Tesla inicia produção do Model Y com baterias BYD na fábrica Gigafactory Berlim, na Alemanha

Tesla iniciou a produção do Model Y na Alemanha com baterias Blade da BYD, que possuem um desempenho melhor que as baterias que eram usadas antes, da CATL



A Tesla confirmou que iniciou a produção do Model Y na fábrica de Gigafactory Berlim, na Alemanha, com baterias Blade, fornecidas pela BYD no dia 20 de maio do ano passado. O SUV cupê passa a ser vendido com as baterias de ferro de lítio fosfato (LFP), de 55kWh, que substituiu as baterias de 60kWh que eram fornecidas antes pela CATL. Na China, a CATL e a LG continuam a fornecer baterias para a Gigafactory Xangai, enquanto na América do Norte ele é equipado com baterias da Panasonic.

As baterias de 55kWh serão oferecidas na versão RWD Standard, enviadas pela FinDreams Battery, que é uma empresa da BYD e fornece baterias não só para sua dona, mas também para quem estiver interessado em equipar seus elétricos com a bateria. A empresa controlada pela BYD Group enviará cerca de 204.000 baterias anualmente para a unidade alemã para a produção do Model Y. A bateria Blade, de lâminas, é uma das baterias mais modernas e eficientes do mercado. Além da Tesla, a FinDreams já fornece baterias para a Toyota, com o seu sedã bZ3.

As baterias possuem um sistema cell-to-pack/cell-to-chassis (CTP) e oferece ao SUV da Tesla uma autonomia de 440km, de acordo com o padrão WLTP. Apesar de oferecer uma autonomia de 455km no ciclo WLTP, a bateria da CATL é maior por ser de 60kWh. Ao mesmo tempo, a bateria da BYD conseguiu ter maior desempenho no dia-a-dia. De acordo com as primeiras informações, a bateria da BYD consegue recuperar de 11% a 71% em apenas 15 minutos, quando carregado em uma estação de recarga rápida de 170kW – chegando as 100% em 51 minutos. O Model Y com a bateria da CATL conseguia recuperar, no mesmo tempo, apenas 50% da sua capacidade.

Com isso, as baterias da BYD conseguiram ser mais rápidas na recarga e trazem uma perda de apenas 15km por uma bateria que é 5kWh menor. Usar a Tesla como uma marca estandarte fará bem à BYD na Europa, visto que a marca chinesa está chegando no Velho Continente e ainda carece de ter mais credibilidade perante os consumidores. Mecanicamente, o SUV é equipado com um motor elétrico que desenvolve 346cv com torque de 42,8kgfm. Com esse conjunto, ele acelera de 0 a 100km/h em 6,9 segundos e possui uma velocidade máxima de 217km/h. 



Foto: Tesla / divulgação | Foto: BYD / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Jetour apresenta o X90 Plus no Salão do Automóvel de Guangzhou, que é reestilizado

RAM reajusta os preços de Rampage, 1500, 2500 e 3500 no Brasil, em até R$ 5.000

Nio ET5 Touring é a primeira station wagon da marca; estreia na China de olho na Europa

Alfa Romeo surpreende e confirma nome Milano para SUV subcompacto que estreia em abril

Fiat reajusta os preços da Toro em versões com motor T270, com cortes de até R$ 10.000

Nosso novo Peugeot 2008 será igual ao modelo europeu, recém reestilizado; terá motor T200

Ford desenvolve um SUV elétrico de 7 lugares que será apresentado em meados de 2025

Chevrolet Camaro ganha séries especiais Collector's Edition e Garage 56 Edition nos EUA

Lamborghini comemora aniversário de 60 anos de Sant'Agata Bolognese e revela três séries

Volkswagen lança promoção no Brasil para Polo, Virtus, Nivus, T-Cross, Taos, Tiguan e Amarok