Chevrolet lança a nova S10 no Brasil, que traz atualizações importantes e parte de R$ 247.860

Chevrolet lança a nova S10 no Brasil, que passa pela terceira mudança visual desta geração para se proteger de uma nova concorrência; parte de R$ 247.860



A Chevrolet apresentou enfim a mudança visual mais brusca para a S10 desde o lançamento desta segunda geração da picape, que estreou no mercado em 2012. A nova mudança visual visa colocar a picape média num momento mais moderno, enquanto o mercado se moderniza rapidamente com novas opções e novas gerações de concorrentes que vem surgindo nos últimos anos e que vão surgir dentro dos próximos meses. Para evitar perder mercado, a Chevrolet trouxe mudanças visuais mais pesadas, além de um novo painel e ajustes mecânicos.

Pelas primeiras imagens, é nítido que a Chevrolet quis aproximar a S10 da sua primeira norte-americana, a Colorado, que ganhou uma nova geração em 2022. Com isso, era esperado que a nossa S10 recebesse também uma nova geração, até porque, já era hora. No entanto, a marca decidiu estender a atual geração por mais alguns anos. Essa já é a terceira reestilização dessa geração (lançada em 2012, mudou pela primeira vez em 2016, depois em 2020 e agora em 2024) traz novos faróis com um desenho mais afilado e com luzes diurnas (DRL) em LED na parte superior dos faróis.

Ela traz uma grade dianteira superior, com uma barra horizontal com uma barra cromada (que é exclusivo da High Country), enquanto a grade principal fica mais abaixo com entradas de ar com barra estilo colmeia e com duas barras com filetes cromados. A grade é dividida por essa barra cromada, que também é responsável por unir os faróis, grade e os faróis de neblina. Essa barra cromada sustenta o logotipo da Chevrolet, ao centro. Nas extremidades do para-choque, a nova S10 possui um acabamento em plástico preto onde fica os faróis de neblina, que ficam em posição mais alta que na picape anterior.

Ela possui uma parte inferior com um acabamento cromado que tem uma entrada de ar trapezoidal e logo abaixo fica o espaço da placa. Na versão Z71, que tem um design mais descolado, esses elementos cromados são, na maioria, substituídos por elementos em preto brilhante, como é o caso da barra que une grade, faróis e faróis de neblina. Nessa versão, o logotipo aparece no lado direito da grade. Já a parte inferior do para-choque possui um acabamento em plástico preto. É possível diferenciar um pouco mais da S10 em outras versões. Por exemplo, a LTZ não possui essa barra cromada ou em preto brilhante.



É tudo na cor da carroceria, o que deixa o design da picape um pouco mais limpo – atendendo ao gosto de quem achou as linhas mais carregadas nas demais versões. Nessa versão, a parte inferior do para-choque é prateado. Já nas versões de trabalho, essa barra possui um acabamento prateado e a parte inferior é em plástico preto. Voltando a falar da picape de um modo geral, o capô também recebe um novo desenho. Mais agressivo, seu desenho se destaca por trazer dois ressaltos, deixando o design mais musculoso. No fim, as mudanças dão uma cara mais moderna para a S10, indicando que os esforços da Chevrolet surtiram efeito.

Mas é de perfil que ela entrega a idade. A picape é basicamente a mesma desde o lançamento desta geração e tenta acompanhar as mudanças visuais. Mas é um fato que as linhas mais musculosas não combinam muito com as linhas mais limpas das laterais. Para diminuir esse efeito, a Chevrolet tratou de desenhar um novo para-lama dianteiro, que ganha um vinco que parte dos faróis e morre ainda no para-lama dianteiro. Um dos destaques são as novas rodas de liga leve para todas as versões (com exceção das versões de trabalho), com a High Country ganhando rodas de acabamento diamantado de seis raios.

Enquanto isso, a nova S10 topo de linha possui um acabamento cromado nas maçanetas, logotipo High Country na porta dianteira e adesivo 4x4 nas laterais da caçamba. Há o nome S10 na porta dianteira. Na versão Z71, os elementos cromados são em preto brilhante e as demais versões tem um desenho mais limpo e com elementos na cor da carroceria ou em plástico preto. Voltando às rodas, a S10 equipa a picape com rodas de 16 polegadas (com pneus 245/70 R16) nas versões de acesso ou de 18 polegadas nas versões mais caras (com pneus 265/60 R18).

No teto, a picape segue oferecendo um rack de teto funcional e a antena é convencional. De traseira, a nova S10 poderia muito bem decepcionar e não mudar mais uma vez a mesma traseira desde 2012, mas não foi isso que aconteceu. A Chevrolet decidiu caprichar um pouco mais e trouxe uma mudança completa na traseira – tudo na medida do possível e no que uma reestilização permite. Para isso, a Chevrolet traz um novo layout das lanternas, que passam a ser iluminadas em LED com um estilo bem parecido com as picapes norte-americanas, como a Colorado e a Silverado.



A tampa da caçamba também ganha um novo desenho e fica mais moderna, com destaque para o nome Chevrolet na tampa da caçamba – no mesmo estilo de Montana e Silverado, que pode ser cromado, preto brilhante na cor da carroceria, gravado em baixo relevo. A tampa possui uma nova maçaneta com acabamento plástico preto e cromado, enquanto ganha um vinco superior, horizontal, e um novo vinco inferior, próximo do espaço da placa. A nova S10 também possui novo para-choque traseiro, que ganha um acabamento cromado nas extremidades e detalhes em plástico preto.

O santoantônio é o mesmo da S10 anterior, emoldurando um espaço para o brake-light. Na versão Z71, também o mesmo da picape anterior. Internamente, a nova S10 também não decepciona. A picape recebe um design que é muito parecido com o da nova Colorado. A picape ganha um novo volante de quatro raios, com um acabamento prateado, e com controles multifuncionais, que deixam o volante da S10 bem mais moderno. Atrás dele, a Chevrolet adiciona um novo quadro de instrumentos com tela digital de 8 polegadas, que é personalizável.

O desenho do painel ganha linhas mais horizontais, marcadas por uma faixa marrom na High Country que percorre todo o painel e que, nas extremidades, tem saídas de ar-condicionado em estilo pentágono, com um contorno prateado. Ao lado do quadro de instrumentos, está uma nova central multimídia com uma tela horizontal de 11 polegadas com Wi-Fi nativo 4G e OnStar. A central tem conectividade com Android Auto e Apple CarPlay sem fio. Abaixo da central multimídia, existe uma dupla saída de ar-condicionado horizontal. Há um acabamento cinza abaixo da faixa marrom que percorre o painel e tem, abaixo das saídas de ar centrais, tem controles físicos, com teclas ao estilo Peugeot.

Mais abaixo, possui os controles de ar-condicionado que são digitais e de uma zona. Da S10 anterior, foi mantido os botões das portas, hastes atrás do volante e o sistema que controla os faróis, no lado esquerdo do painel. Abaixo dos controles de ar-condicionado, a nova S10 possui entradas USB. O console central traz recarga por indução e uma nova manopla de câmbio, assim como novos compartimentos, com um acabamento escurecido. Os painéis das portas não foram redesenhados. A versão High Country possui painel, painéis das portas e bancos com detalhes em marrom.



Nessa versão, ainda possui o logotipo High Country no lado direito do painel, exalando o máximo de requinte que uma versão como essa possui – e representa. Na versão Z71, as costuras são contrastantes em vermelho no volante, na coifa do câmbio, nos bancos e nas saídas de ar-condicionado. O interior da picape ainda ganha novos bancos, que estão ligeiramente mais largos e macios. A parte do assento, do encosto e dos suportes laterais ganham espuma de diferentes densidades. Desenvolvida com uma base em chassi, a S10 muda um pouco nas suas dimensões.

Agora a picape possui 5,408 metros de comprimento, 3,096 metros entre os eixos, 1,874 metro de largura e 1,839 metro de altura. A caçamba da picape possui capacidade de 1.061 litros ou uma carga útil de 1.049kg, além de vir com tanque de combustível de 76 litros e um peso de até 2.101kg. A S10 também possui uma capacidade de reboque de 750kg, ângulo de ataque de 29,5º, de saída de 23º e uma altura em relação ao solo de 22,5 centímetros. Mecanicamente, a picape passa a ser vendida com o motor 2.8 Duramax Turbo Diesel que foi atualizado, mais forte e mais econômico.

Agora este motor desenvolve 207cv de potência e um torque de 52,0kgfm, um ganho de 7cv e 1,0kgfm. A partir da versão WT, a picape ainda ganha uma nova opção de câmbio automático, que passa a ser de 8 marchas, substituindo a caixa antiga de 6 marchas. As versões WT mais simples se destacam por vir com motor de 207cv e 46,9kgfm, junto de uma transmissão manual de 6 marchas. A picape ainda mantém a tração 4x4 com reduzida. O motor da picape passou por melhorias graças a inteligência artificial (IA). Esta tecnologia potencializa o desempenho do veículo em um patamar nunca visto no segmento.

O motor trouxe uma série de 30 avanços de hardware e software que permitem a picape acelerar de 0 a 100km/h em 9,4 segundos e ter máxima de 180km/h. O consumo da picape com diesel é de 9,5km/l na cidade e 11,4km/l na estrada, médias que são consideradas 13% menores. Grande parte destas melhorias é notada graças ao novo câmbio automático com melhor aproveitamento do torque e menor atrito de seus componentes internos. A engenharia da Chevrolet ainda confirmou que a picape passou a contar com recursos de inteligência artificial.



“A inteligência artificial é capaz de processar centenas de simulações por microssegundos, considerando também a condição de componentes do motor para encontrar o parâmetro de calibração mais próximo do ideal. Isso traz uma vantagem sem precedentes por conseguir combinar performance, consumo de combustível, dirigibilidade e emissões”, explica Fabio Daumichen, Engenheiro-Chefe da nova S10. Além da mecânica, a Chevrolet confirmou que a nova S10 se destaca por contar com uma calibração mecânica, como a suspensão, novos amortecedores, nova coluna de direção telescópica, aumento das bitolas e novo conjunto de pneus e rodas.

Isso tudo vai contribuir para uma redução no nível de ruído da picape e na vibração sentida pelos ocupantes. Isso é graças às placas acústicas adicionais nas portas, nas colunas, no teto e até na parede corta-fogo. Contribui igualmente para isso o motor turbodiesel mais silencioso. Já as bitolas mais largas vão trazer ganhos em conforto e estabilidade. Há um sistema chamado de Centrifugal Pendulum Absorber (CPA), uma espécie de pêndulo instalado no conversor de torque que ajuda a filtrar vibrações do conjunto motriz. O veículo conta ainda com coxins especiais de carroceria, que garantem maior eficiência e durabilidade, principalmente em condições extremas.

“O segmento de picapes é o que mais cresce no Brasil; um a cada cinco veículos vendidos no país tem caçamba. A Nova S10 estreia como o modelo mais inovador desta categoria e ainda tem a chancela da Chevrolet, líder global no desenvolvimento de caminhonetes”, destaca Paula Saiani, Diretora de Marketing de produto da GM América do Sul. Em nosso mercado, a nova S10 será vendida com mudanças também na gama de versões. Saem de cena as versões LS e LT e no lugar entra a versão WT (Work Truck), a Z71, LTZ e High Country.



Opcionalmente, a Chevrolet confirmou que vai oferecer uma gama com mais de 100 acessórios, sendo 40% deles inéditos. Uma das novidades é o protetor de caçamba Multiflex. Ele vem esculpido com suportes para o encaixe perfeito de múltiplos organizadores, ganchos e outros tipos de acessórios. Outro opcional é o pacote Brutal, de R$ 11.990, que possui itens escurecidos, amortecedor de tampa, protetor de caçamba e outros. O kit Invencível traz santantonio multifuncional, apliques na carroceria, extensor de para-choque, protetor de caçamba e amortecedor da tampa traseira, custando R$ 12.990.

Para o consumidor, outra novidade é a garantia de cinco anos, que reitera a confiança da marca na durabilidade e confiabilidade na picape. A marca também confirma que a nova S10 possui o menor custo total de propriedade frente a concorrentes. A matemática inclui rede de assistência técnica, revisão programada, seguro, combustível e até índice de desvalorização no momento da revenda. “As diferentes opções da versão WT, dedicadas ao trabalho pesado, representarão 45% das vendas. Já a LTZ 30% do mix mensal. High Country e Z71, somadas, 25% do total. E ainda estamos otimistas pois podemos ir além das 2,5 mil unidades mês porque o segmento está aquecido.”, disse Suelen Arice, Gerente de Marketing de Produto da Chevrolet.

A picape será vendida nas cores Cinza Moss, Preto Ouro Negro, Branco Summit, Azul Eclipse, Prata Shark, Cinza Topázio e Vermelho Scarlet. A S10 continua a ser produzida no Complexo Industrial da GM em São José dos Campos (SP), que recebeu investimentos e atualização para produzir o novo modelo. 



S10 WT Chassi e Cabine Simples MT

De série, a picape possui os mesmos equipamentos que as versões LS e LT tinham antes e adiciona sensor crepuscular, partida por botão, faróis de neblina em LED, quadro de instrumentos com tela digital de 8 polegadas, ar-condicionado, volante com regulagem de altura e telescópica e a nova central multimídia MyLink com tela de 11 polegadas. A lista possui também controle anticapotamento, controle de oscilação de reboque, trava elétrica de caçamba, alerta de pressão de pneus, faróis de neblina com LED, rodas de ferro de 16 polegadas e outros.



S10 WT Cabine Dupla AT

A picape com carroceria CD e câmbio automático adiciona itens como trava elétrica na tampa da caçamba, airbags laterais e de cortina, câmera de ré, novo console central, sistema OnStar, rodas de liga leve de 16 polegadas e a central multimídia possui Wi-Fi de série, com conectividade 4G. 



S10 Z71 Cabine Dupla AT

A versão possui os mesmos itens das versões anteriores e adiciona faróis em Full-LED, lanternas de LED, pneus, estribo e santantônio exclusivos, adesivo preto na coluna das portas, capota marítima, seis airbags, acabamento interno exclusivo com detalhes em vermelho nas costuras contrastantes, moldura da caixa de roda exclusiva, rack de teto, chave inteligente Easy Entry com sensor de aproximação na chave, ar-condicionado digital, direção elétrica, vidros elétricos nas quatro portas, entradas USB tipo A e C na dianteira e na traseira, acendimento automático dos faróis, um sistema de som premium e rodas de liga leve de 18 polegadas.



S10 LTZ Cabine Dupla AT

A versão possui os mesmos equipamentos das versões anteriores, mais bancos com ajustes elétricos, sensor de chuva, sensor de estacionamento traseiro, alerta de colisão com frenagem automática, alerta de saída de faixa, carregador de smartphones por indução, faróis altos com ajuste automático, retrovisor eletrocrômico interno e externo rebatível, estribo inteiriço e sistema de partida remota para motor e o sistema de ar-condicionado.



S10 High Country Cabine Dupla AT

A versão topo de linha da picape ainda traz mais itens de segurança como alerta de tráfico cruzado traseiro, acabamento High Country para bancos, portas, console e painel em marrom, descansa-braço traseiro, grade e frisos cromados no exterior, para-choques personalizados, santantônio integral, logotipo High Country na lateral e tampa traseira e novas rodas exclusivas de 18 polegadas



Preços

  • Chevrolet S10 WT Chassi 2.8 Duramax Turbo Diesel 4x4 MT – R$ 223.620
  • Chevrolet S10 WT Cabine Simples 2.8 Duramax Turbo Diesel 4x4 MT – R$ 232.710
  • Chevrolet S10 WT Cabine Dupla 2.8 Duramax Turbo Diesel 4x4 MT – R$ 247.860
  • Chevrolet S10 WT Cabine Dupla 2.8 Duramax Turbo Diesel 4x4 AT – R$ 268.060
  • Chevrolet S10 Z71 Cabine Dupla 2.8 Duramax Turbo Diesel 4x4 AT – R$ 281.900
  • Chevrolet S10 LTZ Cabine Dupla 2.8 Duramax Turbo Diesel 4x4 AT – R$ 292.800
  • Chevrolet S10 High Country Cabine Dupla 2.8 Duramax Turbo Diesel 4x4 AT – R$ 302.900



Fotos: Chevrolet / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Chevrolet terá Feirão de Fábrica neste final de semana em São Caetano do Sul e promoções

BMW lança novo Série 5 no Brasil, com versão híbrida 530e, que estreia por R$ 574.950

Porsche apresenta seu novo logotipo para comemorar os 75 anos de fundação da marca

Toyota investe mais R$ 160 milhões na fábrica de Sorocaba (SP) com novo Centro de Peças

Hongqi revela oficialmente a segunda geração do HS3 na China, com motor de até 252cv

BYD King é o batismo global do Destroyer 05 e chega para colocar Toyota Corolla na mira

BYD tem promoção 'DiaE' neste sábado, 22/06, com Dolphin por R$ 135.300, com bônus

GM confirma que carros compactos elétricos e lucrativos vão demorar um pouco mais

Toyota apresenta atualização para o catálogo de versões da Hilux, com fim da versão SRX