Stellantis terá 51 novidades até 2025 e vai crescer fornecedores em 70% na América do Sul


A Stellantis confirmou que vai trazer cerca de 51 lançamentos na América do Sul e Central até meados de 2025. A informação foi confirmada por Antonio Filosa, CEO da Stellantis na América do Sul. “O [híbrido a] etanol é a melhor chance de descarbonização da frota sem desestruturar a indústria brasileira”, afirmou o executivo, que, entretanto, evitou revelar o cronograma de lançamento da tecnologia. É a melhor alternativa para o mercado brasileiro.”, disse Filosa. “Egoisticamente, também poderíamos ter um mercado maior para nossos veículos. O problema nessas regiões é a renda”, afirma o executivo ao Auto Indústria. Entre 2022 a 2025, a Stellantis deve trazer 51 novidades, sendo 28 reestilizações e sete modelos elétricos. A Stellantis ainda confirmou que quer aumentar a quantidade de fornecedores no Brasil e na Argentina até meados de 2026 em 70%, passando de 30 para 50 empresas, disse o executivo ao Automotive Business"Precisamos de mais produtos em nossas fábricas. E, para isso, temos que levar mais fornecedores para outras áreas do Brasil. Do setor industrial e de serviços, 65% estão concentrados no Sul e no Sudeste. Já demos um passo que foi a instalação de um fornecedor do sistema de infoentretenimento do Citroën C4 em Manaus. Temos volumes e escala de produção, e isso nos dá um plano robusto para mostrar aos fornecedores que é possível investir no Brasil e não apenas na Ásia. O cuidado com as marcas [de origem francesa] tem sido muito positivo, mesmo sem termos feito todos os lançamentos. Podemos fazer mais. Com os novos produtos, os 5% de mercado é algo factível", disse Filosa. A Stellantis confirmou que encerrou o primeiro semestre de 2022 na América do Sul, respondendo por 23,5% nas vendas de automóveis e comerciais leves. A Stellantis ainda foi líder nos três maiores mercados sul-americanos, como Brasil, Argentina e Chile. Ainda neste ano, a Citroën lança o C3, a Fiat apresenta o Fastback e a Peugeot prepara a chegada da Landtrek. A Abarth faz sua estreia no mercado brasileiro no próximo trimestre. Nos próximos anos, a Stellantis ainda vai começar a produzir o primeiro veículo da RAM no Brasil com uma picape monobloco e a Fiat terá um novo SUV médio, baseado na Toro. Todos esses modelos fazem parte de um plano mais inicial da Stellantis.





Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

Chevrolet lança a nova S10 no Brasil, que traz atualizações importantes e parte de R$ 247.860

Kia confirma a vinda do EV9 ao Brasil e define estreia para o primeiro semestre de 2024

Tank registra novas imagens de patente do 700 Hi4-T no MIIT e confirma uso de motor de 517cv

Eccentrica apresenta o Lamborghini Diablo remasterizado que agora desenvolve 550cv

Mercedes-Benz lança o Classe G 63 AMG Grand Edition no Brasil, por caros R$ 2.247.900

GWM registra imagens de patente do Veyron na China, que pode ser da marca Haval ou da Sar

Fiat Titano vai virar RAM 1200 no México, antecipa teaser; picape ganhará quarto logotipo

GWM adiciona caminhões elétricos para fazer entregas de peças para concessionárias

Volkswagen lança Polo Robust, versão voltada ao agronegócio, que chega por R$ 89.290