Neta faz S ter baterias da Qilin da CATL, que vai oferecer autonomia superior a 1.000km

Neta registra imagens de patente de um S com bateria CATL Qilin no MIIT, que vai oferecer mais de 1.000km de autonomia; sedã estreia em breve na China



A Neta registrou imagens de patente do seu sedã S com uma nova opção de bateria, no Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação, o MIIT, na China. O sedã será apresentado em breve com essa nova opção de bateria no gigante asiático. De acordo com as primeiras informações, o Neta S ganhará baterias Qilin, desenvolvidas pela CATL. De acordo com o registro de patente, no ciclo NEDC, chinês, o sedã possui uma autonomia de incríveis 1.075km.

O sedã é equipado com um motor elétrico de 272cv no eixo dianteiro junto de uma bateria de 117,04kWh que pesa 588kg, que faz o sedã pesar 1.965kg. Atualmente, a Neta vende o S com três opções de autonomia: 520km, 650km e 715km, além de oferecer uma opção elétrica com extensor de autonomia (EREV), que oferece uma autonomia de 1.160km. Desenvolvido a partir da plataforma modular Shanhai, ele usa bateria HozonEPT4.0, desenvolvido com a ajuda da Huawei, os motores elétricos são 92% eficientes, com um consumo de baixos 12kWh/100km. Ele acelera de 0 a 100km/h em 3,9 segundos.

Numa estação de carregamento rápida e inteligente, o Neta S vai poder ter carregamento ultrarrápido de alta tensão de até 240kW, que permite alcançar 80% de bateria em apenas 20 minutos e 150 km em 5 minutos. O sedã possui 4,980 metros de comprimento, 2,980 metros entre os eixos, 1,980 metro de largura e 1,450 metro de altura. Ele possui um coeficiente aerodinâmico de 0,216Cx. Se essa bateria for lançada, o Neta S será o segundo carro no mundo a oferecer uma autonomia superior a 1.000km. Sendo um dos produtos mais modernos da Neta, o S faz parte de uma linha mais recentes da empresa, sendo lançado ano passado.

Um dos seus destaques fica por conta do sistema operacional da Huawei MDC 200T de alta potência de computação, usando ainda uma série de radares e sensores como os 3 radares LiDARs, radares de ondas de 5 milímetros, 12 radares ultrassônicos, 13 câmeras e unidades de posicionamento de alta precisão e alta precisão de mapas. Ele ainda terá sistemas com sensores de detecção que podem realizar direção assistida por piloto automático com condução semiautônoma de Nível 4. Mais detalhes sobre o sedã e a nova opção de bateria serão apresentadas em breve. 



Patentes: Ministério da Indústria e Tecnologia da Informação da China – MIIT / reprodução

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

RAM reajusta os preços de Rampage, 1500, 2500 e 3500 no Brasil, em até R$ 5.000

Fiat reajusta os preços da Toro em versões com motor T270, com cortes de até R$ 10.000

Ford desenvolve um SUV elétrico de 7 lugares que será apresentado em meados de 2025

Nosso novo Peugeot 2008 será igual ao modelo europeu, recém reestilizado; terá motor T200

Alfa Romeo surpreende e confirma nome Milano para SUV subcompacto que estreia em abril

Nio ET5 Touring é a primeira station wagon da marca; estreia na China de olho na Europa

Lamborghini comemora aniversário de 60 anos de Sant'Agata Bolognese e revela três séries

Chevrolet Camaro ganha séries especiais Collector's Edition e Garage 56 Edition nos EUA

Jetour apresenta o X90 Plus no Salão do Automóvel de Guangzhou, que é reestilizado

Ferrari apresenta a SF90 XX Stradale e Spider na Europa, com motor híbrido de 1.030cv