Abeifa pede ao Governo Federal para diminuir taxa de importação de 35% para 20%; vendas caem 20,7%


A Associação Brasileira das Empresas Importadoras e Fabricantes de Veículos Automotores, a Abeifa, pede ao Governo Federal uma redução do imposto de importação de 35% para 20%. Com o Dólar acima de R$5, o setor sofreu gravemente o impacto das vendas em 2020, afetado ainda mais pela pandemia do Coronavírus. “Desde o início de nossa gestão à frente da entidade, a partir do dia 16 de março último, temos enfatizado que o setor de veículos importados não suportaria período prolongado de pressão sobre os preços praticados em reais ocasionada pela valorização contínua das principais moedas estrangeiras, notadamente o dólar e o euro. Passados quase oito meses, o setor está no limite da exaustão financeira. Algo precisa ser feito para aliviar os grupos empresariais nacionais e, com isso, proteger redes de concessionários e empregos do setor, evitando que os consumidores brasileiros de carros importados fiquem desassistidos de peças, componentes e serviços de pós-vendas”, disse João Henrique Oliveira, Presidente da Abeifa. Cerca de 72% dos carros importados vem do Mercosul e do México, entrando sem tarifas ao mercado brasileiro. Já as importações de outros países representa apenas 3% das vendas nacionais, mas emprega 17,5 mil pessoas e arrecada R$1,2 bilhão em impostos. A alíquota pedida de 20% é referente ao TEC (Tarifa Externa Comum do Mercosul). “Esse cenário nos impõe um pleito inadiável. Precisamos que a alíquota do imposto de importação, hoje dos atuais 35%, seja reduzido a 20%, o equivalente à TEC do Mercosul. Essa medida não se caracterizaria em benefício fiscal. Ao contrário, diante do exposto na última semana pelo ministro da Economia, Paulo Guedes, fortaleceria o Brasil no comércio internacional, até porque o setor de veículos importados, desde 1990, tem contribuído efetivamente com o engrandecimento do setor automotivo brasileiro”, destacou Oliveira. As importações fecharam em queda de 20,7% em 2020 em relação a 2019. Foram 27.421 unidades de carros importados no Brasil vendidos no ano passado contra as 31.646 unidades de produção nacional. Em 2019, esses números foram de 34.596 e 33.090, ou seja, uma queda de 20,7% e 4,4%, respectivamente. 




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Lynk & Co registra imagens de patente do sedã 07, que contará com motor híbrido EM-P

Nissan lança o reestilizado Sentra no Brasil, com melhorias, e parte de R$ 156.390

Mitsubishi lança a série especial Legend Black do Pajero Sport no Brasil por R$ 415.990

BYD lança oficialmente o King no Brasil com motor híbrido plug-in por R$ 175.800

Toyota confirma que recebeu subsídios do governo japonês para investir em baterias

Lexus registra em patente o nome 'RZ F', que pode prever uma versão esportiva do SUV

Volkswagen revela as primeiras imagens teaser da nova Amarok e inicia produção na Argentina

Nio registra informações em patente do ET5 e ET5 Touring com bateria sólida de 150kWh

Volkswagen inicia as vendas do Nivus Sense também para pessoas físicas por R$ 119.990

RAM 1000 começa a se despedir dos mercados vizinhos em favor da novata Rampage