Jeep Compass ganha nova geração em algum momento do pós-2025, com base STLA Medium

Jeep já trabalha na terceira geração do Compass, que será lançado no pós-2025; será a primeira geração que vai oferecer opção de motor puramente elétrico 



A Jeep apresentou a segunda geração do Compass em 2016, quando ele estreou primeiro em nosso mercado como o segundo produto da moderna fábrica de Goiana (PE). Desde então, recebeu uma reestilização de meia-vida e há algumas semanas recebeu mais novidades com a chegada do motor 2.0 Turbo Hurricane. No entanto, já é momento de uma terceira geração. E ela já está em desenvolvimento. De acordo com as primeiras informações, essa nova geração será apresentada em algum momento posterior ao ano de 2025, mas ainda nesta década.

Em termos de design, é possível que o novo Compass se inspire nas linhas do Wagoneer S, com faróis e lanternas mais afiladas. O design deve ser evolutivo em relação ao Compass atual, ou seja, é possível que a nova geração lembre o modelo que conhecemos muito bem em alguns ângulos. Por dentro, a Jeep deve trazer melhorias com termos de conectividade, conforto e tecnologia. Aliás, falando no Wagoneer S, o novo Compass deve ser outro produto da marca a ganhar uma inédita opção de motor puramente elétrico, graças a nova plataforma modular que vai sustentar o Compass, a STLA Medium.

Essa será a mesma base da terceira geração do Peugeot 3008, que vai trazer um maior nível de eletrificação. Para a América do Sul, é esperado que essa nova geração ganhe motores híbridos. Com a adoção dessa plataforma, é esperado que ele cresça para cerca de 4,50 metros de comprimento. Isso vai trazer aumento no espaço interno e também no porta-malas. Muito provavelmente o Compass seja o primeiro produto com essa plataforma a ser produzido em Goiana, visto que ele deve continuar pernambucano. Para outros mercados, ele continua a ser produzido em Melfi, na Itália, de acordo com informações do Mopar Insider.

A informação da produção italiana foi confirmada por ninguém menos que Carlos Tavares, CEO da Stellantis, em reunião com o Ministro do Comércio da Itália, Adolfo Urso. Por lá, a fábrica já estaria pronta para receber carros com essa plataforma. A fábrica começa a produzir o primeiro produto com essa plataforma ainda neste ano de 2024 e o Compass deve ser o quinto veículo a ser produzido com essa base na fábrica, ou seja, isso joga seu lançamento para algum momento entre 2025 a 2027. Na fábrica de Melfi, sabe-se que a nova geração do Compass pode ser um dos produtos esperados de acordo com a Agência Reuters.

A Stellantis foi cautelosa ao não revelar informações e disse apenas que os carros produzidos em Melfi seriam “modelos premium de alto valor para marcas estrangeiras, mais um italiano”, indicando que um Lancia será feito na unidade. Fora isso, é esperado veículos de outras marcas do grupo, como Jeep, Opel e DS, por exemplo. Produtos com a base STLA Medium, de acordo com a Stellantis, medem entre 4,20 metros de comprimento a 5,00 metros de comprimento, usando baterias de 87kWh a 104kWh e autonomia de até 700km. Essa base deve ser oferecida com motores elétricos de 170cv, 245cv ou até 449cv, com motores elétricos. Mais detalhes devem ser anunciados dentro dos próximos meses. 



Fotos: Jeep / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BYD lança oficialmente o Song Pro no Brasil, com motor de até 235cv e por R$ 189.800

Volvo lança promoção do EX30 no Brasil, além de condições para XC40, C40, XC60 e XC90

Baojun apresenta a chegada do Yunduo na China, o concorrente direto do BYD Dolphin

Volkswagen registra imagens de patente do ID.7 S na China, que será da joint-venture SAIC-VW

Iveco lança o eDaily no Brasil, contra o Ford E-Transit, em três versões e parte de R$ 549.000

Renault lança promoção em julho no Brasil para quase toda a linha, inclusive com elétricos

BYD lança promoção '48 Horas Eletrizantes' e tem condições até o final deste mês

JAC Hunter é uma das apostas da marca chinesa para este segundo semestre no Brasil

Peugeot lança o novo E-2008 no Brasil, elétrico que chega com melhorias e um motor de 158cv

Kia confirma que vai manter os preços no Brasil mesmo com aumento da alíquota de IPI