GM confirma que carros compactos elétricos e lucrativos vão demorar um pouco mais

Assim como a Ford com divisão ‘Model e’, CEO da GM confirma que ainda é impossível ter carros elétricos lucrativos com preços abaixo dos US$ 40.000 



A General Motors (GM) confirmou que vai desenvolver uma série de novos carros elétricos nos próximos anos, com uma gama de elétricos presentes em todas as marcas do grupo – leia-se Chevrolet, Buick, GMC, Cadillac e a Brightdrop. Especialmente a Chevrolet vai receber elétricos acessíveis nos próximos anos, mas o grande problema dessa linha de elétricos mais acessíveis é a lucratividade. Se a GM não tinha problemas em ter lucratividade com carros a combustão compactos, imagine com os elétricos com um custo de produção mais elevado.

Mesmo assim, a GM confirmou o desenvolvimento de uma segunda geração do Bolt (veja aqui o teaser) e também vai criar novos elétricos acessíveis com uma plataforma a ser compartilhada com a Honda Group. Em entrevista ao Eletrek, Mary Barra, CEO da GM, confirmou que elétricos abaixo dos US$ 40.000 não vão ser lucrativos para a GM durante toda essa década. Durante uma conferência ao Sanford Bernstein, nos Estados Unidos, Barra disse que o atual mercado de carros elétricos não consegue competir com marcas como Tesla e BYD.

Em um evento, Barra reconheceu que a Tesla é a líder de carros elétricos na América do Norte não só em vendas, mas também em tecnologia, lucratividade e produção em escala. Ao mesmo tempo, confirmou que essa liderança da empresa de Elon Musk não será permanente. “Os custos das baterias EV ainda são muito altos para construir veículos lucrativos para o mercado de massa, que são vendidos por US$ 30 mil a US$ 40 mil. Mas ela previu que os custos dos veículos elétricos e de combustão se igualarão em algum momento na última parte desta década... talvez um pouco mais”, disse Barra durante o evento e ao site.

Vale destacar que a GM já trabalha com uma plataforma modular dedicada para veículos elétricos, a BEV3, assim como as baterias de última geração chamadas de Ultium. O grande problema do grupo ainda estaria relacionado com a produção em escala. Atualmente, apenas o Bolt EV e o Bolt EUV, da Chevrolet, tem um volume de vendas maior, mas que não é considerável. Para resolver esses problemas, a GM já fechou parcerias com várias empresas de baterias para a construção das suas próprias baterias e a chegada de elétricos mais acessíveis devem contribuir para essa lucratividade a partir do momento em que a produção em escala aumentar.



Fotos: Chevrolet / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BYD lança oficialmente o Song Pro no Brasil, com motor de até 235cv e por R$ 189.800

Volvo lança promoção do EX30 no Brasil, além de condições para XC40, C40, XC60 e XC90

Baojun apresenta a chegada do Yunduo na China, o concorrente direto do BYD Dolphin

Volkswagen registra imagens de patente do ID.7 S na China, que será da joint-venture SAIC-VW

Iveco lança o eDaily no Brasil, contra o Ford E-Transit, em três versões e parte de R$ 549.000

Renault lança promoção em julho no Brasil para quase toda a linha, inclusive com elétricos

BYD lança promoção '48 Horas Eletrizantes' e tem condições até o final deste mês

JAC Hunter é uma das apostas da marca chinesa para este segundo semestre no Brasil

Peugeot lança o novo E-2008 no Brasil, elétrico que chega com melhorias e um motor de 158cv

Kia confirma que vai manter os preços no Brasil mesmo com aumento da alíquota de IPI