Defender Sport? Land Rover volta a considerar um modelo de perfil do Defender, mas menor

Land Rover trabalha no desenvolvimento de um Defender Sport, que será um SUV compacto premium com porte de BMW X1 e Volvo XC40; modelo surge em alguns anos



Se hoje o Land Rover Defender 90 é um dos menores carros da marca inglesa, em breve ele ganhará a companhia de um novo SUV que fará parte da linha Defender. Assim como o Discovery, que recebeu uma versão menor chamada de Discovery Sport, o Defender pode acabar seguindo a mesma lógica. Chamado provisoriamente de ‘Defender 70’, o modelo vai acompanhar o sucesso dessa segunda geração do Defender e terá um SUV compacto com uma cara bem off-road.

Suas aptidões até podem ser voltadas mais ao estilo do Defender, podendo ser um possível concorrente para o Suzuki Jimny, por exemplo. Enquanto a marca inglesa ainda trabalha no desenvolvimento de um Defender elétrico, o projeto de um modelo menor acontece na mesma ordem, nascendo puramente elétrico. O projeto, apesar de não ter recebido a luz verde, está sendo estudado e bastante cotado. Isso porque a marca nunca apostou em um modelo menor para concorrer com Audi Q3, BMW X1, Mercedes-Benz GLA, Volvo XC40 e Lexus UX, por exemplo.

Essa receita de diminuir os carros dentro da Land Rover já se mostrou positiva não só com o Discovery, mas com a linha Range Rover (hoje a maior dentro da marca, com Range Rover Evoque, Range Rover Velar, Range Rover Sport e Range Rover Vogue, sendo esse último o precursor). A dificuldade no desenvolvimento desse novo modelo vai ser encontrada em aliar uma boa praticidade que o Defender oferece, juntamente com design quadrado e em uma proposta compacta. Informações do Autocar Índia dão conta que a novidade poderia ser criada com a plataforma PTA (Premium Transverse Architecture).

Como bem dito, poderia. Isso porque essa base já está na segunda geração do Range Rover Evoque e permite que ele seja desenvolvido com motores a combustão e híbrido plug-in (PHEV). Ele permite que o SUV que a utilize tenha um motor a combustão transversal e um espaço considerável para uma bateria no assoalho. Um PHEV para lançado dentro de alguns anos na Europa já parece ser datado. Para isso, o ideal será criar a novidade a partir da plataforma EMA (Electrified Modular Architecture), que estará nas novas gerações de Range Rover Evoque e Range Rover Velar.

Essa plataforma permite uso de motores elétricos e até mesmo eletrificados, como um plug-in. Desenvolvida do zero, a base deve ser usada para se adaptar aos modelos mais avançados da marca, podendo usar uma série de equipamentos como condução autônoma e ampla conectividade com arquivos em nuvem. De acordo com a Land Rover, para o desenvolvimento da plataforma, a marca disse que seu desenvolvimento faz parte do investimento de 10 bilhões de libras, que devem ser investidos até 2026. A plataforma estreia primeiro na fábrica de Halewood, Inglaterra, no Reino Unido.




Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Volkswagen apresenta as primeiras imagens teaser de um possível Golf GTI Edition 50

Ford tem desconto de R$ 17 mil para a Ranger; Maverick, Bronco Sport e Transit tem promoção

Toyota registra imagens de patente de câmbio manual que simula de 14 marchas no USPTO

BMW lança promoção adicional para iX1 e iX no Brasil até o próximo dia 31 de maio

BMW cogitou produzir 50 unidades da Z4 Touring Coupé Concept, mas desistiu do projeto

MINI revela imagens teaser do desenvolvimento da condução com uso de óculos VR

Chery reajusta o preço do Tiggo 5X em R$ 1.000 e Tiggo 7 Sport pode receber primeiro aumento

GWM lança promoção para o Ora 03, com Pacote Tranquilidade e condições de financiamento

Peugeot apresenta a reestilização do 208 na Europa, que ganha opção de motor híbrido