Mitsubishi revela plano estratégico Challenge 2025 com 16 novidades que estreiam até 2028

Mitsubishi lança o plano estratégico Challenge 2025, que prevê o lançamento de 16 modelos em cinco anos, com modelos a combustão e a aposta em elétricos



A Mitsubishi apresentou o seu novo plano estratégico que prevê o lançamento de 16 novos produtos até meados de 2028. A marca confirmou que o batismo do plano será Challenge 2025, que vai trazer novos modelos globais e também destinados a mercados específicos. O plano tem novidades em picapes, minivans, SUVs, keicars e confirmou a permanência em linha dos seus comerciais leves. Há ainda os primeiros carros frutos da parceria com a Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi, que terá frutos no pós-2025.

Dos 16 lançamentos previstos, nove deles tem algum tipo de eletrificação, seja um híbrido-leve, híbrido, híbrido plug-in ou puramente elétrico. Ainda em 2023, o principal destaque da marca será a nova geração da Triton, que é um dos produtos globais da marca japonesa. A marca também confirmou o lançamento de uma nova geração do Pajero Sport, que deve ser apresentado em meados de 2025 e que vai se distanciar da Triton. O modelo continuará a oferecer três fileiras de bancos. Ainda em 2023, a marca já apresentou a Delica, o ASX europeu e o retorno do Minicab MiEV.

Para esse ano ainda é esperado a versão de produção do XFC Concept, já antecipado em primeiras imagens teaser. Uma nova geração do Colt deve aparecer na Europa, com base no Renault Clio. Na Ásia, a marca apresentará uma versão híbrida da minivan compacta XPander e uma versão elétrica também é cotada. Em meados de 2025, um novo SUV médio deve aparecer, muito provavelmente uma nova geração do Eclipse Cross. É possível que o SUV ganhe uma versão híbrida (HEV) e outra variante elétrica (BEV), como mostra as imagens do plano estratégico.

No Japão, a marca confirmou que seus keicar são de tornar cada vez mais elétricos, como já está sendo colocado em prática com o eX. Globalmente, os maiores investimentos serão em mercados do Sudeste Asiático e da Oceania, onde a marca tem a liderança da aliança. Para isso, a empresa confirmou um aumento de 30% no custo de Pesquisa & Desenvolvimento para a criação de novos produtos que podem ser voltados para a Ásia/Oceania como também podem ganhar proporções globais. Em meados de 2026, a Mitsubishi ainda confirmou que 70% dos investimentos serão para sua eletrificação.



Além dela, os investimentos serão voltados para TI e novos negócios. Até 2030, serão investidos 210 milhões de ienes, equivalente a US$ 1,5 milhão, em baterias de 15GWh. Em termos de vendas, o plano prevê que a marca venda, globalmente, 1,1 milhão de unidades e com um lucro operacional de 220 bilhões de ienes, com uma margem de lucro de 7%. A Mitsubishi confirmou também que, apesar de seus maiores mercados serem ASEAN e Oceania, mercados como América Latina, Oriente Médio e África receberam mais influência dos produtos desenvolvidos para os dois primeiros mercados.

Outros mercados como Europa, Japão, América do Norte e China vão depender da Aliança Renault-Nissan-Mitsubishi com apoio de modelos eletrificados, inicialmente. Cerca de 50% das vendas da Mitsubishi serão representadas por eletrificados até meados de 2030 e 100% em 2035. Para isso, a marca prevê o lançamento de uma picape média elétrica, um SUV médio elétrico e um novo elétrico que nasce a partir da Aliança, muito provavelmente na Europa. Serão ainda quatro híbridos (HEV), sendo um deles já conhecido, o novo ASX da Europa (que é um Renault Captur).

A japonesa ainda se comprometeu e reduzir emissões de poluentes em 40% e emissões operacionais em 50%. A fala da marca em que mercados latino-americanos vão ganhar mais influência dos mercados do sudeste asiático pode ser uma porta de entrada para a Mitsubishi trazer produtos como o SUV compacto baseado no XFC Concept, que seria um produto ideal para todos os países da região – incluindo o Brasil, onde não tem um substituto do ASX.



Fotos: Mitsubishi / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

BYD lança oficialmente o Song Pro no Brasil, com motor de até 235cv e por R$ 189.800

Volvo lança promoção do EX30 no Brasil, além de condições para XC40, C40, XC60 e XC90

Iveco já trabalha na homologação do eDaily, que chega ainda neste semestre no Brasil

Baojun apresenta a chegada do Yunduo na China, o concorrente direto do BYD Dolphin

Volkswagen registra imagens de patente do ID.7 S na China, que será da joint-venture SAIC-VW

Mercedes-Benz atualiza itens de série do Classe E no Brasil e fica R$ 61 mil mais barato

Iveco lança o eDaily no Brasil, contra o Ford E-Transit, em três versões e parte de R$ 549.000

JAC Hunter é uma das apostas da marca chinesa para este segundo semestre no Brasil

BYD lança promoção '48 Horas Eletrizantes' e tem condições até o final deste mês

Zeekr revela as primeiras imagens teaser do 'C1XE', que estreia em breve na China