BYD lança a linha 2025 do Song Plus no Brasil com bateria maior e estreia por R$ 239.800

BYD lança a linha 2025 do Song Plus no Brasil, que estreia em nosso mercado com uma bateria maior, que dobra a autonomia e chega aos 105km, por R$ 239.800



A BYD apresentou a linha 2025 do Song Plus com novidades em nosso mercado. Um dos líderes de venda da marca e um dos híbridos mais vendidos do país, o Song Plus ganha melhorias na bateria do sistema híbrido plug-in (PHEV) chamado de DM-i. Agora ele traz uma bateria maior, de 18,3kWh, que substitui a bateria anterior de 8,3kWh, que oferecia uma autonomia elétrica de 51km. Agora, a nova bateria oferece uma autonomia de 105km, de acordo com PBEV, mais que o dobro da autonomia anterior.

Isso também ajuda a autonomia do modo híbrido do Song Plus, que passa dos 1.000km para 1.200km, no ciclo WLTP. Outra novidade da linha 2025 fica por conta de melhorias na lista de equipamentos. A central multimídia troca a tela de 12,8 polegadas por uma nova tela, maior, de 15,6 polegadas. O SUV também adiciona mais equipamentos de série como a abertura do carro via cartão NFC e utilização da ferramenta NFC também via celular, além do retrovisor traseiro passar a ser fotocrômico. Mecanicamente, ele ainda traz o 1.5 16v a gasolina de 110cv e 13,8kgfm junto de um motor elétrico de 179cv e torque de 32,2kgfm.

Juntos eles desenvolvem 235cv e 40,8kgfm. Ele é acoplado a um câmbio automatizado de dupla embreagem de 7 marchas. Com esse conjunto, ele acelera de 0 a 100km/h em 8,5 segundos e chega à velocidade máxima de 186km/h. Ele conta com os modos de direção EV e Hybrid, com modos de condução Eco, Normal e Sport. Desenvolvido a partir da plataforma modular e-platform3.0 e possui 4,705 metros de comprimento, 2,765 metros entre os eixos, 1,890 metro de largura e 1,680 metro de altura. O porta-malas tem 574 litros, o tanque de combustível tem 57 litros e o carro pesa 1.700kg.

De acordo com o Programa Brasileiro de Etiquetagem Veicular (PBEV), o Song Plus 2025 passa a oferecer uma autonomia elétrica de 68km, maior que a autonomia anterior, de 28km. O consumo, no entanto, não melhorou. Por ser um pouco mais pesado por conta da bateria maior, ele passou das médias de 15,1km/l na cidade e 13,2km/l na estrada para 14,9km/l na cidade e 12,1km/l na estrada. A eficiência energética, no entanto, melhorou. Passou de 0,65MJ/km para 0,58MJ/km, com uma nota ‘A’ no InMetro. Vale destacar que o InMetro possui uma aferição mais crítica em relação a autonomia de carros eletrificados no país. 

Apesar da bateria maior e de maior autonomia, a BYD confirma que nada muda em sua garantia. Ela continua a ser de oito anos, mas agora não possui mais limite de quilometragem. Já a garantia do Song Plus passa a ser de seis anos, também sem limite de quilometragem. Em nosso mercado, o catálogo de cores foi reduzido. Ele perde o tom Emperor Red (Vermelho), mas continua com as cores Delan Black (Preto), Time Grey (Cinza), Snow White (Branco) e Dome Blue (Azul, modelo das fotos). O Song Plus 2025 já está disponível na rede de concessionárias da marca, com preço maior.



Preço

  • BYD Song Plus DM-i – R$ 239.800




Fotos: BYD / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BYD lança oficialmente o Song Pro no Brasil, com motor de até 235cv e por R$ 189.800

Volvo lança promoção do EX30 no Brasil, além de condições para XC40, C40, XC60 e XC90

Baojun apresenta a chegada do Yunduo na China, o concorrente direto do BYD Dolphin

Volkswagen registra imagens de patente do ID.7 S na China, que será da joint-venture SAIC-VW

Iveco lança o eDaily no Brasil, contra o Ford E-Transit, em três versões e parte de R$ 549.000

Renault lança promoção em julho no Brasil para quase toda a linha, inclusive com elétricos

BYD lança promoção '48 Horas Eletrizantes' e tem condições até o final deste mês

JAC Hunter é uma das apostas da marca chinesa para este segundo semestre no Brasil

Peugeot lança o novo E-2008 no Brasil, elétrico que chega com melhorias e um motor de 158cv

Kia confirma que vai manter os preços no Brasil mesmo com aumento da alíquota de IPI