Substituto do Portofino, Ferrari apresenta o Roma Spider no Brasil por R$ 3.950.000

Após descartar o Portofino, Ferrari volta a ter uma opção conversível de entrada no Brasil com a chegada do Roma Spider, que desembarca por R$ 3,950 milhões 



A Ferrari, representada pela Via Itália no Brasil, trouxe as primeiras unidades do substituto do Portofino M ao nosso mercado, o Roma Spider. Com base no Roma, o Roma Spider se torna a nova porta de entrada da marca italiana ao mundo dos carros conversíveis. Com as primeiras unidades desembarcando em nosso mercado até o final deste primeiro semestre de 2024, o Roma Spider terá lote inicial de algumas unidades em nosso mercado. Os consumidores interessados terão um esportivo de motor V8 de 620cv e opção de andar sem capota.

Visualmente, o Roma Spider não muda seu design na dianteira. Visto de perfil, as novidades ficam por conta apenas da ausência do próprio teto. Até mesmo o desenho onde antes estava o vidro traseiro continua o mesmo do esportivo sem teto. De traseira, também tem novidades. A parte inferior de onde ficava o vidro traseiro manteve o acabamento em preto brilhante com o nome da marca escrito por extenso. O deque traseiro também é diferente, com uma peça que se abre para guardar a capota de lona. A capota possui uma abertura ou fechamento eletrônico em 13,5 segundos e essa operação pode ser feita em velocidades de até 60km/h.

O Roma Spider é o primeiro Spider a aliar motor dianteiro e uma capota de tecido desde o lançamento do 365 GTS4, que aconteceu em 1969, há 54 anos. Ainda na traseira, o esportivo ainda possui um spoiler ativo em fibra de carbono. A marca destaca que existe uma “faixa da cor da carroceria passando pela base do teto que divide o spoiler ativo de fibra de carbono do teto e da tela traseira, criando uma cobertura de tonneau perfeitamente integrada. Quando a capota é abaixada, o spoiler ativo se conecta visualmente com o banco traseiro e os apoios de cabeça.”, disse em comunicado.

A traseira ainda possui um defletor de vento integrado no encosto do banco traseiro, com um acabamento em preto. Ele pode ser acionado por meio de um botão no painel. Há também um defletor de 5 milímetros que está no para-brisa. Além de mais leve, a capota de lona se torna mais fácil de dobrar, se tornando mais prática de ser guardada e ocupando menos espaço que a capota do Califórnia T, por exemplo, que é rígida. O porta-malas possui uma capacidade de 255 litros de capacidade. Fora isso, o Roma Spider é igual ao Roma que conhecemos em 2020. O esportivo continua a oferecer um espaço interno 2+2 e o painel é o mesmo do cupê.



Ele se destaca por trazer quadro de instrumentos é digital com tela de 16 polegadas. A central multimídia é vertical de 8,4 polegadas e traz um pequeno visor para o passageiro, de 8,8 polegadas. A central possui conectividade com Android Auto e Apple CarPlay, sem fio para o Android. A tela na frente do passageiro mostra detalhes como informações de desempenho e navegação. Há ainda detalhes da temperatura externa e configurações de entretenimento. O painel tem uma divisão em duas áreas, com o desenho do painel bem dividido por meio de faixas prateadas.

O esportivo possui um novo volante de três raios com base achatada e controles multifuncionais otimizados, inclusive com o botão Start/Stop no próprio volante. Ele ainda possui saídas de ar-condicionado verticais nas laterais do quadro de instrumentos e duas outras saídas de ar-condicionado entre a tela na frente do passageiro. Na mecânica ela conta com motores 3.9 V8 Twin-Turbo capaz de desenvolver 620cv de potência e 77,5kgfm de torque, acoplado a um novo câmbio automatizado de dupla embreagem de 8 marchas. O Roma acelera de 0 a 100km/h em 3,4 segundos e chega aos 200km/h em 9,3 segundos.

A velocidade máxima é de 320km/h. A marca ainda confirmou que o esportivo possui motor com novidades. Uma delas é a tecnologia Roma Sports Variable Boost Management, que “ajusta a entrega de torque para se adequar à marcha selecionada”. O esportivo ainda tem uma relação peso/potência de 2,5kg/cv, pouco acima dos 2,37kg/cv do cupê, graças a um chassi feito todo em alumínio, que garante um peso menor ao Roma Spider frente aos seus concorrentes. Ele é vendido com uma garantia de 1 ano e será vendido na única concessionária no Brasil, localizada em São Paulo (SP).



Preço

  • Ferrari Roma Spider 3.9 V8 Twin Turbo DCT RWD – R$ 3.950.000




Fotos: Ferrari / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Volvo lança promoção do EX30 no Brasil, além de condições para XC40, C40, XC60 e XC90

Volkswagen inicia as vendas do Nivus Sense também para pessoas físicas por R$ 119.990

Iveco já trabalha na homologação do eDaily, que chega ainda neste semestre no Brasil

Mercedes-Benz atualiza itens de série do Classe E no Brasil e fica R$ 61 mil mais barato

Volkswagen registra imagens de patente do ID.7 S na China, que será da joint-venture SAIC-VW

Baojun apresenta a chegada do Yunduo na China, o concorrente direto do BYD Dolphin

Iveco lança o eDaily no Brasil, contra o Ford E-Transit, em três versões e parte de R$ 549.000

BYD lança promoção '48 Horas Eletrizantes' e tem condições até o final deste mês

Curiosidades: Você sabe o que é uma direção subesterçante?

JAC Hunter é uma das apostas da marca chinesa para este segundo semestre no Brasil