Lamborghini Huracán esgota e marca não aceita novos pedidos; fim de linha é em breve

Lamborghini confirma que Huracán já esgotou e marca italiana não aceita novos pedidos pelo cupê; fim de linha abrirá caminho para sucessor



A Lamborghini confirmou que já não aceita pedidos para o seu superesportivo Huracán. Apresentado em 2014 como sucessor do Gallardo, o Huracán já entrou para a história da marca italiana por ser o cupê mais vendido da história da marca, com certa vantagem. Mas, se ainda existem interessados em adquirir uma unidade 0km do esportivo, é melhor partir para um Huracán seminovo – porque não existe mais unidades disponíveis. Em comunicado sobre resultados de trimestres, a marca confirmou que o Huracán está “esgotado até o final da produção”.

Depois do Aventador, o Huracán se encaminha para o fim da sua produção e deve ganhar um substituto dentro de alguns meses, um modelo que já roda em testes e dará continuidade ao legado da marca no segmento de superesportivos. De acordo com o CEO da Lamborghini, Stephan Winkelmann, destacou que 2023 marcou o “início da segunda fase do programa Direzione Cor Tauri, o plano de investimento mais importante na história da empresa, que ajudará a Lamborghini a crescer e a desenvolver-se ainda mais”. Além da estreia do Revuelto como substituto do Aventador, marcará também o início do fim do Huracán.

Com a promessa de ser eletrificada até o final deste ano de 2024, a Lamborghini planeja ter esportivos híbridos. O mesmo vai acontecer com o substituto do Huracán. O Urus também vai receber uma mecânica híbrida para seguir em linha, antes do início do desenvolvimento de veículos elétricos. A marca ainda confirma que, desde o ano passado, a produção até quase o fim de 2024 já estava vendida e que vai continuar produzindo o Huracán pelos próximos meses a fim de entregar todas as unidades que estão na fila de espera.

Lançado em 2014 no mundo (e também no Brasil), o Huracán ganhou as primeiras mudanças visuais em 2019. Em 2014 , o cupê vinha com motor 5.2 V10 que desenvolvia 610cv de potência e torque de 57,1kgfm, junto de uma transmissão automatizada de dupla embreagem de 7 velocidades. Em 2019, o 5.2 V10 aspirado foi retrabalhado para desenvolver 640cv de potência com torque de 61,2kgfm, além de poder ser vendido com tração AWD ou RWD. A última novidade do Huracán foi a versão Sterrato, com uma pegada mais aventureira.

“Temos um portfólio de pedidos que já cobre o primeiro trimestre de 2024 e isso nos permite trabalhar com tranquilidade, olhando atentamente para os desafios que enfrentaremos no futuro, como o primeiro passo para a hibridação a partir de 2023.”, disse Stephan Winkelmann, Presidente e CEO da Lamborghini durante o desenvolvimento da versão no primeiro trimestre de 2023. Outra versão recente do esportivo foi a STO, que possui especificações de um carro de competição e que chegou como substituto do Performance, sendo 43kg mais leve que o EVO.



Fotos: Lamborghini / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Chevrolet lança a nova S10 no Brasil, que traz atualizações importantes e parte de R$ 247.860

Kia confirma a vinda do EV9 ao Brasil e define estreia para o primeiro semestre de 2024

Tank registra novas imagens de patente do 700 Hi4-T no MIIT e confirma uso de motor de 517cv

Eccentrica apresenta o Lamborghini Diablo remasterizado que agora desenvolve 550cv

Mercedes-Benz lança o Classe G 63 AMG Grand Edition no Brasil, por caros R$ 2.247.900

Fiat Titano vai virar RAM 1200 no México, antecipa teaser; picape ganhará quarto logotipo

GWM registra imagens de patente do Veyron na China, que pode ser da marca Haval ou da Sar

Volkswagen lança Polo Robust, versão voltada ao agronegócio, que chega por R$ 89.290

GWM adiciona caminhões elétricos para fazer entregas de peças para concessionárias