Primeiro elétrico da Land Rover aparece em 2025 e será produzido na Inglaterra

Land Rover confirma que seu primeiro veículo elétrico deve ser apresentado em 2025 e será um Range Rover; utilitário esportivo terá plataforma modular EMA



A Land Rover confirmou que o seu primeiro produto elétrico vai ser apresentado dentro de dois anos, em 2025. O modelo fará parte da linha Range Rover e com vendas que começam ainda no mesmo ano da sua apresentação. Com previsão de se tornar 100% elétrica até meados de 2030, a Land Rover deve passar por um rápido processo de eletrificação, apesar de estar atrasada na criação – uma vez que não possui elétrico atualmente. O primeiro Land Rover elétrico deve ser a nova geração do Range Rover Velar.

Isso porque hoje ele é o Range Rover mais velho na atual geração e porque a Land Rover confirmou que se trata de um modelo médio, ou seja, não pode ser Range Rover Sport e Vogue, que são grandes (até porque os dois são os mais novos com novas gerações). O elétrico vai contar com a plataforma Electric Modular Architecture (EMA) e será produzido em Halewood, em Merseyside, na Inglaterra. A fábrica inglesa já passa por modernização e também vai ficar sem produzir por alguns meses, a partir de 2024.

Nesse ano de 2025 é o mesmo ano que se espera que o atual Defender ganhe uma versão elétrica, que provavelmente será feita a partir da base EMA. Hoje, o Range Rover Velar conta apenas com motores eletrificados, como híbrido-leve de 48V (MHEV) e híbrido plug-in (PHEV). Esse último, P410e, alia o com motor 3.0 Ingenium Turbo de seis cilindros em linha de 395cv e 56,0kgfm, enquanto a novidade fica com o P400e. Híbrido plug-in, esse passa a ser vendido com motor permanece o mesmo 2.0 Turbo de 304cv de potência e 40,8kgfm junto a um elétrico de 140cv. Juntos, eles desenvolvem 410cv de potência e 65,2kgfm.

O modelo estreou com uma autonomia elétrica melhorada, por conta de uma nova bateria de 19,2kWh, substituindo a anterior de 13,6kWh. O SUV passa a ter uma autonomia de 64km no modo puramente elétrico, 11km a mais. A bateria ainda recebe compatibilidade com carregamento de corrente contínua (CC), que é um carregamento rápido. Com isso, a bateria vai de 0% a 80% em 30 minutos, quando conectado a um carregador de 50kW. Uma carga completa leva 2h30 em um WallBox de 7kW. Por fim, a mecânica diesel fica a mesma, com conjunto MHEV.

Ele traz o 2.0 Turbo Diesel D200 com motor que desenvolve 204cv e 43,8kgfm, sendo um híbrido-leve de 48V. Já o D300 traz o motor 3.0 de seis cilindros Turbo Diesel que desenvolve 300cv de potência e torque de 66,2kgfm. Todos vem com câmbio automático de 8 marchas.



Fotos: Land Rover / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Ford traz novo lote da Ranger Raptor com mais equipamentos de série e custa R$ 466.500

Jaguar-Land Rover quer construir uma inédita fábrica de bateria para elétricos no Reino Unido

Suzuki Invicto aparece na Índia como rebadge da Toyota Innova e espaço para até oito

BMW revela as novas imagens teaser do M5 e M5 Touring, que vão ter mais de 700cv

Toyota lança o RAV4 com motor híbrido plug-in (PHEV) de 306cv no Brasil, por R$ 399.990

RAM reajusta os preços da Classic e diminui os preços da picape em até R$ 35.000

Volkswagen T-Cross com reestilização chega ainda neste primeiro semestre de 2024

Nio revela primeiro teaser da sua nova marca, a Onvo, que estreia com o SUV elétrico L60

Galaxy apresenta na China o seu sedã L6, que estreia como um PHEV com motor de 390cv