Primeiro Caoa Chery, Tiggo 2 sai de linha oficialmente por não atender ao Proconve L7


Considerado o primeiro automóvel que marcou a renovação da Chery no mercado brasileiro e o primeiro lançamento sobre a gestão Caoa, o Tiggo 2 oficialmente deixou de ser oferecido. Lançado em 2018, o SUV subcompacto foi uma das apostas do segmento que ganha popularidade agora. O modelo já teria sido substituído pelo Tiggo 3X, mas por conta da diferença de preços entre os modelos, ambos se mantiveram em linha. Por conta do Proconve L7, o fim de linha do Tiggo 2 era inegável por conta do seu motor 1.5 16v Flex. No lançamento do modelo, esse motor tinha sido retrabalhado pela engenharia da Caoa. O motor era o mesmo que foi usado pelo Celer, desenvolvendo 115/110cv de potência (contra 113/108cv do Celer), com torque de 14,9/13,8kgfm, acoplado sempre ao câmbio manual de 5 marchas. Alguns meses após recebeu uma opção de câmbio automático de 4 marchas. O Tiggo 2 ficava logo abaixo do Tiggo 5X, com 4,20 metros de comprimento, 2,55 metros de entre-eixos, 1,76 metro de largura e 1,57 metro de altura, o Tiggo2 possui espaço de 420 litros no porta-malas. Produzido em Jacareí (SP), o modelo saiu de linha cumprindo muito bem a sua missão, de antecipar os caminhos da Chery no país. 



“A CAOA CHERY informa que mantém a produção do Tiggo 2 na unidade fabril de Jacareí (SP) e que estuda opções para o modelo atender a nova legislação Proconve L7. A montadora esclarece também que adequa a produção dos modelos de acordo com a demanda do mercado. Atualmente, devido à maior procura dos clientes pelo Tiggo 3x, seguindo uma tendência de consumo por SUVs com alto nível tecnológico e de design diferenciado, ocorreu um aumento significativo no volume de produção desse modelo e, consequentemente, um ajuste na produção do Tiggo 2″, disse a marca em comunicado. O SUV deve seguir à venda até o final do mês de junho, quando serão permitidas as vendas dos modelos que não atendem as regras do Proconve L7. Se a Chery ainda não tiver terminado unidades na linha de produção, a marca tem até 31 de março para concluir a fabricação. Atualmente, ele é vendido com preços entre R$ 84.990 a R$ 96.990, sendo o único Chery abaixo dos R$ 100.000 (afinal, o Arrizo 5 ainda está em linha?). Desde 2018, o SUV subcompacto vendeu 20.414 unidades, sendo 2019 seu melhor ano, com 6.250 unidades. O seu substituto, o Tiggo 3X, lançado no ano passado, já vendeu 6.485 unidades, em menos de um ano de mercado.



Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Novo Chevrolet SS poderá ser nosso novo Chevrolet Omega!

Ford EcoSport sairá de linha globalmente em 2023, com o fim na produção na Romênia

Jeep Compass é oferecido com desconto com CNPJ, que é de 8% em todas as versões

Volkswagen Sagitar, o nosso Jetta, ganha versão alongada no entre-eixos, "L", na China

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Jeep já vende o novo Renegade com descontos para consumidores com CNPJ em até R$ 13.063

SsangYong apresenta o Torres e espera que SUV marque recuperação da marca coreana

Curiosidades: Quantos BTUs possui o ar-condicionado de um carro?