Skoda assume oficialmente o desenvolvimento de motores da VAG, para mercados emergentes

Skoda ficará responsável pelo desenvolvimento de novos motores a combustão de todo Volkswagen Group, para as novas gerações dos motores EA211



A Skoda se tornou a encarregada a desenvolver a nova geração de motores a combustão (ICE) de todo o Volkswagen Group (VAG). Ao todo, serão 50 veículos que usarão os novos motores, de todas as marcas do grupo alemão. Além de estarem em 50 veículos, eles serão usados por um total de sete marcas. Até o momento, a Skoda tinha desenvolvido a nova geração de motores MPI, aspirados, mas também será encarregada de desenvolver os motores TSI dessa família EA211.

Nos últimos anos, a Skoda vem se tornando um grande desenvolvedor de tecnologias e equipamentos para marcas de quase todo o grupo. A plataforma modular MQB-A0, por exemplo, é um dos exemplos, assim como a atual geração dos motores EA211 MPI e freios a tambor. O desenvolvimento destas novidades acontece em Mladá Boleslav, onde a Skoda tem fábrica e centros de desenvolvimento. Em quase 15 anos da produção de motores de três cilindros, cerca de 3,5 milhões de motores foram produzidos desde então. Em 2014, a Škoda abriu um novo centro de motores, que lhe deu a capacidade necessária e a tecnologia de ponta para assumir a responsabilidade por uma série completa de motores.

“Assumir a responsabilidade pelo desenvolvimento de toda a série de motores EA211 é a confirmação do alto nível de conhecimento técnico da Skoda. Ao mesmo tempo, isto sublinha a importância da marca Skoda dentro de todo o Grupo Volkswagen, uma vez que os motores desta série são utilizados em 50 linhas de modelos de sete das suas marcas.”, destacou Johannes Neft, Membro do Conselho de Desenvolvimento Técnico da Skoda. De acordo os engenheiros, eles vão assumir gradualmente o desenvolvimento dos novos motores de três a quatro cilindros, indo do 1.0 ao 1.6.

Esses motores vão desenvolver entre 65cv a 150cv, podendo ser abastecidos com gasolina, etanol e GNV, além de ganhar opções de motores híbrida-leve de 48V (MHEV) e híbrido plug-in (PHEV). Os motores MPI devem ganhar uma nova geração como motores de injeção indireta multiponto e os motores TSI possuem um superalimentador de ondas de pressão de escape, que são motores potentes e de alto torque, indo de motores 1.0 TSI, 1.4 TSI e 1.5 TSI. Esses motores oferecem um alto desempenho e um baixo consumo de combustível, continuando a adaptar estes motores às necessidades de vários mercados globais.

Essa criação de novos motores vai continuar com conjuntos que terão que ser cada vez mais eficientes em termos de consumo de combustível, com emissões mais baixas, com ênfase na máxima fiabilidade. Essa nova geração de motores, eletrificados, certamente chegará ao nosso país, onde serão produzidos em São Carlos (SP). 




Fotos: Skoda / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Jetour apresenta o X90 Plus no Salão do Automóvel de Guangzhou, que é reestilizado

RAM reajusta os preços de Rampage, 1500, 2500 e 3500 no Brasil, em até R$ 5.000

Nio ET5 Touring é a primeira station wagon da marca; estreia na China de olho na Europa

Alfa Romeo surpreende e confirma nome Milano para SUV subcompacto que estreia em abril

Fiat reajusta os preços da Toro em versões com motor T270, com cortes de até R$ 10.000

Nosso novo Peugeot 2008 será igual ao modelo europeu, recém reestilizado; terá motor T200

Ford desenvolve um SUV elétrico de 7 lugares que será apresentado em meados de 2025

Chevrolet Camaro ganha séries especiais Collector's Edition e Garage 56 Edition nos EUA

Lamborghini comemora aniversário de 60 anos de Sant'Agata Bolognese e revela três séries

Volkswagen lança promoção no Brasil para Polo, Virtus, Nivus, T-Cross, Taos, Tiguan e Amarok