DS apresenta na Europa o novo DS 3, que estreia reestilização com melhorias de meia-vida

DS apresenta oficialmente o novo DS 3 na Europa, que faz sua estreia no Salão do Automóvel de Paris; SUV subcompacto ganha mudança de meia-vida



Lá se foram quatro anos desde a apresentação do DS 3 Crossback na Europa. Agora, a marca premium da Citroën apresentou as primeiras mudanças para o modelo. Assim como aconteceu com a reestilização do DS 7, o modelo perde o sobrenome Crossback e passa a ser chamado apenas de DS 3. As mudanças de meia-vida da DS fizeram com que a marca atualizasse o SUV com mudanças sutis de meia-vida.

Visualmente, as mudanças ficam por conta dos faróis com novo layout interno (e com acabamento escurecido e que, opcionalmente, podem ser DS Matrix LED Vision opcional), trazendo novos projetores e uma fina luz diurna (DRL) em LED na parte superior dos faróis. Abaixo dos faróis estão as principais luzes diurnas do DS 3, chamadas de ‘DS Wings’. Elas contam com duas linhas de luzes diurnas, que quase se conectam com os faróis e chegam até quase a parte inferior do para-choque.

A grade dianteira recebe um novo desenho, com linhas mais retas, enquanto a grelha também é nova. A grade dianteira continua se conectando com os faróis por meio de um acabamento cromado. A parte inferior do para-choque dianteiro também é nova. Os faróis de neblina recebem um novo desenho, que se conectam com a iluminação DS Wings. Ao centro, abaixo da grade dianteira está uma nova entrada de ar inferior, em formato trapezoidal, que fica maior que o modelo anterior.

Nas laterais, o DS 3 recebe ainda novas rodas de liga leve, que variam de acordo com cada versão. As rodas vão de 17 a 18 polegadas. Já na traseira, as mudanças são ainda mais sutis. Ele recebe um novo layout das lanternas, que recebem uma iluminação em LED. O contorno das lanternas passa a ser em preto brilhante, com uma barra em preto brilhante que traz o ‘DS Automobiles’ ao centro. A tampa do porta-malas ainda traz o DS ao centro.



Já o para-choque traseiro não muda. A DS confirma que o SUV ganha novas opções de cores, como o Diva Red e Lacquered Grey, juntando-se aos tons Crystal Pearl, Platinum Grey, Artense Grey, Perla Nera Black e Polar White. Opcionalmente, os modelos podem ter o teto pintado em Perla Black ou Carat Grey. No interior, as novidades ficam por conta de uma nova central multimídia DS Iris, com 10,3 polegadas e doze widgets.

A central passa a contar com conectividade sem fio com Android Auto e Apple CarPlay, reconhecimento de voz para até 40 idiomas. O quadro de instrumentos também é novo e tem uma tela de 7 polegadas, além de um novo Head-Up Display. O novo DS 3 ainda estreia um novo volante, que traz o logotipo da marca em destaque ao centro e os controles multifuncionais em preto brilhante, enquanto o volante ainda possui costura contrastante.

A DS ainda confirma que o novo DS 3 possui novas opções de estofamento em tecido com o Peruzzi Silicium Grey, em Alcantara e couro granulado em Basalt Black, Pebble Grey ou couro Nappa em Basalt Black. Entre as novidades, a DS confirma que ele será equipado com o aplicativo MyDS, o proprietário obtém recursos de controle remoto. Ainda em equipamentos, o novo DS 3 estreia com novo sistema de som (opcional) chamado de Focal Electra de 515W com 12 alto-falantes, incluindo um subwoofer e tweeters TNF, para uma experiência de áudio premium.



De série, o SUV ainda possui Lane Keeping Assist, Traffic Sign Recognition e Active Safety Brake, enquanto recursos opcionais como o Vision Park 2 (câmera de 360º), o Extended Traffic Sign Recognition e o DS Drive Assist (combinando o controle de cruzeiro adaptativo e assistente de permanência na faixa) como equipamentos de autonomia de Nível 2.

Na mecânica, o DS 3 é vendido com os motores 1.2 PureTech THP que desenvolve 100cv e 20,9kgfm com câmbio manual de 6 marchas ou 130cv e 23,4kgfm com câmbio automático de 8 marchas. Ele ainda possui o 1.5 BlueHDi a diesel que entrega 130cv e 30,6kgfm, acoplado ao câmbio automático de 8 marchas. Ele ainda possui a versão E-Tense. Elétrico, ele entrega 156cv e 26,5kgfm, vindo com uma bateria de 54kWh.

Tendo uma arquitetura elétrica de 400V, o SUV passa a ter uma autonomia de 402km. Para recarga, ele pode ser carregado em estações de 100kW onde a bateria carregada de 0% a 80% em 25 minutos ou pode ser carregado em um WallBox de 11kW, onde ele carrega toda a bateria em 5h30. Ele será vendido nas versões Bastille, Rivoli, Opera, Performance Line e Performance Line+. Os preços variam de 30.100 a 41.700 euros. O DS 3 é feito na unidade de Poissy em Paris, França.






Fotos: DS / divulgação

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Fiat confirma que o futuro interior dos seus carros terão inspiração no clássico Lingotto

BYD lança no Brasil promoção para interessados em seus carros durante este mês de junho

Jeep Avenger pode ser produzido em Betim (MG) e participa de clínicas com potenciais clientes

RAM Rampage Laramie ganha versão Night Edition, a 'all-black', no Brasil por R$ 277.990

Toyota confirma produção do primeiro elétrico nos EUA em 2025, no estado de Kentucky

Fang Cheng Bao revela as primeiras imagens teaser do Leopard 3, que estreia em breve

Hyundai apresenta oficialmente o Ioniq 5 N, a versão esportiva com motor de 609cv

Nova geração do Peugeot 2008 e reestilização do 208 vão trazer motor T200 MHEV

Volkswagen faz promoção de Polo, Virtus, Saveiro, Nivus, T-Cross, Taos, Jetta e Amarok

Hyundai apresenta a linha 2025 de HB20, HB20S, Creta Action e Creta no Brasil com novidades