BMW i8 pode ganhar motor 100% elétrico com autonomia de até 400km, segundo revista


A BMW deve apresentar novidades para a sua linha de automóveis elétricos e híbridos, conhecidos pela inicial "i". O i8, atual topo de linha da BMW, pode ganhar uma nova motorização nos próximos anos. A informação é da revista britânica Auto Car, que diz que a BMW está preparando uma versão 100% elétrica do i8. O desenvolvimento estaria sendo baseado no protótipo com células de combustível, mas no lugar do tanque central, o túnel abrigaria um novo pacote de baterias. A autonomia proposta é de 400km. O BMW i8 elétrico não deverá pesar mais, apesar de usar mais baterias. Além disso, o cupê esportivo deve contar também com três motores elétricos, sendo um na dianteira e dois na traseira, substituindo neste último o motor de três cilindros 1.5 TwinPower Turbo. A BMW estaria trabalhando no desenvolvimento de motores elétricos de alta rotação para desenvolver o mesmo ou quase o mesmo que o 1.5 12v TwinPower Turbo. Comenta-se que o novo motor deve ter cerca de 271cv de potência, que aliado aos atuais motores elétricos poderá trazer um aumento significativo na potência e performance do coupé.


Fonte: AutoCar

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat Scudo chega ao Brasil no 2º semestre, com produção uruguaia e duas opções de motor

NBR é marca brasileira que surge como aposta de buggy e terá fábrica em Pernambuco

Fiat Scudo será vendido nas mesmas versões de Citroën Jumpy e Peugeot Expert, Cargo e Multi

BMW lança o Série 3 2022, com novidades nas versões 320i, que estreia por R$267.950

Audi lança a linha 2023 de A4 e A5 Sportback com motor híbrido-leve 40 TFSI, de 204cv

Peugeot 4008 será apresentado em 2022 como um SUV médio cupê com base no novo 308

Stellantis já testa o Fiat Scudo no Brasil; lançamento vai acontecer ainda em 2022

Curiosidades: por que o disco de freio parece com ferrugem mesmo sendo novo?

Volvo abre pré-venda do novo XC40 Recharge Electric P6, com motor de 231cv, por R$ 309.950

Nova Chevrolet Spin não deve ser baseada no Orlando, como era estipulado