VAG anuncia investimento de 180 bilhões de euros entre 2023 a 2027 em alguns mercados

VAG confirma investimento de 180 bilhões de euros entre 2023 a 2027 para mercados estratégicos como América do Norte e China para as suas marcas



A Volkswagen AG (VAG) confirmou que fará um novo investimento para os próximos para atender todas as suas marcas nos mercados onde o grupo considera ser um dos seus mercados chaves. Até o momento, a VAG comenta apenas sobre a América do Norte e a China, mas nada impede que o grupo possa ampliar esses investimentos a outras regiões, como a própria Europa, América Latina, África, Ásia e Oceania. Querendo ser líder em eletrificação, os 180 bilhões de euros serão grandes parte voltados para isso.

Desse montante investido, os 180 bilhões de euros, dois terços (12 bilhões de euros) serão investidos à eletrificação e digitalização. Além disso, esse investimento também ajudará na chegada de novos modelos elétricos e também na chegada de uma nova marca do grupo, a Scout, para os Estados Unidos. Aliás, esse investimento também mira nos EUA, na unidade de Chattanooga, no Tennessee, e a construção da fábrica nos arredores de Columbia, na Carolina do Sul, nos Estados Unidos.

A nova fábrica vai ser erguida a um custo de US$ 2 bilhões e terá capacidade de ter 4.000 funcionários diretos, com uma capacidade produtiva de 200.000 unidades ao ano. “O ano fiscal de 2022 foi um ano importante para o Grupo Volkswagen. Avançamos na execução da nossa estratégia, apesar dos ventos contrários extremos. Os BEVs representaram uma quota recorde de 7% do total de entregas – um marco significativo que iremos desenvolver este ano à medida que a nossa popular gama de modelos continua a crescer. Em linha com o nosso Plano de Dez Pontos, demos passos importantes para executar a nossa estratégia, incluindo novas estratégias de produtos para as nossas marcas, a simplificação das nossas plataformas e um roteiro de software revisto.”, destaca Oliver Blume, CEO do Grupo Volkswagen.

“Continuámos a fortalecer a nossa presença global, concentrando ainda mais localmente a produção e o desenvolvimento dos nossos excelentes produtos e tecnologias nos mercados. O ano fiscal de 2023 será um ano decisivo para a execução de objetivos estratégicos e para acelerar o progresso em todo o grupo. Definimos metas claras e ambiciosas e tomamos as decisões necessárias para agilizar os processos no EF22. O ano fiscal de 2023 será um ano decisivo para a execução dos objetivos estratégicos e para a aceleração do progresso em todo o Grupo.”, adicionou Blume.



“Nosso objetivo é gerar novamente retornos robustos neste ano. A nossa forte base financeira coloca-nos em posição de continuar a investir na eletrificação e digitalização da nossa empresa, mesmo num ambiente económico desafiante.”, Arno Antlitz, CFO e COO do Grupo Volkswagen. Apesar das vendas terem caído 7% em 2022 globalmente, a VAG comemora o fato do lucro ter subido para 8,1%, enquanto o fluxo de caixa líquido da divisão automotiva diminuiu para 4,8 bilhões de euros.

Em 2023, a Volkswagen AG confirmou que deve reverter em grande parte e fortalecer a liquidez líquida da divisão automotiva. O investimento proposto de 180 bilhões de euros entre 2023 a 2027 vai permitir que a VAG ainda possa apostar em uma estratégia de baterias e aumentar a sua presença na América do Norte e aumentar a sua competividade na digitalização e nos produtos voltados para atender a China. Espera-se que em 2025, cada quinto veículo vendido em todo mundo seja um modelo puramente elétrico dentro do grupo. Desse total investido, 15 bilhões serão destinados para a construção de baterias e com empresas parcerias como a PowerCo.

“O ano fiscal de 2022 demonstrou de forma impressionante a robustez do nosso modelo de negócios. Sob condições desafiadoras, entregamos 572.100 BEVs e aumentamos nossas receitas globais e lucros operacionais. O exercício financeiro de 2023 não será menos desafiante tendo em conta a evolução económica global. No entanto, as nossas marcas fortes, com as suas ofertas de produtos convincentes e a carteira de encomendas de cerca de 1,8 milhões de veículos, permitem-nos olhar para o ano fiscal de 2023 com confiança. Nosso objetivo é gerar novamente retornos robustos no ano corrente. A nossa forte base financeira coloca-nos em posição de continuar a investir na eletrificação e digitalização da nossa empresa, mesmo num ambiente económico desafiante”, Arno Antlitz, CFO e COO do Grupo Volkswagen.

Por fim, a Volkswagen AG confirmou que vai apostar na América do Norte e dar sequência aos investimentos feitos em Chatanooga para a produção do Volkswagen ID.4 e de outros produtos com plataforma modular MEB e também com os investimentos destinados para a Scout. O grupo confirmou a chegada de dois modelos da Volkswagen, ID. Buzz LWB e ID.7. Na China, onde a Volkswagen já foi líder de mercado, a abordagem do Grupo “na China para a China” ajudou a alargar ainda mais as parcerias locais, como com a Horizon Robotics e futuras parcerias. 



Fotos: Volkswagen, Audi, Porsche e Scout / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat reajusta os preços da Toro em versões com motor T270, com cortes de até R$ 10.000

Nio ET5 Touring é a primeira station wagon da marca; estreia na China de olho na Europa

Nosso novo Peugeot 2008 será igual ao modelo europeu, recém reestilizado; terá motor T200

Alfa Romeo surpreende e confirma nome Milano para SUV subcompacto que estreia em abril

RAM reajusta os preços de Rampage, 1500, 2500 e 3500 no Brasil, em até R$ 5.000

Ford desenvolve um SUV elétrico de 7 lugares que será apresentado em meados de 2025

Chevrolet Camaro ganha séries especiais Collector's Edition e Garage 56 Edition nos EUA

Jetour apresenta o X90 Plus no Salão do Automóvel de Guangzhou, que é reestilizado

Lamborghini comemora aniversário de 60 anos de Sant'Agata Bolognese e revela três séries

Volkswagen lança promoção no Brasil para Polo, Virtus, Nivus, T-Cross, Taos, Tiguan e Amarok