BMW inicia novamente a produção do novo X1 em Araquari (SC), com a terceira geração

BMW inicia a produção da terceira geração do X1 na fábrica de Araquari (SC), fruto do investimento de R$ 500 milhões feitos na unidade em 2021 



A BMW apresentou a terceira geração do X1 no mercado brasileiro no primeiro trimestre deste ano, com as primeiras unidades importadas. Agora, ele passa a ser produzido localmente em Araquari (SC), ao lado de Série 3, X3 e X4. O início da produção no Brasil acontece cerca de seis meses depois da produção começar na Europa, considerado um mercado essencial na América Latina. A produção da nova geração do X1 faz parte do fruto de investimentos anunciados em novembro de 2021.

Na época, a BMW investiu R$ 500 milhões. “O BMW X1 é líder do segmento de SAV premium. E estou muito feliz em anunciar a chegada do BMW X1 totalmente novo, trazendo ao Brasil o que há de mais moderno no BMW Group globalmente. A Planta Araquari é de fundamental importância para as nossas operações comerciais e para a nossa estratégia de foco no cliente. Ela nos permite flexibilidade e agilidade para atendermos às demandas rapidamente. O novo BMW X1 será um excelente reforço para mantermos a liderança no segmento premium total pelo quinto ano consecutivo.”, afirma Maru Escobedo, Presidente e CEO do BMW Group Brasil.

“Nossa planta vai completar neste ano 9 anos, produzindo veículos Premium com a mesma qualidade encontrada nas outras plantas do BMW Group ao redor do mundo. Somos o maior produtor de veículos Premium da América do Sul, resultado de um investimento total de cerca de R$ 1.8 bilhão, desde 2014. Planejamos para esse ano um aumento no volume de produção, para atender a demanda do mercado premium pelos produtos BMW”, adicionou Otávio Rodacoswiski, Diretor Geral da planta Araquari. O SUV compacto é produzido na unidade que tem 1,5 milhão de metros quadrados.

Além disso, são 112.893m² de área construída de uma fábrica que possui as áreas de carroceria, soldagem, pintura, montagem e logística, como também laboratórios, prédios administrativos e auxiliares. No Brasil, o X1 será produzido nas versões sDrive18i GP, sDrive20i X-Line e M Sport. A primeira versão possui o motor 1.5 12v TwinPower Turbo a gasolina de 156cv e 23,4kgfm, acoplado a um câmbio automatizado de dupla embreagem de 7 marchas, Steptronic. Já as duas versões mais caras trazem motor 2.0 TwinPower Turbo a gasolina de 204cv e 30,6kgfm.

Esse motor é aliado com o câmbio automatizado de dupla embreagem Steptronic de 7 marchas. Com esse conjunto, ele faz de 0 a 100km/h em 7,6 segundos e chega a máxima de 236km/h. A nova geração do X1 possui 4,500 metros de comprimento, 2,692 metros entre os eixos, 1,845 metro de largura e 1,642 metro de altura. O SUV compacto da marca tem porta-malas de 476 litros (que pode ser ampliado para 1.527 litros) e o coeficiente aerodinâmica é de 0,27Cx. O modelo nacional será vendido pelo mesmo preço que o preço do importado, indo de R$ 296.950 a R$ 349.950. O iX1, elétrico, continua a vir importado.




Fotos: BMW / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

BYD lança no Brasil promoção para interessados em seus carros durante este mês de junho

Jeep Avenger pode ser produzido em Betim (MG) e participa de clínicas com potenciais clientes

RAM Rampage Laramie ganha versão Night Edition, a 'all-black', no Brasil por R$ 277.990

Toyota confirma produção do primeiro elétrico nos EUA em 2025, no estado de Kentucky

Fang Cheng Bao revela as primeiras imagens teaser do Leopard 3, que estreia em breve

Hyundai apresenta oficialmente o Ioniq 5 N, a versão esportiva com motor de 609cv

Nova geração do Peugeot 2008 e reestilização do 208 vão trazer motor T200 MHEV

Hyundai apresenta a linha 2025 de HB20, HB20S, Creta Action e Creta no Brasil com novidades

Isuzu apresenta a primeira imagem teaser da reestilização do MU-X, que aparece na Tailândia