BYD prepara o lançamento do Song Pro para o Brasil, que deve acontecer ainda em julho

BYD prepara o lançamento do Song Pro que vai em busca de Jeep Compass, Toyota Corolla Cross e Volkswagen Taos; lançamento é neste mês



A BYD realmente não está para brincadeira. A marca vem trabalhando para trazer uma gama ampla de produtos em nosso mercado e se prepara para o lançamento de um novo SUV médio em nosso mercado, o terceiro depois de Song Plus e Yuan Plus. A aposta da vez será o Song Pro, que estreia no mercado com a mesma proposta do Yuan Plus em termos de porte, mas com a mecânica híbrida – e não elétrica. Entre os híbridos, o Song Pro é menor que o Song Plus e mira nos SUVs médios ‘de entrada’.

Estes modelos possuem cerca de 4,40 a 4,50 metros de comprimento, como é o caso de Jeep Compass, Toyota Corolla Cross e Volkswagen Taos, mas, mesmo assim o Song Pro possui um porte muito semelhante ao do Song Plus. Ele não substitui o Song Plus e será uma aposta adicional da marca no segmento, que se torna a cada um dos que mais cresce no país. Ainda não se sabe qual será o posicionamento da marca com o Pro, mas é possível que ele chegue abaixo do Plus, na casa dos R$ 200.000 a R$ 220.000. Vale destacar que o Plus tem preço de R$ 239.800 no país.

De acordo com informações da revista Autoesporte e do Autos Segredos, o Song Pro será vendido em duas versões, GL e GS. Com portes similares, a proposta do Song Pro é ser mais simples na mecânica. Em nosso mercado, é cotado que ele seja lançado com o motor DM-i formado pelo motor a gasolina é o 1.5 16v aspirado de 110cv e 13,8kgfm, que trabalha junto de um motor elétrico de 179cv e 32,2kgfm. Em força combinada, motor 1.5 e o elétrico entregam 209cv e 32,2kgfm, junto de uma bateria Blade, de fosfato de ferro-lítio (LFP), 12,9kWh e com uma autonomia de 71km, que deve ser o motor da versão GL.

Existe também a opção GS, que vai trazer o mesmo motor 1.5 de 110cv, mas junto de um motor elétrico de 197cv e 33,1kgfm que juntos tem potência combinada de 235cv e 33,1kgfm. Essa opção de motor possui uma bateria tem 18,32kWh e oferece autonomia de 110km. Além de uma mecânica mais simples, o Song Pro também deve trazer menos equipamentos que o Plus. Mesmo assim, na China, ele oferece teto solar panorâmico, ajuste elétrico do banco do motorista, climatização com duas zonas independentes, sistema DiLink 4.0, chave NFC e outros.



Ano passado, a BYD apresentou a reestilização do Song Pro na China que manteve o mesmo design dos faróis, mas ganhou luzes diurnas (DRL) em LED em três barras verticais e que tem um acabamento prateado na parte superior dos faróis que dão vida à grade superior, que ao centro sustenta o logotipo da dinastia Song. O que muda é a grande grade dianteira, que recebe uma nova grelha com pequenas barras horizontais e cromadas, com um acabamento em preto brilhante. A grade ainda possui um contorno em preto brilhante nas laterais, formando o que parece pequenas guelras.

Nas extremidades do para-choque dianteiro, ele possui um prolongamento desse acabamento em preto brilhante que possui entradas de ar verticais. A parte inferior da carroceria ainda possui uma entrada de ar trapezoidal dividida ao centro e que tem um acabamento prateado e uma divisão bem ao centro da divisão. De perfil, as novidades ficam por conta de novas rodas de liga leve que passam a ser de 18 ou 19 polegadas, essa com pneus 235/50 R19. As rodas passam a ter um acabamento diamantado.

Na traseira, a BYD aplicou mais mudanças bruscas para o Song Pro. Basicamente ele muda quase todo o desenho da traseira, mantendo apenas o vidro traseiro. Isso porque ele ganha um novo aerofólio com brake-light integrado e uma tampa do porta-malas que passa a ter um novo formato. Maior e mais larga, a tampa recebe um novo desenho por completo, muito por conta das novas lanternas. Estas, ficam mais finas e se interligam entre si. Com iluminação em LED, as lanternas ganharam um desenho mais bonito ao ficarem mais finas, enquanto o nome BYD fica logo abaixo das lanternas.

A tampa do porta-malas tem um vinco horizontal logo abaixo das lanternas e um outro vinco horizontal mais abaixo, que invade o para-choque traseiro. Falando nele, o para-choque traseiro ganha um novo desenho com um acabamento em plástico preto na parte inferior. Nele, está o espaço da placa traseira e nas extremidades ele tem refletores horizontais com frisos horizontais. A parte mais inferior possui um acabamento prateado em ‘U’ invertido e uma lanterna de ré central. No interior, possui um quadro de instrumentos de 8,8 polegadas e uma central multimídia com tela de 10,1, 12,8 ou 15,6 polegadas, dependendo da versão. Mais detalhes devem ser revelados nas próximas semanas. 




Fotos: BYD / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BYD lança oficialmente o Song Pro no Brasil, com motor de até 235cv e por R$ 189.800

Volvo lança promoção do EX30 no Brasil, além de condições para XC40, C40, XC60 e XC90

Baojun apresenta a chegada do Yunduo na China, o concorrente direto do BYD Dolphin

Volkswagen registra imagens de patente do ID.7 S na China, que será da joint-venture SAIC-VW

Iveco lança o eDaily no Brasil, contra o Ford E-Transit, em três versões e parte de R$ 549.000

Renault lança promoção em julho no Brasil para quase toda a linha, inclusive com elétricos

BYD lança promoção '48 Horas Eletrizantes' e tem condições até o final deste mês

JAC Hunter é uma das apostas da marca chinesa para este segundo semestre no Brasil

Peugeot lança o novo E-2008 no Brasil, elétrico que chega com melhorias e um motor de 158cv

Kia confirma que vai manter os preços no Brasil mesmo com aumento da alíquota de IPI