Ford confirma novo aumento na produção de Bronco Sport e Maverick no México

Ford aumenta (de novo) a produção de Bronco Sport e Maverick no México para atender a demanda crescente pela dupla em diversos mercados



A Ford confirmou que não consegue atender a demanda por Bronco Sport e Maverick, produzidos hoje em Hermosillo, no México. A dupla desenvolvida sobre a plataforma C2 ganhará uma unidade com terceiro turno de produção, a fim de atender a demanda. O novo aumento na produção vai de encontro com a alta demanda que a marca possui nos Estados Unidos, o que afeta a entrega de unidades também em outros mercados, diminuindo a exportação. O novo turno na unidade fabril vai trazer um ganho de 80.000 unidades ao ano.

Só nos Estados Unidos, as vendas dos dois modelos fecharam com 66.814 em apenas três meses, o que representa média de mais de 22 mil unidades ao mês, fora toda a produção que é destinada para abastecer outros mercados, de acordo o Ford Authority. A lista de espera por ambos também é longa e nos Estados Unidos a marca confirmou que ainda em maio de 2023 já tinha consumidores na fila de espera por unidades 2024, que começou a ser produzido no último trimestre de 2023. Ao apresentar a Maverick em 2021, a Ford confirmou que teria uma capacidade de produzir 110.000 unidades da picape ao ano.

Junto com o Bronco Sport, a produção passava de 200.000 unidades, ou seja, com esse terceiro turno, a marca pode estar próxima de atingir a capacidade total de produção, que é de 300.000 unidades. Apesar de ainda ter uma produção que pode ser desfalcada por conta da crise dos semicondutores, a Ford espera que os três turnos resolvam o problema das altas filas de espera, a medida que a crise dos semicondutores vão ficando no passado. Sabe-se que o Brasil é afetado com a falta de unidades do SUV e da picape, o que explicou nos últimos anos com uma quantidade limitada de unidades que vieram ao nosso país. Aqui, Bronco Sport e Maverick usam o mesmo motor 2.0 EcoBoost.

Este conjunto 2.0 EcoBoost que desenvolve 253cv e 38,7kgfm, acoplado a um câmbio automático de 8 marchas, com opção de trocas manuais por paddle-shifts. Há um sistema de tração integral com função de bloqueio de diferencial, além de modos de seleção de terreno, ajustando a suspensão de acordo com um dos sete modos de condução. A picape ainda usa o motor híbrido formado pelo motor 2.5 16v Hybrid, com o 2.5 que desenvolve 164cv e 21,4kgfm e um elétrico de 128cv e 23,9kgfm. A potência combinada é de 193cv e o câmbio é um automático eCVT, com tração dianteira.



Fotos: Ford / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Ford traz novo lote da Ranger Raptor com mais equipamentos de série e custa R$ 466.500

Jaguar-Land Rover quer construir uma inédita fábrica de bateria para elétricos no Reino Unido

BMW revela as novas imagens teaser do M5 e M5 Touring, que vão ter mais de 700cv

Suzuki Invicto aparece na Índia como rebadge da Toyota Innova e espaço para até oito

Toyota lança o RAV4 com motor híbrido plug-in (PHEV) de 306cv no Brasil, por R$ 399.990

RAM reajusta os preços da Classic e diminui os preços da picape em até R$ 35.000

Volkswagen T-Cross com reestilização chega ainda neste primeiro semestre de 2024

Nio revela primeiro teaser da sua nova marca, a Onvo, que estreia com o SUV elétrico L60

Galaxy apresenta na China o seu sedã L6, que estreia como um PHEV com motor de 390cv