Toyota RAV4 é reprovado em teste do alce rodando a 68km/h, diz publicação sueca


Parece que a Toyota tem um outro problema nas mãos. Após a Hilux ser considerada uma picape com sistema de estabilidade duvidoso até alguns anos e a SW4 ser motivo de piada em páginas de humor no Brasil por sua facilidade de tombar, a japonesa passa por isso mais uma vez. A RAV4 foi testada no famoso Teste do Alce no canal sueco Teknikens Värld. A versão testada foi a Hybrid Prime. Alguns modelos já foram reprovados no teste nos últimos meses, mas o RAV4 reprovou de maneira bem negativa. O modelo apresentou uma “traseira dançante” em curvas. Isso ajuda o carro a perder o controle facilmente. O RAV4 não conseguiu completar o teste a 68km/h, tendo conseguido apenas a 63km/h. Além de avaliar o carro em vários velocidades, o site ainda destaca que colocou diferentes motoristas para a realização do teste e o resultado foi negativo em todos. O modelo Hybrid já tinha sido notado pelo site no passado e a Toyota tinha feito ajustes no carro e modificou o ESP e o carro conseguiu completar o teste. A publicação entrou em contato com a Toyota e a fabricante disse que deve averiguar o sistema do carro – mais uma vez. 



Vídeo


Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Chevrolet Tracker PcD volta a ser vendido em breve, mas com mudanças de conteúdo

Ferrari confirma desenvolvimento e lançamento do primeiro elétrico até 2030

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Assim como o Bolt, Chevrolet Bolt EUV deve ser vendido no Brasil dentro de alguns meses

Reestilização do Volkswagen Jetta chega até 2022, com o inédito motor 1.5 TSI

Volkswagen não vê chances em desenvolver modelos com a tecnologia do hidrogênio

Novo Citroën C3 Sporty deverá ser lançado em outubro no Brasil, antes da Índia

Mitsubishi apresenta a nova (e quarta) geração do Outlander nos Estados Unidos

Novo Dacia Duster é confirmado para ser lançado em 2024; reestilização é em abril

Ford Figo pode ter dado os primeiros indícios do fim de linha também na Índia