Qoros caminha para extinção e vê seu maquinário ser liquidado na China por dívidas

Cotada ao Brasil há alguns anos, Qoros está oficialmente morta pela Chery Group, depois de menos de uma década de atividades



A Chery Group confirmou que a Qoros virou história. A marca chinesa criada para o mercado internacional não obteve o sucesso esperado depois de quase dez anos de atuação. Criada em 2007 e apresentada em 2013 como uma marca global, que poderia ser vendida até mesmo na Europa (o que, de fato, aconteceu). A marca, inclusive, teve boa parte do seu desenvolvimento na própria Europa, com os primeiros carros da marca nascendo em centros de desenvolvimento na Alemanha.

Todo o desenvolvimento da linha Qoros 3 resultou na chegada na Europa em 2014, quando a marca chinesa teve 51 unidades vendidas. Em todo o mundo, a Qoros tinha vendido 7.000 unidades globalmente naquele mesmo ano, tendo um prejuízo de 305 milhões de euros na época. Naquele ano, a marca vendia Qoros 3 Hatch, Qoros 3 City (a versão aventureira do hatch médio) e o Qoros 3 Sedan (que era um sedã de porte médio).

A marca apresentou seu primeiro utilitário esportivo em 2015, com o Qoros 5, vendido até meados de 2019. Neste mesmo ano de 2015, a Qoros desistiu de vender carros na Europa e focou na China, a fim de crescer primeiro por lá e, se conseguisse, retornaria mais forte ao Velho Continente. Em 2016, a empresa apresentou na China o Qoros 3 GT, uma versão aventureira do Qoros 3 Sedan, aos moldes do City, do hatch.

Como uma última tentativa, a Qoros matou o Qoros 5 e apresentou o Qoros 7 em 2020, como um novo SUV médio. O carro ainda deve contar com um pequeno dispositivo de Inteligência Artificial (IA). O carro ainda pode receber atualização remota OTA e traz vários assistentes de condução. O Qoros7 é equipado com um motor 1.6 Turbo que desenvolve 204cv e 27,9kgfm, acoplado a um câmbio automático DCT de dupla embreagem de 7 marchas e tração total, além de um motor 1.8 Turbo de 231cv e 30,5kgfm com a mesma configuração de câmbio e tração.

Mesmo assim, não foi adiante e a marca começou s sucumbir em 2021, quando o mesmo Qoros 7 deixou de ser produzido. A partir dali era um prenúncio do fim. Apesar do fracasso comercial como marca, a Qoros chegou a fazer importantes alianças no mercado, como a parceria que fez com a Koenigsegg, em 2016. O objetivo das duas empresas é acelerar o desenvolvimento do motor livre de comando de válvulas, o chamado PHEA, cujo motor na Qoros foi batizado de 'Qamfree'.



O motor apresentado no evento dispensa o comando de válvulas tradicional e em seu lugar utiliza um complexo sistema descrito como PHEA ou algo como 'Atuador Eletrohidropneumático'. A última novidade apresentada oficialmente pela Qoros foi em 2020, com o Milestone Concept. O modelo era um sedã conceitual com 5 metros de comprimento e dois metros de largura, tendo 1,40 metro de altura. Querendo ou não, ele era uma prévia do futuro da marca.

A Qoros até chegou a desenvolver uma possível versão de produção do sedã, que seria batizado de Qoros 6 (foto abaixo). O modelo foi apresentado pelo Grupo Baoneng (que passou a ser 50% dono da empresa, enquanto o restante pertencia ainda à Chery Group), que seria vendido com motores elétricos e a gasolina. Com motor a gasolina, ele teria motor 1.5 Turbo de 177cv e 26,5kgfm, acoplado a um câmbio automatizado de dupla embreagem DCT de 6 marchas. O EV teria um motor elétrico de 204cv e oferecia uma autonomia de 450km e bateria de 52kWh, o que poderia indicar um processo de eletrificação ainda inicial na Qoros.

Isso aconteceu no início de 2022. No entanto, no mesmo ano, o Grupo Baoneng entrou em concordata e teve seus ativos liquidados. Para pagar as dívidas, em cerca de 123 milhões, a Baoneng vendeu a fábrica de Wuhu, na sede da Chery, em Anhui. Entre meados de 2014 a 2016, a Qoros foi cotada ao Brasil. Em um evento em São Paulo foi anunciado na época que a marca estaria muito próxima de chegar ao mercado brasileiro.

Segundo Luiz Cury, Presidente da Chery do Brasil em 2016, disse que a Qoros desembarcaria no Brasil "muito em breve. Num primeiro momento será importado", mas depois poderá ser fabricado no Brasil, à exemplo de Audi, BMW e Mercedes-Benz, que já contam com fabricas operando no país. Ao que tudo indica, os planos indicavam uma produção em Jacareí (SP), antes da Chery vender 50% da operação brasileira para a CAOA, o que aconteceria no ano seguinte. 



Fotos: Qoros / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Ford tem desconto de R$ 17 mil para a Ranger; Maverick, Bronco Sport e Transit tem promoção

Volkswagen apresenta as primeiras imagens teaser de um possível Golf GTI Edition 50

Toyota registra imagens de patente de câmbio manual que simula de 14 marchas no USPTO

BMW cogitou produzir 50 unidades da Z4 Touring Coupé Concept, mas desistiu do projeto

MINI revela imagens teaser do desenvolvimento da condução com uso de óculos VR

Chevrolet lança a nova S10 no Brasil, que traz atualizações importantes e parte de R$ 247.860

BMW lança promoção adicional para iX1 e iX no Brasil até o próximo dia 31 de maio

Honda lança promoção no Brasil com ZR-V, que pode ser encontrado por R$ 199.900

Chery reajusta o preço do Tiggo 5X em R$ 1.000 e Tiggo 7 Sport pode receber primeiro aumento