Renault lança o novo Captur no Brasil por R$124.490, que estreia motor 1.3 Turbo de 170cv


A Renault está apresentando o face-lift que o Captur 2022 está passando no Brasil. O SUV compacto passa a ser vendido com novidades na dianteira, interior e na mecânica, essa última a cereja do bolo da linha 2022. Visualmente, o Captur passa a ser vendido com um novo para-choque dianteiro, que se destaca por ganhar uma nova luz de circulação diurna DRL em LED que emoldura os faróis de neblina também em LED com a função auxiliar em curvas. Os faróis recebem um novo layout interno e passa a ser em Full LED na versão topo de linha, que melhora até 75% de melhoria na eficiência da iluminação. A grade dianteira está mais larga e ganhou detalhes cromados e a entrada de ar inferior ganhou novo acabamento prateado na parte bem inferior, com estilo retangular e com entrada de ar. Nas laterais, as novidades ficam por conta apenas das novas rodas de 17 polegadas. Na traseira, o Captur infelizmente não muda. O SUV recebe apenas o logotipo “TCe” na tampa do porta-malas, no lado direito. Já a regra que antes era cromada, que fica acima da placa e traz o nome Captur, passa a ser na mesma cor da carroceria. No interior, as novidades ficam por conta do acabamento, que recebeu uma atenção da Renault e que conseguiu trazer novidades de ergonomia que devem melhorar o habitáculo e o acesso aos comandos. Em imagem divulgada pela Renault, o novo Captur ainda deve receber maior quantidade de materiais em soft-touch no console central. Outra novidade deve ser o painel, que passa a contar com opção de cor em duas tonalidades, com a porção superior do painel com opção de ser em marrom e na parte inferior em preto. Ele ainda deve trazer o novo volante da Renault e o acabamento deve receber novidades em preto brilhante que devem ser vistos em algumas partes do carro como contorno da tela central, detalhes em prata no console, alavanca de câmbio, saídas de ar do ar-condicionado, puxadores de portas e também no volante. A central multimídia deve ser nova, de 8 polegadas, com conectividade com Android Auto e Apple CarPlay. A direção é elétrica e o novo volante tem ajustes de altura e profundidade, com comandos iluminados do “piloto automático” (regulador e limitador de velocidade) e do comando de voz. 



A versão topo de linha traz como opcional o sistema de som premium Bose, com seis alto-falantes de alta fidelidade, subwoofer no porta-malas e amplificador digital exclusivo, promovendo uma experiência sonora de qualidade superior. O Captur deve ser equipado apenas com o motor 1.3 12v TCe Flex, sendo o primeiro motor Turbo da Renault em nosso mercado. Desenvolvido em parceria com a Mercedes-Benz, o motor deve chegar primeiramente importado da Espanha e depois deve passar a ser produzido na fábrica de São José dos Pinhais (PR). Segundo a Renault, o motor 1.3 12v TCe Flex desenvolve 170cv e 27,5kgfm, tornando o Captur o modelo com maior torque do segmento. O motor é associado a um novo câmbio automático CVT, que simula 8 marchas. O motor possui nota A no selo do programa brasileiro de etiquetagem do Inmetro. Com gasolina, o consumo na estrada é de 12km/l e na cidade de 11,1km/l. Com etanol, o consumo é de 8,3km/l no percurso rodoviário e 7,5km/l no urbano. Esse 1.3 Turbo deve contar com injeção direta de combustível e duplo comando de válvulas, tendo ainda o Bore Spray Coating, com uma fina camada de aço aplicado nas paredes do cilindro usando plasma, que ajuda na dissipação de calor e aumenta a taxa de compressão. Ele ainda deve ter válvula wastegate eletrônica, melhorando o sistema pneumático dos antigos motores turbos da Renault na Europa. Todo o desenvolvimento da versão Flex ficou a cargo da equipe de engenheiros do RTA (Renault Tecnologia Américas), que fica no Complexo Ayrton Senna, em São José dos Pinhais (PR). O motor foi testado por 40 mil horas de testes no seu desenvolvimento, mais de 300.000km de validação em condições extremas. Segundo a Renault, ele ainda deve oferecer a opção de carroceria em bitom. Serão oferecidas oito combinações de cores, incluindo seis combinações em biton. O teto do Captur pode ser preto ou prata. A carroceria ganhou duas novas cores: Bronze Sable e Azul Iron, que se somam às cores Branco Glacier, Vermelho Fogo, Prata Etoile e Cinza Cassiopée. O SUV deve ser vendido em três versões: Zen, Intense e Iconic. 


Captur Zen

De série, ele deve ser vendido com controles de estabilidade (ESP), tração (TCS) e assistente de partida em rampas (HSA), além de quatro airbags, sendo dois dianteiros (com opção de desativação do lado do passageiro) e dois laterais (que foram redesenhados), aumentando a proteção para a cabeça em colisões laterais. Além disso, há dois pontos Isofix nos bancos traseiros para a fixação de cadeirinhas infantis, faróis com acendimento automático que detecta baixa luminosidade graças ao sensor crepuscular, ativa os limpadores ao notar água no para-brisa e se fecha automaticamente ao perceber que a chave-cartão se distanciou do veículo (função “hands free”). Há ainda o sistema Multiview, com quatro câmeras (uma dianteira, duas laterais e uma traseira), permitindo ao condutor alterar a visualização entre as imagens pelo Easy Link para obter uma visão de todas as direções do veículo. A direção passa a ser elétrica e traz mais conforto para o uso urbano e firmeza e precisão para o uso em estradas. Há ainda a nova central multimídia EasyLink com tela de 8 polegadas e com conectividade com Android Auto e Apple CarPlay, contando ainda com conexão via Bluetooth e visualizar informações como temperatura externa e horário direto na tela. Há ainda volante com comandos integrados e ajustes de profundidade e altura, luzes de circulação diurna (DRL) em LED, sensor de pressão dos pneus, chave-cartão, sistema Start&Stop, piloto automático (regulador e limitador de velocidade) e rodas de 17 polegadas. Opcional apenas é a pintura bitom.



Captur Intense

De série, a versão intermediária passa a ser vendida com ar-condicionado automático, luzes de neblina em LED com função “cornering”, auxiliar em curvas, sensor crepuscular, sensor de chuva, duas saídas USB para o banco traseiro e função “Follow me home” nos faróis. Opcionalmente ela tem pintura bitom e revestimento interno premium.



Captur Iconic

De série, a topo de linha ainda adiciona faróis com tecnologia Full LED, sensor de ponto cego, sistema de câmeras Multiview, com quatro câmeras, sistema de partida remota do motor e revestimento interno premium. Como opcionais, ele deve oferecer pintura bíton e sistema de áudio BOSE com seis alto-falantes, subwoofer no porta-malas e equalizador digital exclusivo.



Preços

  • Renault Captur Zen 1.3 12v TCe Flex CVT – R$124.490
  • Renault Captur Intense 1.3 12v TCe Flex CVT – R$129.490
  • Renault Captur Iconic 1.3 12v TCe Flex CVT – R$138.490




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Jeep Compass possui fila de espera até 2022 pra algumas versões por falta de semicondutores

Sem nenhum emplacamento, Jeep Commander já possui longa fila de espera de até 6 meses

Último Troller T4 produzido será vendido por R$ 299.990; unidade está localizada em Natal (RN)

Chery Arrizo 6 Pro terá condições especiais no seu mês de lançamento, para financiamento

Fiat Pulse Abarth está em desenvolvimento e será apresentado em 2022, de acordo revista

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Ford testa novas versões para a Ranger na Argentina, como a FX4; será que vem pra cá?

Com lançamento para amanhã, Fiat Pulse Impetus T200 aparece custando R$ 125.790

Novo Honda Civic Si é apresentado nos Estados Unidos só como sedã e com motor de 203cv

BYD também testa o D1 no Brasil, que pode ser o quinto lançamento da marca para 2022