Leap apresenta oficialmente o C11 EREV na China, um elétrico com extensor de autonomia

Lançado em 2021, C11 ganha opção de motor com extensor de autonomia desenvolvido pela Leap na China, com um motor elétrico e um 1.2 Turbo de 131cv



A Leap apresentou na China uma nova opção de motor do C11, chamado de extensor de autonomia. Conhecido também como Extended Range Electric Vehicle (EREV), o sistema funciona da seguinte maneira. O motor elétrico move as rodas e o motor a combustão é o responsável por gerar a energia para as baterias, ou seja, o carro não precisa ser carregado. Basta ele ter combustível que faça o motor a combustão trabalhar em favor de energia.

No caso do C11, a Leap alia o motor elétrico de tração dianteira que traz um motor elétrico de 272cv e 36,7kgfm e acelera de 0 a 100km/h em 7,9 segundos, com velocidade máxima de 170km/h. Esse conjunto é a porta de entrada do modelo elétrico, que ainda possui uma opção de tração integral, mais potente. No caso do EREV dos modelos da foto, ele ainda possui um motor a combustão. Este é o 1.2 Turbo de três cilindros a gasolina, que desenvolve 131cv.

De acordo com a Leap, o C11 EREV possui uma autonomia de 1.024km e a autonomia puramente elétrica é de 285km, o que é ótimo para um SUV de 2.030kg. Por conta do motor a combustão, ele vem com uma bateria menor, de 43,74kWh, que fornece a energia para os motores elétricos. A bateria é ternária de lítio e pode ser carregada em estações de recarga lenta ou rápida.

A bateria pode ser recarregada de 30% a 80% em apenas 30 minutos. Visualmente, o C11 com extensor de autonomia se difere um pouco do modelo elétrico. Pra refrigerar o motor a combustão, ele ganha entradas de ar adicionais na dianteira, com uma grade dianteira perfurada logo abaixo da barra preta que liga os faróis, enquanto mais abaixo ele possui uma entrada de ar retangular que tem prolongamentos plásticos.



Ele ainda possui um bocal extra para quem quiser carregar a bateria, enquanto o outro bocal é para gasolina. Na traseira, nada muda se não for um logotipo na tampa do porta-malas que identifica que você está diante de um modelo com extensor de autonomia e não em um elétrico. Por dentro, nada em muda. A Leap fez o C11 ter um quadro de instrumentos com tela de 10,25 polegadas, uma central multimídia de 12,8 polegadas e uma terceira tela frente ao passageiro, de 10,25 polegadas.

O C11 ainda possui uma condução autônoma de nível L2++, tendo ainda sistema de reconhecimento facial com chip Qualcomm Snapdragon 8155. De série, o SUV ainda possui um teto solar panorâmico de 1,493 metro e bancos de couro Nappa. Há ainda banco do motorista com ajuste elétrico de seis memórias e ajuste do suporte lombar de quatro vias. Na traseira, o C11 possui uma tela de entretenimento para os ocupantes da segunda fila, na parte traseira do console central.

Esta, permite que os passageiros traseiros ajustem o aquecimento do assento, volume, ar-condicionado e outras funções. Ele ainda é equipado com um sistema de 12 alto-falantes de série. O C11 EREV vem com 4,780 metros de comprimento, 2,930 metros entre os eixos, 1,905 metro de largura e 1,675 metro de altura. O SUV começa a ser vendido na China, onde ele é vendido até o momento, ao lado das versões elétricas.






Fotos: Leap / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Quarta geração do Mitsubishi Outlander virá ao nosso mercado com motor híbrido plug-in

BYD lança promoção para Song Plus com bônus de até R$ 40 mil na rede de concessionárias

Celta voltará? Chevrolet confirma que não vai desenvolver nenhum subcompacto novamente

Nova geração do Toyota Corolla surge em meados de 2025, como uma geração evolutiva

Porsche comemora melhor trimestre de vendas, com 80.767 unidades vendidas e 18% de avanço

Dodge Last Call: marca apresenta as seis de sete séries finais de Challenger e Charger

Ford Explorer é avistado rodando em testes no Brasil e reacende rumores de vinda ao país

RAM apresenta promoções da Rampage para CNPJ e Produtor Rural com descontos de 6%

Prevista para 2023, a nova geração do BMW i8 pode ser totalmente elétrica

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?