Fiat relança o 500 no Brasil, que estreia como um elétrico em nova geração, por R$239.990


A Fiat apresentou oficialmente a quarta geração do 500, que retorna ao mercado brasileiro depois de sair de linha em 2017. Agora, o 500 chega como elétrico e deve se manter como uma opção de imagem da marca italiana. Revelado no Salão do Automóvel de Genebra do ano passado, o novo 500 chega com um design de linhas evolutivas. Produzido em Turim, na Itália, o novo 500 foi desenvolvido no Centro de Design de Turim, onde a Fiat já tinha um projeto para o seu hatch retro. Na dianteira, o novo 500 passa a ser vendido com nova grade dianteira, que substitui o logotipo da Fiat pelo logotipo “500”, além de faróis que são recortados pelo capô. Os faróis ainda possuem LEDs e ele ganha uma entrada de ar perfurada na parte inferior do para-choque. Os faróis de neblina foram substituídos por DRLs circulares que também contam com as luzes de direção na dianteira. Nas laterais, o destaque fica por conta da maçaneta embutida, que melhora a aerodinâmica, além de um friso cromado que contorna os vidros e que no vidro traseiro conta com um pequeno degrau com o nome “500”. Na traseira, as novidades ficam por conta de linhas mais arredondadas que trazem uma tampa do porta-malas com aspecto tridimensional, efeito causado pela área da placa de identificação. As lanternas, quando acesas, formam um “E” interno. A luz de ré agora fica junto da lanterna de neblina na traseira, na parte inferior central do para-choque traseiro. No interior, a nova geração traz linhas mais limpas e um certo minimalismo. O painel possui uma central multimídia com tela de 10,25 polegadas flutuante e com poucos botões para o sistema de ar-condicionado logo abaixo da tela da central. O hatch ainda conta com um quadro de instrumentos com tela digital de 7 polegadas. Sem alavanca de câmbio, o 500 deve usar botões logo abaixo do ar-condicionado. 



A central, Uconnect5, pode ser conectada à internet e capaz de comunicar-se com o smartphone. A nova geração ainda ganha mais equipamentos como auxílio como frenagem automática, monitor de ponto cego, sistema de permanência em faixa e controle de cruzeiro adaptativo. O novo 500 foi desenvolvido sobre uma nova plataforma, curiosamente chamada de Mini EV (seu principal concorrente), que faz com que ele tenha um assoalho plano e baterias de íons de lítio de 42kWh, que deve oferecer uma autonomia de 320km. Em condições ideais, ele pode chegar a 460km de autonomia, principalmente se for usado principalmente em ciclo urbano. Com isso, ele possui um consumo estimado de 62km/l, se fosse movido a combustão. Ele usa um motor elétrico que desenvolve 118cv de potência e torque de 22,4kgfm, que acelera de 0 a 100km/h em 9 segundos, retomada de 60km/h a 100km/h em 4,8 segundos e a velocidade máxima é de 150km/h. O hatch ainda conta com três modos de condução: Normal, Range e Sherpa. O Normal oferece um estilo de direção mais próximo à experiência tradicional de condução. Toda a potência e torque do sistema de tração estão disponíveis. O veículo desacelera com efeito de freio motor, como em um veículo convencional, carregando parcialmente a bateria. Esse modo apresenta a função “Creeping”, no qual o veículo inicia seu movimento ao liberar o pedal do freio; o Range ativa a função “One Pedal Driving”. Melhora a recuperação da energia, a desaceleração aumenta e o freio é usado apenas para emergências ou para parar completamente o carro: na prática o veículo é usado basicamente com o pedal do acelerador. Ao selecionar este modo de condução, o motorista maximiza a frenagem regenerativa e, portanto, também o alcance; e o Sherpa ajusta vários parâmetros de condução, como velocidade máxima (limitada a 80 km/h), resposta do acelerador (reduzir o consumo de energia) e desativação do ar-condicionado e sistemas auxiliares de aquecimento (vidros e retrovisor) para reduzir ao mínimo o consumo e, assim, garantir que o condutor alcance o destino definido no sistema de navegação ou na estação de carregamento mais próxima. 


Para recarga do 500, a Fiat destaca que ele possui um cabo padrão de 6 metros de comprimento em carregamento doméstico com uma tomada de três pinos e com armazenamento de cabo próprio no porta-malas. A tomada Type 2, localizada na lateral direta do veículo, permite carregamento em corrente alternativa e corrente contínua, com carregamento rápido e duas opções de WallBox: WEG WEMOB WALL WEMOB-007-1T2: desenvolvida para uso interno ou externo em garagem ou estacionamento. Com design moderno, compacto e fixado na parede, é ideal para residências e condomínios para uso em redes monofásicas e bifásicas. Possui conectividade Wi-Fi, LEDs de sinalização, controle de acesso por TAGs, app EV Drivers e funções de medição de energia e smart charging. Com 7,4kW de potência, é possível completar a recarga do veículo elétrico mais rapidamente; e o WEG WEMOB PARKING WEMOB-P: A estação de recarga Parking foi desenvolvida para uso compartilhado em estacionamentos públicos e privados. Sua tecnologia inovadora permite que seja ligada em redes trifásicas, bifásicas e monofásicas no Brasil, possuindo conectividade via Wi-Fi, LAN e 4G, LEDs de sinalização, controle de acesso via TAGs, app EV Drivers, funções de medição de energia e smart charging, permitindo a recarga mais rapidamente de até dois veículos elétricos com 22kW simultaneamente. Ele pode ser recarregado em estações rápidas de até 85kW, que recupera 50km em 5 minutos ou 80% da bateria em 35 minutos. Segundo a Fiat, a nova geração do 500 passa a contar com 3,623 metros de comprimento, 2,322 metros entre os eixos, 1,683 metro de largura, 1,527 metro de altura e porta-malas de 185 litros de capacidade (ganhos de 61mm no comprimento, 22mm entre os eixos, 57mm na largura e 29mm na altura. A Fiat ainda destaca que ele deve ser vendido primeiro em nove cidades e em dez concessionárias: Porto Alegre (RS), Curitiba (PR), Florianópolis (SC), Campinas (SP), São Paulo (SP) com duas lojas, Rio de Janeiro (RJ), Belo Horizonte (MG), Brasília (DF) e Recife (PE). A garantia para as baterias é de 8 anos ou 160.000km e para o carro a cobertura é de 3 anos. A expectativa é vender 120 unidades até o final do ano.


500 Icon

De série, a versão topo de linha passa a ser vendida com Co-Driver, formado pelo Sistema Avançado de Condução Assistida (ADAS) que traz câmera atrás do espelho retrovisor interno trabalha em conjunto com outra câmera frontal, no logotipo dianteiro. Há ainda controle de cruzeiro adaptativo, Lane Centering que reconhece os sinais de trânsito além das faixas de marcação na pista ao ativar o dispositivo, mantendo o carro no centro da faixa de rodagem e tornando a direção mais segura, assistente de frenagem autônoma com detecção de pedestre, detector de placas de limite de velocidade, detector de fadiga, monitoramento de ponto cego, sensores de estacionamento 360°, assistente de estacionamento (Park Assist), seis airbags, câmera traseira de alta resolução, comutador de luz alta, sensor de chuva e monitoramento de pressão dos pneus. A central multimídia possui tela de 10,25” com conectividade com Apple CarPlay e o Android Auto sem fio, pode ser atualizado via web, tem comandos de voz avançados, que possibilitam “conversar” com o carro para controlar suas configurações, programa o ar-condicionado e pode escolher músicas. A central ainda possui navegação GPS com mapa 3D personalizado, atualização do TOM TOM Maps, navegação conectada, rádio AM-FM, Dual Tuner, Wi-fi, Bluetooth e USB, combinado ao cluster 100% digital de 7”, com display em TFT oferece gráficos configuráveis, coloridos e com grande definição, permitindo uma ampla gama de configurações de personalização do cliente. O hatch ainda possui carregamento do Wireless Charger para smartphones e atualização Remota de Mapa “over-the-air” do mapa com base na conectividade já embarcada, sempre que disponível. Ele tem um botão chamado de Chamada de Emergência (SOS), que realiza chamadas de emergência habilitadas por meio do botão SOS localizado no console do teto, o botão ASSIST no console do teto para fornecer assistência na estrada para demais emergências; assistente de Recuperação a Roubo e Furto, Alerta Preventivo de furto, Alertas de Condução, WiFi Hotspot embarcado no veículo nos dispositivos portáteis dos ocupantes que pode conectar até 8 dispositivos ao mesmo tempo. Há informações do veículo em tempo real relacionado ao nível da bateria, pressão dos pneus, hodômetro, vida útil do óleo, tanto por meio de aplicativo móvel, portal da Web e sistema de entretenimento informativo no veículo e alertas de manutenção como indicador de aviso/alerta de mensagem específico é enviado por meio de “notificação push” no aplicativo móvel e portal da web. Os alertas de veículos são baseados nas seguintes categorias: bateria, freios e suspensão, segurança e luzes e, por fim, Atualização Remota de Software: Sem a necessidade de ir à concessionária, é possível realizar atualizações do software da central multimídia e módulo de telemetria do veículo.



Preço

  • Fiat 500 Icon – R$239.990





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Jeep Compass possui fila de espera até 2022 pra algumas versões por falta de semicondutores

Sem nenhum emplacamento, Jeep Commander já possui longa fila de espera de até 6 meses

Último Troller T4 produzido será vendido por R$ 299.990; unidade está localizada em Natal (RN)

Chery Arrizo 6 Pro terá condições especiais no seu mês de lançamento, para financiamento

Fiat Pulse Abarth está em desenvolvimento e será apresentado em 2022, de acordo revista

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Ford testa novas versões para a Ranger na Argentina, como a FX4; será que vem pra cá?

Com lançamento para amanhã, Fiat Pulse Impetus T200 aparece custando R$ 125.790

Novo Honda Civic Si é apresentado nos Estados Unidos só como sedã e com motor de 203cv

BYD também testa o D1 no Brasil, que pode ser o quinto lançamento da marca para 2022