GM revela mais informações do seu plano estratégico para elétricos: "uma histórica revolução"


Representada atualmente pelo Chevrolet Bolt como o único elétrico da General Motors, o grupo veio confirmar que ele não deve ser o único em linha com motor elétrico. Com um plano estratégico de lançar mais modelos até 2025. Entre as marcas Chevrolet, GMC, Buick e Cadillac, serão 22 modelos a serem desenvolvidos, incluindo uma nova versão do Bolt e o utilitário esportivo desenvolvido a partir do Bolt. Destes 22, 10 devem ser lançados até 2021 e nomes como GMC-Hummer e Cadillac Lyriaq já estão confirmados. As baterias modulares devem contar com capacidade entre 50kWh a 200kWh, nesse último caso com autonomia de até 660km. Além disso, a General Motors confirmou oficialmente que deve apresentar a nova plataforma elétrica para seus próximos elétricos, a Ultra, que já foi apresentada. “Milhares de cientistas, engenheiros e designers da GM estão trabalhando na execução de uma histórica reinvenção da companhia. Estamos próximos de entregar um plano sustentável de negócio para os carros elétricos que irá beneficiar milhões de consumidores", disse Mark Reuss, Presidente da GM. A GM ainda confirmou que a bateria Ultium foi desenvolvida em parceria com a LG Chem e construídas em forma que podem ser dispostas na vertical ou horizontal no módulo, permitindo otimizar o armazenamento de energia e o layout de acordo com o design e tamanho de cada veículo. 



Com uma ampla capacidade de 50kWh a 200kWh, a GM diz que as baterias poderão trabalhar em uma rede de até 400V e capacidade de carregamento rápido de 200kWh, enquanto a arquitetura de 800V e 350kW deve ficar restrito às picapes. As baterias devem ter um custo de produção com patamar inferior a US$100/kWh, o que deve baratear o preço final dos carros elétricos, o deixando mais próximo de modelos movido a combustão. A GM ainda confirmou que deve diminuir a complexidade das 550 combinações de motores e câmbios usados em todo mundo para ter no máximo 19 configurações. Sabe-se que a GM espera vender cerca de 3 milhões de unidades de elétricos por ano entre 2025 a 2030. Também faz parte do plano o recém-apresentado sistema Ultra Cruise, de condução autônoma. Concorrente do sistema autônoma da Tesla, batizado de Full Self-Driving. A General Motors revelou que o seu sistema autônomo deve substituir o Super Cruise usado até então. O Ultra Cruise se diferencia por contar com novo nível de tecnologia que deve permitir que os carros consigam rodar sem as mãos no volante, inclusive em condução urbana. O novo sistema foi aprimorado em relação ao sistema que o precedeu e deve permitir eventualmente entrarmos nas cidades sem necessidade de preocupar-nos com o volante, embora ainda não haja data de lançamento prevista nem tampouco em quais modelos estreará.


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

BYD lança no Brasil promoção para interessados em seus carros durante este mês de junho

Jeep Avenger pode ser produzido em Betim (MG) e participa de clínicas com potenciais clientes

RAM Rampage Laramie ganha versão Night Edition, a 'all-black', no Brasil por R$ 277.990

Toyota confirma produção do primeiro elétrico nos EUA em 2025, no estado de Kentucky

Fang Cheng Bao revela as primeiras imagens teaser do Leopard 3, que estreia em breve

Hyundai apresenta oficialmente o Ioniq 5 N, a versão esportiva com motor de 609cv

Nova geração do Peugeot 2008 e reestilização do 208 vão trazer motor T200 MHEV

Volkswagen faz promoção de Polo, Virtus, Saveiro, Nivus, T-Cross, Taos, Jetta e Amarok

Hyundai apresenta a linha 2025 de HB20, HB20S, Creta Action e Creta no Brasil com novidades