pela carroceria, além de uma nova opção de cor chamada de Brooklyn Grey, ao mesmo tempo que pode se optar por 50 cores do catálogo da BMW Individual. O modelo das imagens, por exemplo, traz a cor Frozen Carbon Black, com um acabamento fosco na carroceria. Na grade dianteira e no contorno dos vidros ele vem com acabamento Toronto Red.

Outras novidades ficam por conta de detalhes em preto brilhante como a grade dianteira e o difusor de ar, ao mesmo tempo que possui grandes rodas de liga leve de 23 polegadas com pneus 275/35 R23 e 315/30 R23 na dianteira e traseira, respectivamente. Para quem achar as rodas de 23 polegadas muito grandes, a BMW pode oferecer, sem custo, rodas de 22 polegadas. Internamente, as novidades ficam por conta de um acabamento estofado em preto e detalhes na cor vermelha para os bancos, desenvolvidos pela M. Os carros ainda podem oferecer novos tons e costuras contrastantes em novas cores.

O SUV possui bancos em couro Merino, com bancos mais refinados no banco traseiro. Enquanto isso, as demais áreas do interior tem o logotipo XM espalhado em algumas partes como o encosto dos bancos e na área abaixo da central multimídia, que liga as duas saídas de ar centrais. Há acabamento em fibra de carbono, teto com iluminação em LED, ar-condicionado de quatro zonas, um sistema de som Harman Kardon Surround Sound e vários equipamentos pertencentes ao pacote ADAS.



A novidade estreia com motor como principal diferencial, vindo com o motor 4.4 V8 TwinPower Turbo que desenvolve 585cv e 76,5kgfm junto de um motor elétrico de 197cv e 28,6kgfm. Ambos os motores entregam 748cv e 101,6kgfm, acoplado a uma transmissão automática de 8 marchas e uma tração integral M xDrive, AWD. Com esse conjunto mecânico híbrido plug-in (PHEV), a BMW confirma que o SUV consegue acelerar de 0 a 100km/h em 3,8 segundos e máxima limitada eletronicamente em 250km/h.

O consumidor ainda pode optar pelo pacote M Driver’s Package, que aumenta a capacidade de acelerar 0 a 100km/h em 3,7 segundos e chega a velocidade máxima de 280km/h. Só com motor elétrico, a velocidade máxima é de 140km/h. Uma das novidades é que o motor elétrico de 197cv pode alcançar 45,9kgfm como um Overboost. O SUV ainda possui uma distribuição de peso perfeita de 50/50, que permite que ele rode 48km no modo puramente elétrico, provenientes de uma bateria de íons de lítio de 19,2kWh. Outro ponto é que o SUV possui um WallBox de recarga das baterias, de 7,4kW, que recupera de 0% a 100% em 3h15. O consumo no modo híbrido é de 58,8km/l, no ciclo WLTP.

Também mecanicamente, as novidades ficam por conta de uma regulagem específica do chassi e de diferentes sistemas, como a própria tração M xDrive. No caso do Label Red, o SUV pode enviar mais força ao eixo traseiro. Ele ainda possui um diferencial autoblocante M Sport de controle eletrônico, capaz de distribuir o torque entre as rodas traseiras de maneira variável. Em termos de modos de condução, mais uma novidade. O modo 4WD Sand, que pode ser ativado após desconectar o controle eletrônico de estabilidade e pode ser usado para usar o SUV em dunas ou superfícies similares.

Como a mecânica é o grande ponto deste XM, a marca ainda adicionou uma nova suspensão adaptativa da M Sport, com eixo dianteiro com triângulos duplos e um sistema de eixo traseiro multilink, com barras estabilizadoras ativas, enquanto o sistema de freios discos M Compound ventilados, com pinças dianteiras fixas de seis pistões e traseiras flutuantes de um único pistão. De acordo com a marca bávara, o XM Label Red será vendida com preço de US$ 185.000. Assim como as demais versões, ele será produzido em Spartanburg, na Carolina do Sul, Estados Unidos. Ao todo, serão feitas 500 unidades da versão.







Fotos: BMW / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Ford tem desconto de R$ 17 mil para a Ranger; Maverick, Bronco Sport e Transit tem promoção

Volkswagen apresenta as primeiras imagens teaser de um possível Golf GTI Edition 50

Toyota registra imagens de patente de câmbio manual que simula de 14 marchas no USPTO

BMW cogitou produzir 50 unidades da Z4 Touring Coupé Concept, mas desistiu do projeto

MINI revela imagens teaser do desenvolvimento da condução com uso de óculos VR

Chevrolet lança a nova S10 no Brasil, que traz atualizações importantes e parte de R$ 247.860

BMW lança promoção adicional para iX1 e iX no Brasil até o próximo dia 31 de maio

Honda lança promoção no Brasil com ZR-V, que pode ser encontrado por R$ 199.900

Chery reajusta o preço do Tiggo 5X em R$ 1.000 e Tiggo 7 Sport pode receber primeiro aumento