Elétrico da Lamborghini será realmente um SUV cupê com uma pegada mais GT e 2+2

Lamborghini confirma que o seu SUV será um modelo 2+2 que terá características de um GT para se diferenciar do Urus; modelo é esperado para 2028



A Lamborghini revelou mais algumas informações a respeito do seu novo SUV, que será o primeiro modelo elétrico que será apresentado dentro de alguns anos. Previsto para ser lançado em 2028, a novidade vai contar com uma versão conceitual que será antecipada antes. Mas, de acordo com o CEO da marca italiana, Stephan Winkelmann, durante entrevista, confirmou que o elétrico será apresentado como um ‘2+2’, com uma pegada que deve ser mais cupê que o Urus e com um estilo que lembra um gran turismo/grand tourer.

“Será um novo estilo de carroceria, porque o que falta na linha hoje é um GT 2+2, e acho que isso seria um bom complemento para os dois carros superesportivos e o SUV”, disse Winkelmann em entrevista ao Motor1. Com uma pegada de um SUV cupê, o elétrico não substituirá ninguém na linha da marca e será um quarto modelo agregador. Segundo Winkelmann, o “quarto modelo que será mais utilizável no dia a dia. Isso significa um carro 2+2 de duas portas com mais distância ao solo.”.

Desenvolvido a partir de uma plataforma modular SSP, sabe-se apenas que ele aparece em meados de 2028, como o primeiro elétrico da marca, onde ele estreia em algum momento de 2028 e será produzido em Sant´Agata Bolongnese, na Itália. “Alguns de nossos principais pilares do ponto de vista da tecnologia estão se encaixando perfeitamente no mundo elétrico. Se falarmos sobre a integração da função de fibra de carbono, integração da bateria como parte estrutural – isso é algo que permite muito mais graus de liberdade da perspectiva do design no sentido da aerodinâmica.”, destacou Rouven Mohr, Diretor Técnico da marca.

Um dos problemas dos elétricos ainda será o peso, o que será crucial para um carro onde o desempenho é crucial. “Temos algumas ideias interessantes para compensar isso… por exemplo, em relação à dinâmica de direção, o controle, a derrapagem, o comportamento de direção em geral. Uma abordagem de 360 ​​graus que combina todos os sistemas ativos para permitir o controle de velocidade da roda, [o que é] impossível com um motor de combustão padrão. Não estou preocupado que alguém reclame!”, destacou Mohr.



Fotos: Lamborghini / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Jetour apresenta o X90 Plus no Salão do Automóvel de Guangzhou, que é reestilizado

RAM reajusta os preços de Rampage, 1500, 2500 e 3500 no Brasil, em até R$ 5.000

Nio ET5 Touring é a primeira station wagon da marca; estreia na China de olho na Europa

Alfa Romeo surpreende e confirma nome Milano para SUV subcompacto que estreia em abril

Fiat reajusta os preços da Toro em versões com motor T270, com cortes de até R$ 10.000

Nosso novo Peugeot 2008 será igual ao modelo europeu, recém reestilizado; terá motor T200

Ford desenvolve um SUV elétrico de 7 lugares que será apresentado em meados de 2025

Chevrolet Camaro ganha séries especiais Collector's Edition e Garage 56 Edition nos EUA

Lamborghini comemora aniversário de 60 anos de Sant'Agata Bolognese e revela três séries

Volkswagen lança promoção no Brasil para Polo, Virtus, Nivus, T-Cross, Taos, Tiguan e Amarok