Postagens

Mostrando postagens com o rótulo DS

Europa: a partir de 2023, todo Peugeot, Citroën, DS, Opel e Vauxhall terão sistema MHEV

Imagem
A Peugeot confirmou a estreia de um sistema híbrido-leve de 48V (MHEV) que se estenderá a toda gama de automóveis da Peugeot e também vai se expandir para os demais modelos e marcas da Stellantis. A partir de 2023, Peugeot, Citroën, DS, Opel e Vauxhall vão aderir ao motor. A novidade será com o motor 1.2 PureTech Turbo de 130cv, que receberá um motor elétrico para a partida, recuperação de energia e auxílio, que funciona com um motor elétrico de 20cv. Com isso, ele terá uma pequena bateria de 0,8kWh junto de um novo câmbio automatizado de dupla embreagem de 7 marchas, desenvolvido pela Punch Powertrain. O primeiro membro da linha da antiga PSA com esse motor será o Peugeot 3008. Depois ele será adicionado aos demais carros do antigo grupo francês. O motor 1.6 PureTech THP também pode receber esse sistema, mas este está mais atrelado aos motores HEV e PHEV. Do lado ‘FCA’, a Stellantis também vai apostar no sistema e-Hybrid, que será mostrando em Jeep Renegade e Jeep Compass na Europa. O

Stellantis comemora liderança na América do Sul nos primeiros quatro meses de 2022

Imagem
A Stellantiis comemora os resultados dos primeiros quatro meses de 2022 com a liderança na América do Sul. Contando com os resultados dos principais mercados, Brasil, Argentina e Chile, a Stellantis confirmou que já vendeu 249 mil unidades no mercado sul-americano, com um Market Share de 23,5%. De janeiro a abril, foram mais de 173,6 mil unidades no Brasil, com 33,8% de mercado, seguido de 47,4 mil unidades na Argentina, onde também lidera, mas com 36,4%, e 16,9 mil unidades no Chile, onde lidera com 11,4% de mercado. A Fiat é a marca que mais se destaca na América do Sul, com 140 mil unidades vendidas e 13,2% de participação no período. Entre as marcas da Stellantis, a Jeep alcançou 48,6 mil unidades (4,6% de market share), Peugeot emplacou 37 mil veículos (3,5%), Citroën registrou 16,6 mil unidades (1,6%), seguida por Ram com 4,4 mil unidades (0,4%), Opel (1,6 mil) e DS (472). No Brasil, a Stellantis destaca os bons resultados com a Fiat, que tem 113,5 mil unidades emplacadas no Bras

Stellantis mantém liderança nos três principais mercados da região: Brasil, Argentina e Chile

Imagem
A Stellantis comemorou o resultado de vendas no primeiro trimestre de 2022 na América do Sul. Líder no Brasil, Argentina e Chile, o grupo ítalo-franco-americano respondeu por cerca de 125 mil unidades vendidas apenas no Brasil. Entre janeiro a março, o grupo respondeu por 33,2% de participação de mercado. A Fiat foi a marca mais vendida pelo 15º mês consecutivo em março e superou as 79 mil unidades emplacadas desde o início do ano, com uma participação de 21% nas vendas totais. A picape Fiat Strada continua a ser o veículo mais vendido no país, com 21.693 unidades emplacadas de janeiro a março. O Fiat Mobi também está entre os dez modelos mais vendidos no Brasil, com 13.326 unidades no acumulado do ano. A Jeep encerrou o trimestre com mais de 30 mil unidades emplacadas e 8% de participação de mercado. Os modelos Jeep Compass (14.139 unidades) e Renegade (11.018 unidades) estão entre os dez mais vendidos no Brasil. O Jeep Commander foi líder no segmento de D-SUV, com 4.886 unidades vend

SUVs elétricos de DS, Lancia e Opel/Vauxhall serão feitos na Itália, na fábrica de Melfi

Imagem
A Stellantis segue desenvolvendo a sua nova linha de modelos elétricos e prevê o investimento pesado em modelos BEV. Com planos diferentes de serem marcas puramente elétrica em poucos anos na Europa, DS e Opel/Vauxhall confirmaram que vão investir em modelos elétricos, que serão produzidos em conjuntos na unidade de Melfi, na Itália. Os dois modelos a serem produzidos serão feitos a partir da plataforma STLA Medium, da Stellantis. Essa base permite que carros tenham baterias de 87kWh a 104kWh, com autonomia que pode variar até 700km. O modelo da DS deve ser um novo utilitário esportivo, conhecido como DS 9 Crossback, sendo um utilitário esportivo do sedã DS 9, com um estilo de SUV cupê. O modelo terá dimensões próximas ao do Citroën C5 X e pode ser baseado no Aero Sport Lounge Concept. O DS 9 Crossback pode ser desenvolvido para ser apresentado no final de 2024 e é conhecido internamente como Projeto D55. O modelo deve ter 4,70 a 5,00 metros de comprimento. Quando apresentado como conc

Stellantis comemora crescimento na América do Sul para 121 mil unidades no 1º bimestre

Imagem
A Stellantis confirmou a sua expansão no mercado brasileiro e sul-americano neste primeiro bimestre de 2022. Nos primeiros meses de 2022, a América do Sul respondeu por cerca de 121 mil unidades, cerca de 24,5% do mercado, avanço de 2,2% de Market Share em relação ao primeiro bimestre de 2021. A Stellantis ainda liderou nos três principais mercados da região, com Brasil, Argentina e Chile. Só no Brasil, as marcas que compõem a Stellantis venderam 80.679 unidades, 33,9% de mercado. Na Argentina foram 27.425 unidades, 40,1% de mercado e no Chile foram 9.382 unidades, 13,6% de mercado. A Fiat continua como a principal marca do Brasil, com 49.713 unidades, seguido da Argentina com 13.275 unidades. No Brasil, a italiana responde por 20,9% de mercado e na Argentina responde por 19,4% de vendas. No restante dos países, a marca italiana respondeu por 63.587 unidades. Também avançam no mercado sul-americano as marcas Jeep (23,3 mil unidades e 4,7% de participação), Peugeot (21,1 mil unidades e

Surgem novas informações sobre a eletrificação da Alfa Romeo, Chrysler, DS, Lancia e Maserati

Imagem
A Stellantis confirmou que vai eletrificar todas as suas marcas, informações que já eram sabidas que iriam acontecer. O grupo ítalo-franco-americano tem um plano para Alfa Romeo, Chrysler, DS, Lancia e Maserati. De acordo com o Dare Forward 2030, plano estratégico de eletrificação da grupo prevê que até 2030 a emissão de carbono seja reduzida em 50%. Das cinco marcas, todas contam com ao menos um modelo eletrificado em linha. A Alfa Romeo foi a última a ganhar um motor eletrificado, com a chegada do Tonale. A Alfa ainda trabalha para eletrificar toda a linha, com Giulia e Stelvio. A DS recentemente apresentou novas versões híbridas do DS 9 e a Maserati trabalha com mais modelos eletrificados, depois do Ghibli. A Lancia vende o Ypsilon com um motor MHEV e o renascimento da marca visa já criar carros que vão nascer do zero e com eletrificação como pauta. Assim como a Lancia, outra marca que promete renascer no mercado é a Chrysler. A marca norte-americana, que outrora já foi a líder do g

DS 9 ganha duas novas opções de motores híbridos na Europa, com até 360cv de potência

Imagem
Desde que se tornou uma marca independente em 2014, a DS nunca tinha feito em sedã. Essa história mudou há quase dois anos, quando a empresa apresentou oficialmente o DS 9. O sedã foi apresentado apenas com motores híbridos e acaba de ganhar mais duas opções de motores híbridos para a Europa. Trata-se do E-Tense 250 e o E-Tense 360 4x4, que chegam ao mercado europeu como as novas opções. O primeiro deles é equipado com o conjunto 1.6 PureTech a gasolina que desenvolve 200cv de potência e um motor elétrico de 110cv. Ele conta com uma bateria de 15,6kWh, que permite uma autonomia puramente elétrica de 67km, no ciclo WLTP. De acordo com a DS, ele emite 26g/km de CO2, tendo um consumo de maravilhosos 90,9km/l. De potência combinada, o sedã entrega 250cv de potência e torque de 36,7kgfm, acoplado a um câmbio automático de 8 marchas. De acordo com a DS, o sedã acelera de 0 a 100km/h em 8,1 segundos e chega a velocidade máxima de 240km/h com o conjunto híbrido e 135km/h no modo puramente elét

Stellantis comemora expansão da liderança na América do Sul, na Argentina, Brasil e Chile

Imagem
A Stellantis confirmou que começou o ano de 2022 com a liderança de mais um mercado latino. Depois de Argentina e Brasil em 2021, o grupo ítalo-franco-americano começou o ano liderando no Chile. Esse é o terceiro país onde o grupo domina o mercado. No Brasil, o mês de janeiro de 2022 representou 41.487 unidades, cerca de 35,4% de participação de mercado. Na Argentina, a participação é de 41,7%, com 17.135 unidades vendidas e no Chile a liderança foi com 5.473 unidades, representando 14,7% de mercado. A Fiat foi a marca líder de vendas na Argentina e no Brasil, com Cronos e Strada, respectivamente, enquanto no Chile a liderança ficou com a Peugeot. Entre os 10 modelos mais vendidos no Brasil em janeiro, quatro são da Stellantis: os Fiat Strada e Toro e os Jeep Renegade e Compass. No Brasil, Fiat, Jeep, Peugeot, Citroën e RAM foram os destaques nas vendas de janeiro. Na Argentina, a Stellantis destaca a Fiat, Jeep, Peugeot, DS, RAM e Citroën. No Chile, o grupo destacou o bom desempenho d

DS apresenta o E-Tense Performance Concept, um cupê elétrico que entrega 815cv

Imagem
A DS confirmou que vai eletrificar a sua gama o mais rápido possível. Apostando em modelos híbridos e elétricos, a marca vai lançar modelos elétricos dentro de alguns anos. Desde 2019 que toda a linha da marca já está eletrificada e até meados de 2024, todos os lançamentos serão puramente elétricos. “O nosso objetivo é aplicar a experiência adquirida na Fórmula E e a experiência que trouxemos com os nossos títulos internacionais a um projeto que prevê a criação de um veículo elétrico de elevada performance no futuro. É um laboratório que iremos utilizar para analisar o comportamento dos componentes e desenvolvê-los visando uma futura fabricação. A ideia é também encontrar soluções para reduzir custos, torná-las mais fáceis de produzir e aplicá-las em modelos de série. As próximas gerações da linha E-TENSE irão beneficiar-se destes desenvolvimentos” , disse Thomas Chevaucher, Diretor da DS Performance. Com disso, a marca apresentou mais um conceito da linha E-Tense. Desse vez foi aprese

Stellantis confirma novidades para o CES 2022, que acontece amanhã, 5/01, em Las Vegas

Imagem
A Stellantis confirmou novidades para o CES 2022, que acontece a partir de amanhã, 5 de janeiro. Acontecendo em Las Vegas, Estados Unidos, o CES é a maior feira de tecnologia global e a edição de 2022 contará com uma série de novidades, sendo a primeira edição que a Stellantis participa depois da fusão FCA e PSA. “Os veículos são parte integrante da vida digital das pessoas e o futuro da mobilidade é alimentado pela tecnologia. A eletrificação, com nossos 30 modelos eletrificados disponíveis, incluindo vans de célula de combustível, conectividade e autonomia são facetas importantes desse futuro, mas cada uma não pode ficar sozinha. Nossa criatividade, engenharia e parcerias inovadoras estão acelerando nosso esforço para construir a melhor e mais sustentável mobilidade para nossos clientes.” , disse Carlos Tavares, CEO da Stellantis. No evento, a marca confirmou a presença do Chrysler Airflow, que será o primeiro carro elétrico da marca norte-americana, além do Citroën Skate Mobility Co

Stellantis aumenta a autonomia dos elétricos da Opel, DS e Citroën com plataforma CMP

Imagem
Depois de Peugeot e-208 e Peugeot e-2008, a Stellantis trouxe melhorias para os elétricos desenvolvidos a partir com a plataforma modular CMP. Agora, o grupo ítalo-franco-americano apresentou upgrades para Citroën ë-C4, DS 3 Crossback, Opel e-Corsa e Opel e-Mokka com melhorias. Substituindo primeiro os pneus, o carro conta com um conjunto de pneus de baixa resistência de rolagem. A relação do diferencial foi alterada, assim como a bomba de calor. Com essas novidades, o DS 3 Crossback E-Tense passa a ter uma autonomia de 341km (ante os 300km de autonomia), enquanto o Opel e-Corsa passou de 359km (antes tinha 337km de autonomia), o Opel e-Mokka passa a contar com 338km de autonomia (antes tinha 322km) e o Citroën ë-C4 passa a ter a maior autonomia dos elétricos com base CMP, com 375km (antes ele tinha 310km de autonomia). Os quatro modelos compartilham a mesma mecânica, formado pelo motor 136cv de potência com torque de 26,5kgfm, junto de um pacote de baterias de 50kWh, com garantia de 8

DS enfim inicia a produção do novo DS 4 na Alemanha, na fábrica de Rüsselsheim

Imagem
A DS enfim começou a produção da nova geração do DS 4 na unidade de Rüsselsheim, na Alemanha. O modelo foi apresentado em meados de fevereiro deste ano e abandonou as linhas de Mulhouse, na França, onde foi produzida a primeira geração. “Estamos orgulhosos de poder fabricar um produto da marca premium DS Automobiles em nossa planta. Primeiro será o DS 4 e em breve também o Opel Astra, ambos também como híbridos plug-in. E a partir de 2023 também puramente elétricos, lançando-nos à era da eletromobilidade em Rüsselsheim”, destacou Michael Lewald, Gerente da Fábrica de Rüsselsheim. O novo DS 4 foi apresentado com os motores motor 1.6 PureTech de 180cv de potência junto de um motor elétrico de 110cv de potência e câmbio automático de 8 marchas. Juntos, eles possuem uma potência de 225cv e o motor elétrico usa uma bateria de 12,4kWh que permite rodar 50km no modo puramente elétrico. Ele ainda deve ser vendido com os motores 1.2 PureTech THP que desenvolve 130cv e 23,4kgfm, o 1.6 PureTech T

DS registra imagens de patente do DS 4 no país, mas lançamento e retorna da marca é incerto

Imagem
A DS está fora do mercado brasileiro já faz três anos. A marca premium francesa, no entanto, teve imagens de patente registradas com o DS 4 de nova geração, apresentado no início do ano. O hatch misturado com crossover passou a ter a nova identidade visual da marca, que deixa o carro com uma dianteira mais parruda. As imagens foram registradas no Instituto Nacional de Propriedade Industrial (INPI). Lembrando em nada o antigo modelo, o novo DS 4 conta com 4,400 metros de comprimento, 2,675 metros entre os eixos, 1,830 metro de largura, altura de 1,470 metro e porta-malas de 430 litros de capacidade. O carro é desenvolvido sobre a plataforma modular EMP2, o que permite que ele venha a ser vendido com opção de motores eletrificados. Visualmente, a nova geração do DS 4 é mais um primor em design que a DS conseguiu desenvolver, com faróis diurnos de LEDs e na vertical, que também trazem os repetidores de direção, faróis principais em três módulos que podem ser ajustados para ajustar o feixe

DS confirma eletrificação completa até 2024 e revela um pouco dos seus planos futuros

Imagem
A DS confirmou que vai se tornar uma marca puramente elétrica dentro de poucos anos. A marca será a primeira dentro da Stellantis que vai ser totalmente elétrica, já em 2024. Desmembrada da Citroën desde 2015, quando ganhou status de marca, a DS passou por uma rápida eletrificação depois de passar por um período de renovação de portfólio, com o fim de DS 3, DS 4 e DS 5 para os novos DS 7 Crossback, DS 3 Crossback, DS 9 e DS 4 atuais. A marca conseguiu fazer com que sua linha fosse eletrificada antes do tempo. A previsão era que a marca premium pudesse se tornar elétrica apenas em 2027, ou seja, a meta foi diminuída em três anos. Todos os carros da marca já contavam com pelo menos uma versão eletrificada desde 2019. Nos próximos meses, a DS vai apresentar a versão elétrica do novo DS 4 e vai apostar numa nova geração do DS 7 Crossback, que já pode ser lançado como um elétrico. O mesmo vai acontecer com o DS 9, que recebe a versão elétrica em breve. Hoje, apenas o DS 3 Crossback possui e

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

BYD lança no Brasil promoção para interessados em seus carros durante este mês de junho

Jeep Avenger pode ser produzido em Betim (MG) e participa de clínicas com potenciais clientes

RAM Rampage Laramie ganha versão Night Edition, a 'all-black', no Brasil por R$ 277.990

Toyota confirma produção do primeiro elétrico nos EUA em 2025, no estado de Kentucky

Fang Cheng Bao revela as primeiras imagens teaser do Leopard 3, que estreia em breve

Hyundai apresenta oficialmente o Ioniq 5 N, a versão esportiva com motor de 609cv

Nova geração do Peugeot 2008 e reestilização do 208 vão trazer motor T200 MHEV

Volkswagen faz promoção de Polo, Virtus, Saveiro, Nivus, T-Cross, Taos, Jetta e Amarok

Hyundai apresenta a linha 2025 de HB20, HB20S, Creta Action e Creta no Brasil com novidades