Toyota confirma investimento de R$ 1,7 bilhão para produzir o Yaris Cross em Sorocaba

Toyota confirma investimento de R$ 1,63 bilhão para a produção do Yaris Cross em Sorocaba (SP), primeiro SUV compacto da marca que será um híbrido (HEV) 



Não foi com C-HR e nem foi com o Yaris Cross europeu e muito menos com o Raize. Parece que a Toyota enfim está no caminho para ter o seu SUV compacto no mercado brasileiro com o Yaris Cross emergente. Para a produção da novidade, a Toyota confirmou um investimento de R$ 1,63 bilhão para a produção de um compacto híbrido que nesse caso é o Yaris Cross apresentado ano passado. O investimento faz parte do Programa ProVeículo Verde, que incentiva projetos de desenvolvimento de veículos menos poluentes.

O investimento vem por meio da liberação de crédito acumulado de ICMS. Em evento que aconteceu no Palácio de Bandeirantes, contou com a presença do Secretário da Fazenda e Planejamento do Estado de São Paulo (Sefaz-SP), Samuel Kinoshita, e o Presidente da Toyota do Brasil, Rafael Chang, participaram do evento. O apoio do Governo de São Paulo vai viabilizar a execução de dois projetos da montadora, sendo o primeiro a atualização do Corolla Cross, da ordem de R$ 61,8 milhões (veja aqui). Só para a produção do Yaris Cross, serão injetados R$ 1,63 bilhão, sendo o maior investimento programado no âmbito do ProVeículo Verde desde 2022.

“Além de reduzir as emissões, a medida gera mais empregos, por meio de novas tecnologias, e renda à população paulista. Também mostra o apoio do Estado de São Paulo no desenvolvimento de projetos sustentáveis, e sua significativa contribuição para as exportações de produtos industrializados”, destaca Kinoshita. O Yaris Cross será produzido em Sorocaba (SP) e será exportado para mais 22 países da América Latina, sendo um veículo que vai trazer um ganho na produção da fábrica de Sorocaba. Com a adesão do ProVeículo Verde, a Toyota confirmou que vai usar créditos acumulados de ICMS de acordo com calendário pré-estabelecido.

Como contrapartida aos investimentos realizados pela montadora, os créditos acumulados serão usados agora para a produção do Yaris Cross, que será o terceiro híbrido produzido nacionalmente depois do Corolla e Corolla Cross. Para a produção do SUV compacto, a Toyota confirmou que vai contratar 700 novos funcionários, sendo que ele terá duas opções de motor em nosso mercado. O primeiro é um motor a combustão e o outro é um motor híbrido Flex. O motor híbrido flex será montado na planta de motores em Porto Feliz (SP), com previsão de chegada ao mercado brasileiro ainda em 2024, no segundo semestre.



“A Toyota acredita no mercado brasileiro e continua investindo em tecnologia e inovação para atender às necessidades dos consumidores. É uma solução sustentável, que gera empregos e desenvolvimento econômico. Somos pioneiros na tecnologia híbrido flex e na busca contínua de tornar a mobilidade mais limpa e eficiente”, afirma Rafael Chang, Presidente da Toyota do Brasil. Desenvolvido a partir de uma nova plataforma modular chamada de Daihatsu New Global Architecture (DNGA), desenvolvida pela marca Daihatsu, que faz parte da Toyota, o Yaris Cross concorrerá com Volkswagen T-Cross, Chevrolet Tracker, Hyundai Creta e outros.

O SUV possui 4,310 metros de comprimento, 2,620 metros entre os eixos, 1,770 metro de largura e 1,615 metro de altura, além de um porta-malas de 452 litros de capacidade. Até o momento, o Yaris Cross já possui motores a gasolina e outro Hybrid (HEV) no exterior, que podem dizer muito sobre o nosso conjunto. Trata-se do motor 1.5 16v Dual VVT-i a gasolina que desenvolve 106cv e 14,0kgfm de torque, associado a um câmbio manual de 5 marchas ou automático CVT que simula 7 marchas. Ele também pode ser equipado com um motor 1.5 e-Smart Hybrid (HEV) que associa o 1.5 junto com um motor elétrico de ímã permanente síncrono e uma bateria de íons de lítio.

O motor elétrico desenvolve 80cv e 14,3kgfm junto de um motor 1.5 16v a gasolina de 91cv e 12,3kgfm. Juntos, eles desenvolvem 112cv, vindo com uma transmissão automático e-CVT. Ele vem com uma pequena bateria de 0,7kWh escondida abaixo dos bancos traseiros. Com esse motor híbrido, ele vai ter um consumo de 26,3km/l e as versões a combustão tem consumo de 14km/l. Ele ainda possui uma suspensão dianteira McPherson e uma suspensão traseira com eixo de torção e mola helicoidal, enquanto freio dianteiro é a disco. A chegada do Yaris Cross no mercado abre um novo ciclo de investimentos entre os compactos, que ainda terá a chegada da nova geração do Yaris Sedan.





Fotos: Toyota / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat reajusta os preços da Toro em versões com motor T270, com cortes de até R$ 10.000

Nio ET5 Touring é a primeira station wagon da marca; estreia na China de olho na Europa

Nosso novo Peugeot 2008 será igual ao modelo europeu, recém reestilizado; terá motor T200

Alfa Romeo surpreende e confirma nome Milano para SUV subcompacto que estreia em abril

RAM reajusta os preços de Rampage, 1500, 2500 e 3500 no Brasil, em até R$ 5.000

Ford desenvolve um SUV elétrico de 7 lugares que será apresentado em meados de 2025

Chevrolet Camaro ganha séries especiais Collector's Edition e Garage 56 Edition nos EUA

Lamborghini comemora aniversário de 60 anos de Sant'Agata Bolognese e revela três séries

Jetour apresenta o X90 Plus no Salão do Automóvel de Guangzhou, que é reestilizado

Volkswagen lança promoção no Brasil para Polo, Virtus, Nivus, T-Cross, Taos, Tiguan e Amarok