Hyundai apresenta a segunda geração do HB20S no mercado com design inspirado no Elantra por R$55.390


Lançado em março de 2013, a Hyundai lança a segunda geração do Hyundai HB20S no Brasil. O sedã compacto passa a adotar as mesmas mudanças do HB20 para se manter como um dos mais vendidos do segmento. A nova geração com linhas que trazem a identidade visual atual da Hyundai, que é uma evolução da filosofia de design anterior. O HB20 evolui tanto em espaço, acabamento e em itens de série, se armando contra uma concorrência cada vez mais madura. O novo HBS mantém sua essência, mas com uma linguagem visual mais ousada, começando pela dianteira com a grande grade dianteira, que também fica mais bicuda e mais baixa, inspirado nos recentes lançamentos da marca. Os faróis também trazem um parentesco com a geração anterior, mas trazem luzes de rodagem diurna em LED como destaque. As laterais passam a contar com mais vincos, os mesmos vistos pelo conceito Saga. Um que parte do desenho dos faróis dianteiros e que se estende por quase toda a lateral e “morre” na porta traseira. A base das portas também contam com um vinco ascendente. Na traseira, o HB20S se torna quase um “mini-Elantra” com essa nova geração. O sedã ainda manteve seu perfil se sedã cupê, com a linha do teto praticamente finalizando na tampa do porta-malas. A tampa ainda conta com um aplique extensor na base do vidro traseiro para harmonizar a curta dimensão. Diferente da primeira geração que parecia ter sido desenvolvida às pressas, a segunda geração ganha portas traseiras que se diferenciam às do hatch pela janela espia. Há também um friso cromado na base dos vidros. 


Na traseira, as lanternas são bem rentes à carroceria e invadem a tampa do porta-malas. O para-choque quase que se integra com a tampa do porta-malas. Assim como a concorrência, a nova geração do HB20S cresceu nas dimensões. Agora são 4,26 metros de comprimento (+3cm), 2,53 metros entre os eixos (+2cm) e a largura passa a ser de 1,72 metro (+2cm), enquanto a altura se permaneceu em 1,47 metro, o tanque de combustível em 50 litros e o porta-malas cresceu para 475 litros de capacidade. No interior, o compacto adota novos bancos, que possuem apoio lateral e ficam mais firmes. Há ajuste de altura, por alavanca. O painel é todo novo e ganha linhas mais discretas. Há saídas de ar-condicionado retangulares nas extremidades e no centro do painel. A central multimídia é de 8 polegadas e passa a ganhar uma localização flutuante. Os novos botões do ar-condicionado e o novo console central complementam as novidades. O quadro de instrumentos passam a ter um velocímetro digital no lado direito, assim como informações do computador de bordo em uma tela lateral e conta-giros do lado esquerdo. O volante também ganha linhas mais discretas e passa a contar com ajuste de altura e profundidade. O novo HB20S é desenvolvido sobre a mesma plataforma da primeira geração, mas com uma série de modificações. O novo HB20S traz na sua construção aços de alta e ultra-alta resistência, que passou de 19% para 30%. Os pontos de fixação da carroceria foram modificados e o peso foi reduzido pela rigidez, que foi ampliada. Na mecânica, o novo HB20S passa a ser vendido com motores 1.0 12v, 1.0 Turbo e 1.6 16v Flex revitalizados. Começando pelo 1.0 12v Flex de três cilindros mantém os 80/75cv de potência com torque de 10,2/9,4kgfm, mas abandona o tanquinho de partida a frio. O câmbio é o manual de 5 marchas. 


As versões intermediárias contam com o motor 1.6 16v Flex que passa a desenvolver 130/123cv de potência com torque de 16,8/16,3kgfm, o mesmo motor usado pelo Creta, que substitui o modelo anterior de 128/122cv. Neste, existe a opção de câmbio manual ou automático de 6 marchas. Por fim, as versões topo de linha passam a ser vendidas com o revitalizado motor 1.0 12v Turbo Flex, que passa a desenvolver 120/120cv de potência com torque de 17,8/17,8kgfm, sempre com câmbio automático de 6 marchas. Esse motor passa a adotar um novo sistema de injeção direta de combustível. De acordo com a Hyundai, o HB20S consome 9,5km/l e 12,8km/l na cidade com etanol/gasolina e 10,6km/l e 14,7km/l na estrada, respectivamente, com motor 1.0. Com conjunto 1.6 manual, o consumo é de 8,5km/l e 12,6km/l na cidade com etanol/gasolina e 10,5km/l e 15,1km/l na estrada com etanol/gasolina. Com câmbio automático, essas médias são de 8,1km/l e 11,5km/l e 10,4km/l e 14,9km/l respectivamente. Por fim, o motor 1.0 12v Turbo Flex automático consome 8,8km/l e 12,7km/l na cidade com etanol/gasolina e 11km/l e 15,6km/l na estrada. O HB20S também ganha uma nova padronização de versões. Ele passa a ser vendido nas versões Vision 1.0, Evolution 1.0, Vision 1.6, Vision 1.6 AT, Evolution Turbo AT, Diamond Turbo AT e Diamond Plus Turbo AT. O novo Hyundai HB20S 2020 é ofertado nas cores sólidas Branco Atlas e Preto Onix e nas metálicas Prata Brisk, Prata Sand, Cinza Silk e Vermelho Magic. A linha HB20S 2020 continua sendo oferecida com cinco anos de garantia. As três primeiras revisões para o motor 1.0 aspirado tem custo final de R$1.108. Para o motor 1.6, custo das três primeiras visitas para as revendas é de R$1.185. Já o novo propulsor 1.0 TGDI tem custo final de R$1.204 para as três primeiras revisões.


HB20S Vision 1.0
De série é equipado com O HB20S Vision vem com direção elétrica; ar-condicionado; controles de áudio e bluetooth no volante; vidros elétricos dianteiros; calotas de 15 polegadas; retrovisor elétrico; vidros elétricos nas 4 portas com “um toque”; chave canivete com comandos do alarme; porta-objetos com tampa; sistema multimída blueMedia (ou rádio) com tela sensível ao toque de 8 polegadas e Apple CarPlay.

HB20S Evolution 1.0
Adiciona rodas de liga-leve de 15 polegadas; chave com comando de abertura ou fechamento de vidros; blueMedia com USB de carregamento rápido; ar-condicionado com display digital; painel de instrumentos com mostrador digital (conta-giros analógico); controles de estabilidade e tração; assistente de partida em rampa; sensor de estacionamento traseiro; volante com ajuste de altura e profundidade; grade dianteira com apliques cromados; faróis de neblina.

HB20S Vision 1.6
Traz apenas o motor 1.6 16v Flex em relação à versão 1.0.


HB20S Vision 1.6 AT
Adiciona controles de estabilidade e tração; assistente de partida em rampa; apoio de braço central; controle de velocidade de cruzeiro (piloto automático) e limitador de velocidade.

HB20S Evolution 1.0 AT
Adiciona rodas de liga-leve de 15 polegadas; ajuste de altura e profundidade do volante; 4 vidros elétricos com “um toque”; chave com comando de abertura ou fechamento de vidros; faróis de neblina; antena tipo barbatana; sensor de estacionamento traseiro; volante com ajuste de altura e profundidade; ar-condicionado com display digital; painel de instrumentos com mostrador digital (conta-giros analógico).


HB20S Diamond 1.0 Turbo AT
Os mesmos itens das demais mais airbags laterais; sistema de partida por botão; acendimento automático dos faróis; faróis com “projetor” e luz de posição em LED; aletas para trocas de marchas; retrovisor rebatível eletricamente; alarme com sensor de presença; câmera de ré; sistema start/stop; bancos traseiros bipartidos (1/3 e 2/3).

HB20S Diamond Plus 1.0 Turbo AT

Por fim, a topo de linha adiciona bancos revestidos em couro; sistema anticolisão (alerta e frenagem autônomo); alerta de mudança de faixa; sistema de monitoramento dos pneus.


Preços
  • HB20S 1.0 Vision (Manual) – R$ 55.390
  • HB20S 1.0 Evolution (Manual) – R$ 58.390
  • HB20S 1.6 Vision (Manual) – R$ 62.590
  • HB20S 1.6 Vision (AT6) – R$ 67.390
  • HB20S 1.0 TGDI Evolution (AT6) – R$ 71.790
  • HB20S 1.0 TGDI Diamond (AT6) – R$ 76.890
  • HB20S 1.0 TGDI Diamond Plus (AT6) – R$ 81.290




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Chevrolet lança a nova S10 no Brasil, que traz atualizações importantes e parte de R$ 247.860

Kia confirma a vinda do EV9 ao Brasil e define estreia para o primeiro semestre de 2024

Eccentrica apresenta o Lamborghini Diablo remasterizado que agora desenvolve 550cv

Mercedes-Benz lança o Classe G 63 AMG Grand Edition no Brasil, por caros R$ 2.247.900

Tank registra novas imagens de patente do 700 Hi4-T no MIIT e confirma uso de motor de 517cv

Fiat Titano vai virar RAM 1200 no México, antecipa teaser; picape ganhará quarto logotipo

GWM adiciona caminhões elétricos para fazer entregas de peças para concessionárias

GWM registra imagens de patente do Veyron na China, que pode ser da marca Haval ou da Sar

Volkswagen lança Polo Robust, versão voltada ao agronegócio, que chega por R$ 89.290